Download

Trabalho de Historia

  • 10,000 BCE

    Revolução Neolítica e fim do período Paleolítico

    a Revolução Neolítica foi marcada pelo desenvolvimento da agricultura e a criação de animais, possibilitando a sedentarização.
  • 5000 BCE

    Período Paleolítico

    foi marcado pela produção de ferramentas rudimentares de pedra. por milhares de anos, os primeiros homens dependeram da caça e da coleta de frutos para conseguir seu alimento. Período de 2,5 milhões a 10000 a.C.
  • 3500 BCE

    Pré História

    A pré História é o campo de estudos do percurso humano até o aparecimento da escrita no Egito e Mesopotâmia, e é dividida em paleolítico e neolítico.
  • 2000 BCE

    Antiguidade Clássica: Grécia

    tribos europeias rumaram para o sul, em direção á região grega. Nesse processo de ocupação se destacam os aqueus, os eólios, os jônios e mais tarde os dórios.
  • 1400 BCE

    Apogeu da civilização micênica

    o pico do sucesso da civilização micênica
  • 1150 BCE

    Período Homérico

    o mundo grego passou por uma etapa de transição na qual formas de organização estatal desapareceram, o comércio de longo curso foi extinto, e a escrita, abandonada.
  • 800 BCE

    Inicio do Período Arcaico e termino no Período Homérico

    as comunidades gentílicas, começaram a se enfraquecer e torna-se cada vez mais dificil encontrar terras disponíveis,isso estimulou o renascimento da vida urbana.
  • 753 BCE

    Monarquia Romana

    recém nascidos,os gemeos Rômulo e Remo, gerados por Marte, o deus da guerra, teriam sido abandonados a margem do rio tibre.
  • 509 BCE

    República Romana

    no final do século VI a.C., os patricios derrubaram o ultimo rei etrusco, com o apoio fundamental da plebe, a aristocracia patrícia, querendo evitar que o poder voltasse a se concentrar nas mãos de uma única pessoa, optou ao regime republicano.
  • 336 BCE

    Período Helenístico

    o periodo Helenístico de da ao período da história da Grécia e de Parte do oriente Médio, compreendido na morte de Alexandre o Grande a anexação da peninsula grega.
  • 27 BCE

    O Alto Império Romano

    Universal é algo que pertence ao cosmo, e que, de alguma forma, serve a todos os seres humanos. Era assim que as elites da Roma Antiga, no seu apogeu, gostavam de ser vistas
  • 3

    Baixo Império Romano

    a pax romana foi estabelecida no século I d.C. com a consolidação das fronteiras do Império. Isso levou a um lento declínio no abastecimento de escravos, uma vez que os cativos eram adquiridos, em sua maioria, por meio da expansão militar
  • 500

    A Alta Idade Média

    tem inicio com a queda do Império Romano, em 476, e vai até o século X, época marcada pela fragmentação do poder político e pelo avanço da ruralização
  • 501

    reinos barbaro cristao

    Com a fragmentação do poder político e diminuição do comércio, a Europa ocidental medieval juntou a cultura greco-romana, germânicas e cristãs. No reino franco, houve aproximação entre política e religião. Rei Clóvis converteu-se ao cristianismo e consolidou a Igreja no reinado. Carlos Magno, aumentou a influencia católica e expandiu o reino.
  • 701

    Islamismo

    O islamismo teve suas origens na península Arábica no século VII d.C. Criado e espalhado por Maomé, o profeta, tem influências do judaísmo e cristianismo. Prega a existência de Alá e a defesa do jihad; a religião foi responsável por mudanças sociais, culturais e políticas na região. após a morte de Maomé o islamismo foi dividido em duas partes :os xiitas e os Sunitas
  • 920

    Feudalismo

    A economia feudal era focada na agricultura e muita dela era direcionada a subsistência; a atividade comercial era extremamente fraca. A sociedade era estamental; era dividida entre clero, nobreza e trabalhadores.
  • 962

    Sacro Império Romano Germânico

    no ano de 962, após obter importantes vitórias militares contra os húngaros e conquistar vastos territórios na Europa Central e Italia, o rei germânico Oto restaurou o título de imperador do Ocidente que havia sido utilizado pela última vez por Carlos Magno. O coroamento de Oto marcou o inicio do Sacro Império Romano Germânico.
  • 1000

