Linha do Tempo - Creches

  • ESCOLA DO TRICÔ

    ESCOLA DO TRICÔ
    fundada pelo Padre Oberlin, na França. A palavra Creche, que tem origem francesa, significa manjedoura.
  • ESCOLA INFANTIL

    ESCOLA INFANTIL
    criada por Robert Owen, na Escócia. Fundou o INSTITUTO PARA FORMAÇÂO DE CARÁTER, que era organizado em três níveis: o 1º era a escola infantil para crianças de 3 a 6 anos; o 2º atendia crianças de 6 a 10 anos e o 3º era oferecido durante a noite e atendia alunos dos 10 aos 20 anos.
  • Froebel cria as pré-escolas

    Froebel cria as pré-escolas
    Infância vista como fase mais importante da formação e valorização da brincadeira
    Friedrich Froebel disseminou a ideia da infância como fase mais importante para formação humana, dando ênfase às brincadeiras como forma de aprendizagem, representação e possibilidade de compreensão do mundo.
  • Primeira Creche da França

    Após a viabilização da amamentação artificial
  • Década de 1870

    A creche cria condições de se difundir internacionalmente, chegando ao Brasil - primeiramente, como ideia, em periódicos e inspiração para outras instituições, como a Associação Protetora da Infância Desamparada.
  • Inauguração da creche da fábrica de tecidos- Corcovado no RJ

    No início, as creches no BR tinham como principal função apenas dar suporte aos pais, operários, para que esses pudessem trabalhar.
  • Criação do jardim de infância

    Criação do jardim de infância
    Jardim de infância da escola normal.
  • Fundação do Instituto de Proteção e Assistência à Infância no RJ

    Para atendimento das mães pobres grávidas, mas também dar assistência aos recém nascidos, distribuir leite, realizar consulta de lactantes, vacinação e higiene dos bebês. Expandiu seus serviços por todo o território brasileiro.
  • Fundação da creche asilo Anália Franco em SP

    Organiza escolas maternais e creches agregadas a asilos para orfãos.
    Atingiu, em 1910, 18 escolas maternais e 17 creches-asilos em todo Estado.
  • Criação da Creche Central do Patronato de Menores no RJ

  • Primeira escola infantil de BH

  • Início do Século XX

    A creche é determinada a partir das concepções de família e maternidade de diferentes áreas - medicina, psicologia, serviço social -, impondo uma visão higienista aos cuidados oferecidos (deveriam ser prestados por enfermeiras e outros profissionais da saúde)
    Psicologia, medicina e serviço social são responsáveis pela definição de como é a creche
  • Puericultura

    O governo paulista introduz as primeiras noções de puericultura nas classes adiantadas do ensino primário.
  • I Congresso Brasileiro de Proteção à Infância (RJ)

    Marca o deslocamento da influência europeia para os EUA; a infância deveria ser educada segundo o espírito americano.
    Temas do congresso: educação moral e higiênica
  • Primeira regulamentação sobre o trabalho da mulher

    Previa a instalação de creches e salas para a amamentação próximas ao ambiente de trabalho
  • Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova

    Por iniciativa da Associação Brasileira de Educação.
  • Conferência Nacional de Proteção à Infância

    Realizada no Rio de Janeiro, em 1933, enfatizou-se a importância da criança pré-escolar ser vista não apenas sob o ângulo da saúde física, mas de se promoverem as habilidades mentais, socialização e o brincar.
  • Fim da Segunda Guerra

    Mães que tinham se unido ao esforço da guerra são estimuladas a voltar para casa e cuidar do desenvolvimento dos filhos
  • Spitz e a figura do cuidador

    O psicanalista afirmava que, em circunstâncias desfavoráveis no seu primeiro ano de vida, a criança seria marcada por danos psicossomáticos irreparáveis.
    De outro lado, para alcançar um desenvolvimento infantil saudável, seria indispensável o vínculo com um cuidador.
  • Década de 50

    Quem atua nas creches são enfermeiras e profissionais da saúde. Surge a figura da pajem, em substituição da mãe. Ascensão da psicologia. Teorias sobre desenvolvimento infantil saudável
  • Reconstrução Educacional no Brasil

