Iniciativas Brasileiras em Políticas de Tecnologia na Educação

  • Tics na Educação na década de 70

    A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), o Núcleo de Tecnologia Educacional para a Saúde (NUTES) e o Centro Latino-Americano de Tecnologia Educacional (CLATES) utilizaram o computador no ensino de Química, por meio de simulações.
  • Period: to

    Inserção das Tecnologias na Educação

  • Tics na Educação na década de 70

    Na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), foi desenvolvido um software, tipo CAI (Computer Aid Instruction), para o ensino dos fundamentos de programação da linguagem BASIC.
  • Tics na Educação na década de 70

    Foi produzido o documento “Introdução de Computadores no Ensino do 2° Grau”, financiado pelo Programa de Reformulação do Ensino (PREMEN), Ministério da Educação (MEC) e, nesse mesmo ano, ocorreu a primeira visita de Seymour Papert e Marvin Minsky ao país, os quais lançaram as sementes das ideias do Logo na UNICAMP.
  • Tics na Educação na década de 80

    Inserção das tecnologias de informação e comunicação (TIC) na educação básica Brasileira neste mesmo ano a educação é considerada um dos pilares das políticas de inclusão digital da população.
  • Tics na Educação na década de 80

    I Seminário Nacional de Informática em Educação, realizado na Universidade de Brasília, em agosto. Nele, “surgiu a primeira ideia de implantação de projetos-piloto em universidades. Em Dezembro do mesmo ano Foi aprovado o documento “Subsídios para a Implantação do Programa de Informática na Educação”, subscrito conjuntamente pelo MEC.
  • Tics na Educação na década de 80

    II Seminário Nacional de Informática em Educação, na Universidade Federal da Bahia, em agosto
  • Tics na Educação na década de 80

    1983 - lançamento do documento Projeto EDUCOM, que apresenta a proposta de trabalho para a área de informática na educação (Andrade & Albuquerque Lima, 1993).
  • Tics na Educação na década de 80

    Foi aprovado o Projeto EDUCOM
  • Tics na Educação na década de 80

    O foi implantado o Projeto EDUCOM, coordenado pelo Centro de Informática (CENIFOR) do MEC, mediante protocolo assinado entre MEC, SEI, CNPq, Financiadora de Inovação e Pesquisa (FINEP) e Fundação Centro Brasileiro de Televisão Educativa (FUNTEVÊ). O objetivo geral consistiu em fomentar a pesquisa interdisciplinar destinada ao uso de tecnologias de informática no ensino e na aprendizagem (Andrade & Albuquerque Lima, 1993).
  • Tics na Educação nos década de 80

    Foi criado o Comitê Assessor de Informática na Educação (CAIE), presidido pelo secretário-geral do MEC e constituído por elementos de reconhecida competência técnico científica no país, provenientes de diferentes segmentos da sociedade.
  • Tics na Educação na década de 80

    O Comitê recomendou a aprovação do Programa de Ação Imediata em Informática na Educação de 1º e 2º Graus, coordenado pela Secretaria de Informática do MEC.
  • Tics na Educação na década de 80

    Projeto FORMAR I na UNICAMP
  • Tics na Educação na década de 80

  • Tics na Educação na década de 90

    O PRONINFE foi transferido para a Secretaria de Educação Média e Tecnológica do MEC.
  • Tics na Educação nos década de 90

    Foi encerrado o Projeto EDUCOM, e nos seis anos (1985-1991) de seu desenvolvimento os trabalhos executados nos centros-piloto tiveram o mérito de elevar a informática na educação.
  • Tics na Educação na década de 90

    Projeto FORMAR III na Escola Técnica Federal de Goiás [...] Após a realização dos projetos FORMAR I, II e III, foram implantados os Centros de Informática Educativa, sendo 19 CIED, nas Secretarias Estaduais de Educação; 15 Centros de Informática na Educação Técnica (CIET), nas escolas técnicas e 8 Centros de Informática na Educação Superior (CIES), nos Centros de Ensino Superior e universidades.
  • Tics na Educação na década de 90