    Fim da Alta Idade Média e inicio da Baixa

    Período marcado pelo apogeu do sistema feudal e, posteriormente, pela intensificação das atividades comerciais e crescente urbanização.
  • 1000

    Cultura medieval

    A cultura medieval foi marcada por aspectos teocêntricos e pela espiritualidade, vinculados principalmente ao papel desempenhado pela igreja na interpretaçao do cristianismo.É um conjunto de manifestações filosóficas, literárias, religiosas,científicas,que mistura fatores das culturas greco-romanas e germânicas numa síntese permeada por aspectos cristãos.
  • 1095

    As Cruzadas I

    as cruzadas foram movimentos militares de inspiração cristã que partiram da Europa Ocidental em direção a Terra Santae a cidade de Jerusalem com o intuito de conquista-las, ocupa-las e mantê-las sob dominio cristão
  • 1095

    Cruzadas II

    Com a invasão dos mouros na península Arábica, a Igreja decidiu expulsá-los e conquistar a ''Terra Santa''. Esse avanços militares ficou conhecida como Cruzadas e atraíram, cavaleiros sem-terra, marginalizados e homens livres. A Igreja enxergava no movimento uma chance de ampliar seu poder e expandir sua influência no Oriente e sobrepor-se à Igreja Ortodoxa. Houveram outras motivações por trás das Cruzadas; inclusive, foram responsáveis por definir uma identidade europeia.
  • 1301

    Renascimento Cultural

    No Renascimento Cultural, diversos movimentos e ideais começaram a surgir, como o humanismo, que valorizava um saber crítico e a cultura greco-romana. As cidades italianas tornaram-se enormes centros de propagação de valores que contribuíram para o renascentismo. Haviam também outras características marcantes, como o naturalismo, antropocentrismo, avanço científico e outros.
  • 1337

    A Guerra dos Cem anos

    A disputa pelo trono da França foi um dos causadores da guerra.
  • 1400

    Reforma religiosa

    A reforma religiosa rompeu a unidade da cristandade ocidental em torno da igreja Católica, e ocorreu a criação de novas religiões, chamadas de protestantes, por estarem contra a igreja Católica na época.
  • 1404

    Renascimento

    No Renascimento houve uma grande mudança na produção de conhecimento. A razão passou a ser um dos principais objetivos daqueles que pretendiam desvendar os grandes mistérios do mundo físico. Mesmo tendo a forte oposição da Igreja, muitos cientistas buscaram métodos de produção de saberes através da experimentação, observação e comprovação.
  • 1440

    Monarquias estados nacionais

    Estados nacionais onde o poder era centralizado e concentrado, no qual o monarca havia tanto poder quanto a Igreja. Monarquias nacionais foram Estados nacionais onde o poder era centralizado e concentrado, no qual o monarca havia tanto poder quanto a Igreja. O processo de formação das monarquias nacionais européias remonta uma série de mudanças que se iniciaram durante a Baixa Idade Média.
  • 1453

    Idade Moderna

    Foi um período de transição do Feudalismo para o Capitalismo com isso houve o fortalecimento da burguesia comercial europeia.
    Foi período de descobrimentos marítimos feitos pelos europeus e colonização e exploração das terras descobertas.
    e o Comércio marítimo foi o principal fator de desenvolvimento econômico das nações
  • 1453

    Fim da Idade Média e inicio da Idade Moderna

    Em 1453 os turcos tomaram a cidade de Constantinopla,episódio que costuma ser considerado o final da Idade Média e inicio da Idade Moderna
  • 1478

    Atuação da Igreja - 1478

    tribunais inquisitoriais atuavam na Espanha, lidando com questões envolvendo judeus e muçulmanos, buscando a “limpeza do sangue”,através de conversões forçadas.
  • 1500

    Crise dos seculos XIV e XV

    A crise que iniciou-se no século XIV foi caracterizada por três grandes fatores : a peste negra, a fome as guerras. Nela a atividade mercantil diminuiu drasticamente e a população europeia foi reduzida em aproximadamente à dois terços.
  • 1503