  • Década de 60

    A creche é dotada de uma dimensão preventiva e compensatória das privações culturais por que as crianças passavam em suas famílias de baixa renda. Utilizavam-se conhecimentos de outras áreas e experiências realizadas com crianças portadoras de deficiências, como se as crianças da creche tivessem carências a serem supridas ou revertidas até o próximo nível de escolarização.
    A brincadeira começa a aparecer na creche, e com a ascensão da pedagogia, a criança é considerada em sua especificidade.
  • Conferência Latino-Americana sobre a Infância e Juventude no Desenvolvimento Nacional

    Promovida pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância, trouxe a ideia de simplificar as exigências básicas para uma instituição educacional e implementar um modelo de baixo custo, apoiado na ideologia do desenvolvimento da comunidade.
  • Implantação dos Centros de Recreação

    O Plano de Assistência ao Pré-Escolar, do Departamento Nacional da Criança do Ministério da saúde, que se ocupava das creches, indica as igrejas de diferentes denominações para implantar os Centros de Recreação, um programa de emergência para atender crianças de 2 a 6 anos.
  • Década de 70

    Expansão da rede de atendimento a baixo custo, liderada pelo poder público sob pressão dos movimentos feministas e a atuação das camadas operárias, resultando em queda da qualidade dos serviços oferecidos.
  • Publicação da obra "Estimulação Essencial"

    Em 1957, inicia-se a elaboração da Escala do Desenvolvimento Físico, Psicológico e Social da Criança Brasileira, inspirada em estudos de Helena Antipoff de 1939. Testada até 1970, é finalmente publicada na obra Estimulação Essencial, e descreve comportamentos esperados mês a mês, desde o nascimento até os 08 meses, depois por períodos mais espaçados até os 09 anos de idade, tornando-se referência para o trabalho em creches.
  • Década de 80

    Fica estabelecido que é dever do Estado o acolhimento de crianças de 0 a 6 anos, e a ideia de atendimento de qualidade ganha importância
  • Criação do Projeto Casulo - 1982

    Criação do Projeto Casulo - 1982
    O Projeto tinha como objetivo atender crianças de 0 a 6 anos e tinha a intenção de proporcionar às mães tempo livre para ingressar no mercado de trabalho. Principal programa de atendimento ao pré-escolar.
  • Novas políticas para as creches

    Novas políticas para as creches
    Fim do período militar
    As propostas do Regime Militar pretendiam atender as crianças de forma barata, dispensando critérios de qualidade "importados" de nações desenvolvidas, mas que buscavam, apenas, "evitar que os pobres morressem de fome, ou que vivessem em promiscuidade, assim como o seu ingresso na vida marginal".
  • Educação das crianças de 0 a 6 anos: direito da criança

    Educação das crianças de 0 a 6 anos: direito da criança
    Diferentes setores da sociedade (ONGs, pesquisadores, comunidade acadêmica, população civil etc.) passam a unir forças para sensibilizar acerca do direito da criança a uma educação de qualidade desde o seu nascimento
  • Constituição Federal de 1988

    Acesso à educação infantil é garantido por lei
    Assegura o direito da criança à educação, inserindo, no artigo 208, o dever do Estado de garantir creches e pré-escolas às crianças de 0 a 6 anos de idade.
    As creches, até então vinculadas à área da Assistência Social, passam a ser responsabilidade da Educação.
    A criança de 0 a 6 anos passa a ser tida como sujeito de direito.
  • Estatuto da Criança e do Adolescente

    Estatuto da Criança e do Adolescente
    Ao regulamentar o artigo 227 da Constituição Federal, insere as crianças no mundo dos Direitos Humanos, ao assegurar-lhes direitos fundamentais à pessoa humana, permitindo o acesso a oportunidades de "desenvolvimento físico, mental, moral, espiritual e social, em condições de liberdade e dignidade". Conferiu à criança "o direito de ser criança".
  • Mulheres

    Ampliação do trabalho feminino nos setores médios, leva a classe média a procurar instituições educacionais para seus filhos
    Temática contracultural e a sua critica a família.
  • Lei de Diretrizes e Bases da Educação

    Insere a Educação Infantil como primeira etapa da Educação Básica, definindo como sua finalidade a promoção do desenvolvimento integral da criança de forma complementar à ação da família e da comunidade.
  • História da cultura afro brasileira!

    No ano de 2007 a história sobre a cultura afro brasileira começa a ganhar um novo olhar e se começa a discutir a importância dessa cultura na educação.
  • Plano Nacional de Educação (PNE)

    Plano Nacional de Educação (PNE)
    Aprovada a Lei nº13.005/2014 sobre o Plano Nacional de Educação (PNE)