    PRONINFE foi instituído com rubrica orçamentária e com os seguintes objetivos: apoiar o uso da informática nas diferentes áreas de conhecimento e níveis de ensino, inclusive na educação especial; criar infraestrutura de suporte em articulação com os sistemas de ensino; promover a capacitação de recursos humanos em informática educativa.
  • Tics na Educação na década de 90

    Foi criado a SEED, que promovia o desenvolvimento de ações de capacitação (de multiplicadores, gestores e técnicos de suporte) voltadas ao emprego de tecnologias na educação, à compra de equipamentos de informática relativas ao ProInfo e à coordenação das ações realizadas pelo Centro de Experimentação em Tecnologia Educacional (CETE)
  • Tics na Educação na década de 90

    O Programa Nacional de Informática na Educação - PROINFO, foi criado pelo Ministério da Educação, através da portaria nº 522, com objetivo de promover o uso das tecnologias como ferramenta de enriquecimento pedagógico no ensino público fundamental e médio.
  • Tics na Educação nos anos 2000

    O modelo Four in Balance foi desenvolvido em, pela Fundação TIC para a Escola, da Holanda (Stichting Ict op School, 2001), atualmente conhecida como Fundação Kennisnet (Kennisnet, 2016), organização pública de Educação e TIC, financiada pelo Ministério da Educação, Cultura e Ciência da Holanda.
  • Tics na Educação nos anos 2000

    Ocorreu a integração dos diversos programas e ações relacionados à educação a distância, com a realização do VIII Encontro Nacional da TV Escola em Curitiba, Paraná, cujo tema foi "Unidade e Integração na Educação a Distância" (MEC & SEED, 2002b)
  • Tics na Educação nos anos 2000

    foram produzidos 120 objetos de Biologia, Química, Física e Matemática, todos de acesso público nos portais do Professor, Domínio Público e Banco Internacional de Objetos Educacionais (BIOIE)
  • Tics na Educação nos anos 2000

  • Tics na Educação nos anos 2000

  • Tics na Educação nos anos 2000

  • Tics na Educação nos anos 2000

    – O ProInfo Urbano, voltado à implantação de laboratórios em áreas urbanas, em escolas de ensino fundamental - 5ª a 8ª séries5, com mais de 100 alunos e com energia elétrica. – O Projeto Um Computador por Aluno - UCA colocou os laptops na mão do aluno e do professor e, portanto, propiciou a entrada da tecnologia na sala de aula. Foram distribuídos cerca de 150.000 laptops para 350 escolas públicas estaduais e municipais.
  • Tics na Educação nos anos 2000

  • Tics na Educação nos anos 2000

    Foi “lançado o Portal do Professor, em parceria com o Ministério da Ciência e Tecnologia, com o objetivo de apoiar os processos de formação dos professores brasileiros e enriquecer a sua prática pedagógica” (MEC & SEED, 2016b, s.p.)
  • Tics na Educação nos anos 2000

    Foi criado pelo MEC O Banco Internacional de Objetos Educacionais (BIOE), em parceria com o Ministério da Ciência e Tecnologia, Rede Latino-americana de Portais Educacionais (RELPE), Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI), constituindo-se um repositório de objetos educacionais de acesso ao público
  • Tics na Educação nos anos 2000

    O Programa Mídias na Educação foi assumido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).
  • Tics na Educação nos anos 2000

    Foi iniciado o Projeto Lousa digital portátil para projeção de conteúdos digitais, que podem ser armazenados no servidor da escola ou acessados via Internet, compartilhamento de arquivos, gravação das aulas e de tablets distribuídos aos professores de escolas de ensino médio da rede pública.
  • Tics na Educação nos anos 2000

    O MEC lançou um novo programa de TIC na Educação chamado Programa de Inovação Educação Conectada (PIEC) (Ministério da Educação [MEC] & Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior [SERES], 2017),