Forum marketing

Sintese da Semana 1 - Grupo 28

  • ANGÉLICA

    A avaliação para ambos os textos é fator fundamental para uma educação de qualidade, porém, deve haver finalidade na sua utilização e não uma mera responsabilidade como prestação de contas aos departamentos do governo.
  • HASLA

    HASLA
    Entendo que os processos de ensino e aprendizagem devem considerar as vivências dos alunos e promover metodologias que facilitem e propiciem a construção do conhecimento.
  • QUEILA

    QUEILA
    Segundo a Carta de Campinas, "Entende-se que aumentar a proficiência dos estudantes nos exames é o mesmo que elevar a qualidade, sendo esta medida somente por meio de indicadores e dados."(3) Entretanto, examinando as informações fornecidas no artigo do prof. Pedro, ele diz que "Os dados insinuam que as aulas não produzem aprendizagem"
  • MARIA APARECIDA

    MARIA APARECIDA
    Acredito que uma das contribuições que o texto 1 nos traz em relação à prática de estudantes e professores é a questão de repensarmos nosso conceito de estudar e aprender... Quanto às relações entre os textos destaco a qualidade da educação e processos de formação continuada dos profissionais envolvidos no processo educacional.
  • ANGELA

    ANGELA
    Os textos propõem reflexão em torno da qualidade da Educação, com foco na avaliação apresentando os desafios enfrentados na prática e a necessidade de reconstrução de alguns conceitos chaves como: ensinar, aprender e estudar.
  • CAMILA

    CAMILA
    Estudar é mais do que uma simples decoreba, que logo após a prova o conteúdo é esquecido. Os profissionais da educação devem levar em conta vários aspectos e problemas que assolam a nossa sociedade.
  • EDILAINE

    EDILAINE
    ...falando do erro, o sistema educacional atual, faz com que o aluno seja punido pelos erros que comete e isso deveria ocorrer de forma diferente, ao contrário, levá-lo aprender com os erros, no contexto escolar o erro é configurado como um baixo rendimento para o aluno.
  • ÉRIKA

    ÉRIKA
    A prova não deve ser vista como um único método de avaliação, pois muitos alunos fazem a famosa “decoreba” para a realização da mesma e depois de algum tempo não sabem mais nada. O conhecimento deve ser construído de forma significativa, de maneira que o aluno leve para a vida toda.
  • ILSETE

    ILSETE
    Acredito que o processo ensino aprendizagem deve levar em conta as experiências do educando e um ambiente que promova a construção do conhecimento através metodologias diferenciadas que facilitem esse aprendizado.
  • LEANDRO

    LEANDRO
    Ligando os textos, percebe-se uma preocupação geral com mudanças que promovam melhorias na educação: uma avaliação menos classificatória e um aprendizado com criação de saber, em detrimento da simples reprodução.
  • ANÁDIA

    ANÁDIA
    É importante que as propostas de trabalho e avaliação contemplem diferentes procedimentos e que neste processo o aluno possa adquirir autonomia , ou seja “aprenda a aprender.”
  • JAILSON

    JAILSON
    A Educação continuada em nossa carreira como educadores é constante e deve ser sempre estimulada, pois informação e novos saberes são engendrados toda a hora.
  • JAMIL

    JAMIL
    A relação entre os dois textos é a abordagem sobre a busca de se conseguir um currículo escolar com base em um melhor resultado avaliativo. Infelizmente as políticas de avaliação remetem as instituições de ensino a uma busca pelo resultado e não pelo aprendizado.
  • MARCELLY

    MARCELLY
    ...destaco o papel do professor. Demo diz que "há alunos que aprendem bem apesar do professor!" (pág. 3), e com isso ele mostra que o professor que estuda e participa do processo, influencia e cativa na aprendizagem, e em contrapartida, o professor que apenas reproduz o que já aprendeu em sua época de aluno pode ser limitador da aprendizagem do aluno.
  • ADRIANO

    ADRIANO
    A meu ver, o ofício de ensinar a cada dia que passa esta mais superficial principalmente quando nossas metas é apenas obter notas para as provas instituídas pelo sistema educacional, seja á nível de país ou de estado.
  • JEANA

    JEANA
    No que se trata da relação dos dois textos com a avaliação de aprendizagem eles mostram claramente a necessidade de se avaliar os alunos no seu processo de descobertas de novos conhecimentos e a reconstrução dos mesmos através dos mesmos.
  • JULIANA

    JULIANA
    O professor deve buscar orientar de forma dinâmica, criativa e argumentada, ou seja, ter um embasamento sólido para transmitir segurança para o estudante. E além tudo, Entender que a construção do conhecimento se faz também pela troca do aluno com o professor.
  • KARINE

    Os dois textos apresentam uma preocupação com relação a qualidade do ensino e se observarmos, o texto do prof. Pedro aponta alguns dados estatísticos que podem ser afirmados na carta de Campinas, onde são utilizados instrumentos avaliativos como forma de mostrar que a educação está evoluindo, mas na realidade, como aponta o texto “[...] requer a consciência de seus limites [...]”
  • JEFFERSON

    JEFFERSON
    ...quando falam-se da implantação de políticas públicas em países que tem “experiência mais acentuada” apresentando o seguinte quadro “(...) o resultado das mesmas tem intensificado desigualdades escolares e sociais e estreitado currículos enfatizando apenas alguns conhecimentos cognitivos (leitura e matemática) em detrimento de outros”.
  • ALINE

    ALINE
    Não temos tradição de estudo. Estudar ainda consta entre as atividades desgostosas, enfadonhas, a ser evitada, sempre que possível. Em vez de estudar, vamos a cursinhos, estudamos na última hora (memorizamos alguma coisa). O professor precisa ser o profissional do estudo, leitura, pesquisa, elaboração.
  • CARLOS

    CARLOS
    O ensino a Distancia faz com que somos meio que "obrigado" a nos tornarmos construtores de nosso próprio conhecimento. O certo é que o texto que nos foi direcionado para leitura nos remete a pensar, primeiramente em nós mesmos. Será que estamos "estudando" direito?