INFORMÁTICA EDUCATIVA NO BRASIL

  • Instituição pioneira na utilização do computador ematividades acadêmicas

  • Marco inicial da Informática Educativa

    As primeiras iniciativas na área da Informática Educativa.
  • Primeira Conferência Nacional de Tecnologia aplicada ao Ensino Superior

    Primeiras demonstrações do uso do computador na educação, na modadlidade CAI (Computer Aided Instruction).
  • O uso dainformática como tecnologia educacional voltada para a avaliação formativa e somativa

    A partir de 1973, o Núcleo deTecnologia Educacional para a Saúde e o Centro Latino-Americano de Tecnologia Educacional - NUTES/CLATES, dessa mesma universidade, iniciavam, no contexto acadêmico, o uso da informática como tecnologia educacional voltada para a avaliação formativa e somativa de alunos da disciplina de química, utilizando-a para o desenvolvimento de simulações.
  • As primeiras iniciativas na UFRGS

    Surgiram as primeiras iniciativas na UFRGS, suportadas por diferentes bases teóricas e linhas de ação.
  • Foi escrito o documento Introdução de Computadores nas Escolas de 2o Grau

    Um grupo de pesquisadores da UNICAMP, coordenado pelo Prof. Ubiratan D'Ambrósio, do Instituto de Matemática, Estatística e Ciências da Computação, escreveu o documento Introdução de Computadores nas Escolas de 2o Grau, financiado pelo Acordo MEC-BIRD, mediante convênio com o Programa de Reformulação do Ensino (PREMEN/MEC), atualmente extinto.
  • Criação de instrumentos e mecanismos para pesquisa na área da Informática Educativa

    instrumentos e mecanismos necessários que possibilitassem o desenvolvimento de estudos e o encaminhamento da questão, colocando-se à disposição para implementação de projetos que permitissem o desenvolvimento das primeiras investigações na área.
  • III Plano Setorial de Educação e Cultura - III PSEC

    Essas diretrizes apontavam e davam o devido respaldo ao uso das tecnologias educacionais e dos sistemas de computação, enfatizando as possibilidades desses recursos colaborarem para a melhoria da qualidade do processo educacional, ratificando a importância da atualização de conhecimentos técnico-científicos, cujas necessidades tinham sido anteriormente expressas no II Plano Nacional de Desenvolvimento - II PND, referente ao período de1975-1979.