Escudo bandera portugal

Acontecimentos mais importantes da História de Portugal desde 1926 até 1974.

  • Golpe de Estado (28 de maio de 1926).

    Golpe de Estado (28 de maio de 1926).
    Liderado pelo general Gomes da Costa em Braga pôe fim à 1º República estabelecendo a ditatura militar.Portugal começa a ter um período instável onde se sucedem vários presidentes até chegar ao poder o António Oliveira Salazar.
  • 9º- Presidente da República Mendes Cabeçadas

    9º- Presidente da República Mendes Cabeçadas
    Teve um papel decisivo na preparação dos movimentos revolucionários que provocou a extinção da 1º- República Portuguesa.
  • 11º- Presidente da República Óscar Carmona.

    11º- Presidente da República Óscar Carmona.
    Foi importante na consolidação do movimento e conseguiu retirar o poder a Gomes da Costa.
  • 10º- Presidente da República Gomes da Costa

    10º- Presidente da República Gomes da Costa
    Militar e político português que foi elegido 10º Presidente da República Portuguesa e o 2º. da ditatura militar.
  • Rebelião militar

    Rebelião militar
    Foi uma rebelião militar que teve lugar entre 3 e 9 de fevereiro,no Porto,na cidade onde se instalou o centro de comandos.
    A revolta foi encabeçada pelo general Wojciech Gastão de Sousa Dias,, terminando com a rendição e prisão dos manifestantes e deu como resultado 80 mortos e 360 feridos no Porto e mais de 70 mortos e 400 feridos em Lisboa.Foi o primeiro intento para derrubar a ditadura militar..
  • Ato Colonial

    Ato Colonial
    Foi uma lei constitucional que defendeu as formas de relacionamento entre metrópoli e as colónias portuguesas.
  • Estado Novo

    Estado Novo
    O Estado Novo (1933/1974) é um regime autoritário,corporativista,conservador,tradicionalista,colonialista,nacionalista,antiliberal,antiparla- mentário ,anticomunista e antidemocrático constítuido pela direção de António de Oliveira Salazar ,um conservador e tradicionalista católico muito influenciado por Charles Maurras e pelo Papa León XIII (especialmente a Rerum novarum) e de outros Papas.
  • Polícia Internacional e de Defesa do Estado (PIDE)

    Polícia Internacional e de Defesa do Estado (PIDE)
    Foi a polícia portuguesa entre 1945 e 1969,responsável da repressão de todas as formas de oposição ao regime político.Além disso, as funções da polícia política, a sua atividade abarca também o serviço de estrangeiros e de fronteiras.
  • I Congresso da União Nacional

    I Congresso da União Nacional
    Organização política portuguesa criada para apoiar o governo do Estado Novo.
  • O Movimento Nacional-Sindicalista é proibido.

    O Movimento Nacional-Sindicalista é proibido.
    Foi um movimento político da extrema direita, ativo ao princípio do Estado Novo em Portugal. O seu fundador foi Francisco Rolão Negro.
  • Mocidade Portuguesa

    Mocidade Portuguesa
    A Mocidade Portuguesa(MP)foi uma organização juvenil que existiu em Portugal durante a Ditatura Salarazista.
    Procurava desenvolver o culto ao chefe e ao espírito militar ao serviço do Estado Novo.Era obrigatório para jovens entre os 7 e 14 anos.
  • Legião Portuguesa

    Legião Portuguesa
    Era uma milícia que dependia do Ministério de defesa. O seu objetivo era defender o património espiritual e combater a ameaça comunista e o anarquismo.
  • Atentado contra Salazar

    Atentado contra Salazar
    Quase morre enquanto ía à missa num domingo que era um dos seus rituais.
  • Acordo entre a Santa Sé e a República Portuguesa

    Acordo entre a  Santa Sé e a República Portuguesa
    Celebração de um acordo entre Portugal e a Santa Sé sobre os diversos aspetos da igreja e do estado.
  • Foi criado a Secretaria Nacional de Informação,Cultural Popular e Turismo.

