Linha do Tempo sobre Cola Eletrônica

  • Polícia Civil flagra ‘cola eletrônica’ em pés de candidatos em vestibular no MT

    Polícia Civil flagra ‘cola eletrônica’ em pés de candidatos em vestibular no MT
    Sete pessoas foram presas pela Polícia Cvil de Mato Grosso, acusadas de envolvimento com um esquema de fraudes durante o vestibular de Medicina da Universidade de Cuiabá (MT).
  • Polícia fala sobre a descoberta do crime

    Polícia fala sobre a descoberta do crime
    Após uma denúncia, agentes da Polícia foram até o local da prova, disfarçados de fiscais. A cola era feita por meio de um celular que estava preso nos pés ou até mesmo no sapato dos canditados. Que recebiam as respostas através de uma vibração do aparelho.
  • Sem uma lei concreta, fraudadores são soltos

    Segundo a polícia, o ocorrido seria algo antiético e imoral, contudo como não há uma lei concreta, os candidatos do concurso, ram presos em flagrantes, ouvidos e liberados.
  • Tentativa de fraude no vestibular de Medicina da Uniara

    A própria instituição foi quem desconfiou e chamou a Polícia Federal; a iniciativa terminou com a prisão da quadrilha
  • O caso

    Os "corretores" das provas eram alunos de cursos pré-vestibulares e apresentavam o esquema a alunos dispostos a pagar pela vaga.
    Havia também um "treinador", que testava o equipamento no candidato, para que ninguém desconfiasse no dia da prova. O chefe da organização criminosa era um médico de Goiânia. A vaga na faculdade custava até R$ 60 mil.
  • Fraude acontecia por ponto eletrônico

    Segundo o reitor da Uniara, Luiz Felipe Cabral Mauro,durante o vestibular de medicina houve a informação de que "facilidades" estariam sendo oferecidas a candidatos inscritos em processo seletivo para Cursos de Medicina de diversas instituições para garantir aprovação, e que a fraude se daria através de "ponto eletrônico."
    Segundo o reitor, durante o processo seletivo, a ação permitiu que os funcionários da Universidade flagrassem quatro casos de fraude por meio de ponto eletrônico
  • Nova lei que pune "Cola Eletrônica"

    Lei nº 12.550, de 15 de dezembro de 2011, acrescentou no Código Penal, do Capítulo V no Título X (Dos crimes contra a fé pública) e culminou na novatio legis do crime de fraudes em certames de interesse público. CAPÍTULO V (Incluído pela Lei 12.550. de 2011) DAS FRAUDES EM CERTAMES DE INTERESSE PÚBLICO (Incluído pela Lei 12.550. de 2011) Fraudes em certames de interesse público (Incluído pela Lei 12.550. de 2011) Art. 311-A. Utilizar ou divulgar, indevidamente, com o fim de beneficiar
  • Cinco são presos por fraude em vestibular de medicina no Maranhão

    Durante a prova de vestibular do Uniceuma, a maior faculdade particular do Maranhão, cinco pessoas foram presas em flagrante delito enquanto realizavam prova de seleção para o curso de Medicina, no lugar dos candidatos.
  • Polícia explica o ocorrido e como descobriu o caso

    Segundo o delegado que deflagrou a operação, as pessoas detidas no domingo praticaram crime de fraude, estelionato e formação de quadrilha. Três delas estariam envolvidas em um esquema de pagamento a professores de cursinhos pré-vestibular para responder aos gabaritos repassados ao concorrente interessado. identificação da tentativa de fraude aconteceu através de uma máquina que checa as impressões digitais dos candidatos, o que foi feito durante a prova.
  • Como a fraude acontecia

    Um destista, um médico e três professores, estavam respondendo a prova no lugar de um amigo. Eles apresentavam uma identidade falsa, o nome era do beneficiário e a foto era do fraudador. Na coleta de impressão digital foi constatado que se tratavam de pessoas diferentes.
  • Candidatos não foram presos

    A Superintendência de Investigações Criminais explica que nenhum dos vestibulandos que seriam beneficiados pelas fraudes foi preso pela operação, mas continuam sendo investigados.