    A conquista da America Espanhola

    A partir das viagens de Colombo, a Espanha começou a conquista da América, com confrontos violentos aos nativos da região. Em 1519, Fernão Cortes dominou os astecas e iniciou a influência extrema do reino da Espanha na região. Da mesma forma, Francisco Pizarro e Diego de Almagro conquistaram os incas.
  • 1517

    Reforma religiosa

    Com a consciência mais crítica depois dos Renascimentos, a população começou a questionar os dogmas e a venda de indulgências por parte da Igreja. Com esse pensamento, Martin Lutero começou a estudar todos os dogmas da Igreja e fez 95 teses criticando tudo o que ele estudou, ja que era da própria Igreja,e colou na porta da igreja local.
  • 1524

    Conselho das Índias - 1524

    na Espanha passou a se fixar as diretrizes políticas e administrativas de colonização, representando autoridade as que estavam submetidas as colônias.
  • 1530

    Colonização do Brasil - 1530

    em 1530, houve a decisão de D. Pedro III de colonizar o Brasil, desse modo foram estabelecidos os principais fundamentos da administração colonial nas terras americanas.
  • 1530

    O complexo açucareiro

    Os portugueses vieram ao Brasil com o objetivo de ocupar um novo território e trazer memórias da terra antiga. Visavam seguir os ideais do mercantilismo, e por causa disso o Brasil não foi explorado até o ano de 1530 por conta da lucratividade do comercio nas índias, após o declínio desse comercio, o rei D. João III iniciou a colonização com o envio de Martim Afonso de Sousa. Com o objetivo de complementar o comércio de Portugal, a Coroa incentivou o plantio do açúcar para a venda.
  • 1530

    Complexo acucareiro Escravidão

    Os primeiros a serem escravizados foram os indígenas, porém os mesmos possuíam conhecimento da terra e das rotas de fuga, o que acabava prejudicando os senhores do engenho, por isso os mesmos começaram a comprar escravos africanos em massa para a produção do açúcar no país.
  • 1535

    As capitanias hereditarias

    As capitanias foram uma maneira de auxiliar na colonização no país e dificultar as invasões estrangeiras no território brasileiro; as terras eram cedidas pela Coroa portuguesa para os donatários, e eram passadas de pais para filhos.
  • 1545

    Contrarreforma

    Na Contrarreforma a Igreja buscou a moralização da instituição, aboliram a venda de indulgências e buscou melhorar a formação do clero; foi criado o Index, medida que proibia alguns livros que foi utilizado para dificultar a propagação das ideias protestantes.
    Foi um movimento para a instituição religiosa tentar recuperar o poder perdido na Reforma
  • 1550

    O Governo geral

    O Governo Geral era um órgão administrativo da colônia sediado em Salvador: buscava a centralização do poder politico, aumento da arrecadação de impostos e fortalecer a defesa do território.
  • 1570

    Absolutismo

    Possuía um sistema econômico conhecido como capitalismo comercial, a sociedade era estamental, ou seja não possuía mobilidade, a maior parte do poder se encontrava na mão do rei, monarquia e burguesia viviam em equilíbrio
  • 1571

    Inquisição instalada - 1571

    foi instalada oficialmente na América com a criação de tribunais permanentes no México e no Peru, assim o objetivo era atuar com os indígenas que teriam fé mais fraca por terem sido recém-convertidos.
  • 1580

    União Ibérica - 1580

    foi a unificação das coroas da Espanha e de Portugal, mas que teve seus domínios dados totalmente a Espanha pelo fato de que o rei de Portugal desapareceu em Marrocos sem deixar herdeiros, assim o trono de Portugal foi anexado por Felipe II, rei da Espanha.
  • Integração e Resistência Indígena - 1600

    houve um intenso debate sobre as populações indígenas do Brasil. Para os católicos todos os rituais que os indígenas praticam eram manifestações diabólicas que deveriam ser combatidas e proibidas. Houve a atuação de grandes padres jesuítas para converter índios, como Manuel de Nóbrega e José de Anchieta.
  • A Pecuária no Brasil - 1600

