História da informática educativa

  • Criação da educon

    Criação da educon
    Foi criado o núcleo de de computação eletrônica, como precursora na utilização de computadores nas atividades acadêmicas,sendo a UFRJ, a primeira instituição a se envolver na informática educacional.
  • Discussão do computador no ensino da física

    Discussão do computador no ensino da física
    Foi promovido um seminário pela UFSCar, com apoio de um especialista da universidade de Dartmouth dos EUA, para implementação no ensino da fisíca.
  • Contece

    Contece
    Realizada a 1ª conferência nacional aplicada ao ensino superior, no hotel da Glória no Rio de Janeiro, onde os educadores presentes, fizeram várias comunicações pelas ferramentas tecnológicas, dentre elas,o ensino auxiliado por computador na modalidade CAI.
  • Centro de processamento de dados

    Centro de processamento de dados
    Foi criado um centro de processamento de dados (CPD) pela universidade UFRGS, onde desenvolveu um software chamado SISCAI, sendo testado em experiência de alunos de pós-graduação em educação.
  • Introdução a computadores na escola

    Introdução a computadores na escola
    Um grupo de pesquisadores da UNICAMP, coordenado pelo profº Ubiratan D"Ambrósio do instituto de matemática, estatística e ciências computacionais, iniciou a escrita introdução de computadores para ensino nas escolas de 2º grau financiado pelo MEC/BIRD.
  • Seminário nacional da informática na educação

    Seminário nacional da informática na educação
    Este seminário foi realizado pela Universidade de Brasília entre os dias 25 e 27 de agosto, que contou com a participação de especialistas nacionais e internacionais, constituindo assim o 1º fórum a estabelecer uma posição com o uso do computador,como ferramenta auxiliar no processo de ensino e aprendizagem.
  • Cenifor

    Cenifor
    Criação do centro de informático do MEC, subordinado a fundação centro brasileiro de TV educativa (FUNTEVÊ).
  • Instituição do NIED

    Instituição do NIED
    A UNICAMP, instituiu o núcleo interdisciplinar de informática aplicado à educação, sendo grande parte do seu tempo o seu referencial o projeto LOGO.
  • II seminário de informática na educação

    Visava a coleta de subsídios para a criação de centros-pilotos, a partir de reflexões de especialistas das áreas de educação, psicologia, informática e sociologia.
  • Convênios firmados

    Convênios firmados
    Os primeiros convênios foram criados entre a FUNTEVÊ/MEC, com as universidades de Campinas, Pernambuco e Rio Grande do Sul,e logo após firmado convênios com a universidade de Minas Gerais.
    Depois foi firmado um protocolo de intenções entre o MEC, a CEI, CNPq e FINEP assegurando o firme propósito de sustentação financeira ao projeto EDUCON e de responsabilidade de sua execução ao CENIFOR/FUTEVÊ.
  • Criação do comitê da informática na educação

    Criação do comitê  da informática na educação
    Foi criado o comitê de informática a educação (CAIE/MEC), presidida pelo secretário-geral do MEC,onde foi criado o programa de ação imediata em informática na educação.
  • Criação de cursos nacional de software educacional

    Criação de cursos nacional de software educacional
    Deu-se inicio de vários cursos voltados para informática na educação, sendo portanto cridos vários programas nos anos seguintes.
  • Implementação do FORMAR

    Implementação do FORMAR
    Foi criado o curso de especialização em informática na educação e implementação nos estados CIED (Centro de informática em educação em 1987.)
  • Criação do plano nacional de informática educativa (PRONINFE)

    Criação do plano nacional de informática educativa (PRONINFE)
    Este programa consolidou as diferenças ações que tinham sido desenvolvidos em termos de normas e uma rubrica no orçamento da união. Realizou o FORMAR III em Goiânia e FORMAR IV em Aracaju, destinados a formar professores nas escolas técnicas e implementação de centros de informática nas escolas técnicas federais (CIET).
  • PLANINFE

    PLANINFE
    Criada o 1º plano de ação integrada (PLANINFE) para o período de 1991 a 1993, que estabelecia os objetivos e metas. O PRANINFE destacava um forte programa de formação dos professores, onde definia a necessidade de implantação de 553 núcleos de informática na educação no país.
  • PROINF

    PROINF
    Foi criado o programa nacional de informática na educação. Este programa implantou até o final de 1998, 119 núcleos de tecnologia educacional (NTE), capacitou, por intermédio de cursos de especialização em informática na educação de (360 hs). cerca de 1.479 multiplicadores para atuarem em NTEs, sendo entregue em 1999, cerca de 30 mil computadores para serem implantados em escolas e outros 100 NTEs. Sua meta era atingir 3 mil escolas, 21 mil professore e 2 milhões de alunos.
  • Retomada do programa PROINFO

    Retomada do programa PROINFO
    O governo federal retoma as ações do programa, sendo a informatização das escolas públicas, como uma das metas no plano nacional de desenvolvimento da educação (PDE), executando e apoiando outras ações de inserção da informática em escolas públicas.