    Foi um organismo público responsável pela propaganda política,,a informação pública ,os meios de comunicação ,o turismo e as atividades culturais durante o regime do Estado Novo em Portugal.
  • Criação do Movimento de Unidade Democrática(MUD)

    Organização política ao regime salazarista.
  • Morte do Militar Ribeiro

    Morte do Militar Ribeiro
    Oficial militar Ribeiro (comunista português) morre na prisão. Herói da resistência à Ditadura de Salazar.
  • Salazar ocupa a direção do Estado

    Salazar ocupa a direção do Estado
    Ocupou de maneira temporária da direção do Estado até à eleição de um novo candidato.
  • 12 Presidente da República Craveiro Lopes

    12 Presidente da República Craveiro Lopes
    Designado como candidato oficial da união nacional, para as eleições presidenciais do ano de 1951, pelo falecimento do presidente, o general Óscar Carmona.
    Foi eleito Presidente sem competências no dia 21 de julho de 1951.
    A sua presidência, a mais tranquila do regime salazarista, deu origem à debilitação do regime do Estado Novo, devido à má relação pessoal com o verdadeiro chefe do Governo, o ministro Salazar.
  • 13 Presidente da República Américo Tomás

    13 Presidente da República Américo Tomás
    Em 1958 foi candidato da União Nacional para suceder Craveiro Lopes, com a aprovação de António Salazar. Tinha de adversário o general Humberto Delgado. Segundo os resultados oficiais, ganhou com 75% contra apenas 255 atribuído a Delgado.
  • Prisão para os organizadores da campanha eleitoral de Humberto Delgado

    Prisão para os organizadores da campanha eleitoral de Humberto Delgado
    Presos os 4 organizadores, Delgado Azevedo Gomes, Vieira de Almeida, Jaime e António Sérgio.
  • Álvaro Cunhal foge da prisão de Peniche

    Álvaro Cunhal foge da prisão de Peniche
    Devido às suas ideias comunistas e militante ao estado novo,esteve preso em 1937-1940 e 1946 a 1960. No dia 3 de janeiro de 1960,fugiu da prisão de Peniche.
  • Início da Guerra Colonial Portuguesa

    Início da Guerra Colonial Portuguesa
    Marcou o início da luta da armada pela independência de Luanda originando a Guerra Colonial Portuguesa.Passando mais tarde às restantes colónias africanas.
  • A ONU emite um comunicado

    A ONU emite um comunicado
    O Conselho de Segurança da ONU emite a 1 resolução condenatória da política colonialista de António de Oliveira Salazar.
  • Revolta militar em Beja

    Revolta militar em Beja
    Foi uma ação para combater a ditadura de António Salazar em Portugal. Tratou-se de um frustrado intento de rebelião levada a cabo pelo regimento da infantaria número 3 de Beja.
    Humberto Delgado entra clandestinamente em Portugal para dirigir a revolta, mas fracassou e abandonou novamente o país.
  • Crise Académica

    Crise Académica
    Revolta estudantil contra o Estado Novo.
  • Humberto Delgado foi assassinado pela PIDE

    Humberto Delgado foi assassinado pela PIDE
    O general português da força aérea, conhecido pelos seus partidários como o general sem medo morreu assassinado em Espanha (Villanueva del Fresno) a mãos da polícia secreta portuguesa (Pide).
  • Ponte Salazar

    Ponte Salazar
    Inauguração da ponte sobre o tejo (25 de abril) com o nome de ponte de Salazar.
  • Eduardo Modlane (dirigente da Frelimo) assassinado

    Eduardo Modlane (dirigente da Frelimo) assassinado
    Foi um dos fundadores e 1º presidente da frente de liberalização de Moçambique (Frelimo) organização que lutou pela independência de Moçambique do domínio colonial português.
  • Partido Socialista (PS)

    Partido Socialista (PS)
    Foi fundado pelos militantes da ação socialista portuguesa (asp) na Alemanha. Sendo Mário Soares elegido secretário geral do partido.
  • Movimento dos capitais

    Movimento dos capitais
    Os enfrentamentos ocorridos no norte de Moçambique em janeiro, justifica o lançamento do 1º comunicado do movimento dos capitães na defesa da democracia e de uma solução política para a questão ultramarina.
  • Levantamento das Caldas

    Levantamento das Caldas
    Também conhecido como a conspiração de Caldas, revolta de Caldas, foi o intento de golpe de estado que fracassou. Sendo o precursor da revolução de 25 de abril.
  • A revolução dos cravos

    A revolução dos cravos
    A revolução dos cravos é o nome dado ao levantamento militar do 25 de abril de 1974 que provocou a queda da ditadura salazarista, que dominava Portugal desde 1926.O fim do regime, conhecido pelo Estado Novo, restaurou a democracia em Portugal e permitiu que as últimas colónias portuguesas lograssem a sua independência em pouco mais de ano e meio.
  • Estado Novo.

    Estado Novo.
    FIM