    foi uma das principais estratégias econômicas usadas nas colônias do nordeste e região sul, com principalmente a criação de gado que dava muitos recursos as colônias.
  • Ataques Holandeses - 1602

    os Holandeses reagem a supremacia ibérica e criam duas fortes empresas para de realizar ataques ao Brasil, a VOC (Companhia da Índias Orientais) e WIC (Companhia das Índias Ocidentais).
  • Primeira invasão de Holandeses - 1624

    a primeira tentativa foi em Salvador, na região onde se produzia cana-de-açúcar, apesar de terem sucesso no momento inicial, os invasores acabaram encontrando uma forte resistência de colonos assim houve a expulsão dos holandeses e quase a falência da WIC.
  • Invasão Holandesa de Pernambuco - 1630

    na segunda tentativa, os holandeses invadiram a capitania de Salvador. Assim a Espanha nessa época estava na Guerra de Trinta Anos e não tinha capacidades de defender a colônia. Assim para a administração do território foi convocado o holandês Maurício de Nassau, assim quando chegou implantou cultura e religião dos holandeses sobre os escravos que ali habitavam.
  • Insurreição Pernambucana - 1645

    foi o ato que a WIC teve de aumentar a cobrança de colonos endividados. Após isso houve conflitos de colonos junto aos portugueses contra os holandeses, o movimento foi vitorioso, porém abalou muito a economia açucareira do Brasil.
  • Descoberta do ouro no Brasil - 1690

    com a ajuda de paulistas a Coroa portuguesa fez expedições à procura de pedras preciosas no Brasil, e acabam por encontrar o Ouro que vira grande estratégia econômica no Brasil.
  • América Inglesa - 1700

    a Inglaterra iniciou a ocupação de territórios no continente americano. Nas colônias do sul prevaleceu o sistema de plantation, assim foi chamada de “colônia de exploração”. No norte, houve a criação de grupos de colonos que queriam a liberdade de religião na região (calvinistas). Foi criado o comércio triangular, que fazia com que comerciantes produzissem melaço no norte, isso era transformado em Rum e era usado na África para o recolhimento de escravos para a venda nas Américas.
  • Mineração no Brasil - 1700

    com grandes rumores da existência do ouro no Brasil, houve o início da mineração por lavagem em Minas Gerais, que foi onde se encontrou pela primeira vez o ouro. Houve também a mineração na América espanhola, onde ao invés de escravos se usavam indígenas que trabalhavam em troca de proteção e catequização. Com essa nova economia, surgem novas características na vida urbana espanhola e portuguesa, que melhorou muito a economia e a política da região de colônias.
  • Guerras com a Metrópole - 1710

    nessa época houve um grande conflito, que foi a Guerra dos Mascates. Em recife existia um povoado muito subordinado administrativamente à Olinda. Assim com a nova economia dos Holandeses, houveram conflitos para que Olinda continuasse com a sua economia favorável.
  • Atlântico Sul - 1750

    a partir do século XVII, comerciantes ingleses e holandeses se tornaram muito dependentes do comércio de escravos africanos. Assim surgiu o Tráfico Negreiro, o que fez muitas regiões da África serem beneficiadas economicamente. Surge a escravidão por parentesco, onde muitos escravos conseguiam liberdade se juntando a família de seu proprietário nas Américas.
  • Tratados de Madrid e Badajoz - 1750

    com o fim da União Ibérica, as demarcações de territórios se tornaram objetos de negociação, assim se criou o tratado de Madrid e de Badajoz que delimitam territórios e fronteiras do Brasil.
  • Fim da Idade Moderna

    A Idade Moderna acaba por conta da revolução Francesa
  • Iluminismo - 1800

    no século XVIII na Europa, o Iluminismo foi movimento que defendia a educação (queriam escolas para o povo) e a liberdade religiosa, por exemplo. Acreditavam que o uso da razão era o melhor (e único) caminho para se alcançar a liberdade, a autonomia, que não existiam na época do absolutismo, já que ele possuía algumas características das estruturas feudais. Nessa época existiam vários filósofos que geraram o iluminismo, como John Locke, Adam Smith, Montesquieu, Voltaire, Rousseau, entre outros.