Bbrasil20

Historia do Brasil

  • 1500

    Descobrimento do Brasil

    O português Pedro Álvares Cabral e sua esquadra chegam ao litoral da Bahia em 22 de abril. É o descobrimento do Brasil. Segundo a maioria dos historiadores, trata-se mais de uma tomada de posse do que do descobrimento em si, pois a existência do território – dividido seis anos antes entre portugueses e espanhóis pelo Tratado de Tordesilhas – já era conhecida por Portugal. Nos anos seguintes, tem início a exploração do pau-brasil.
  • Period: 1500 to

    Brasil Colonia

  • 1530

    Expedição Pioneira

    O militar português Martim Afonso de Sousa comanda a expedição pioneira de colonização do Brasil. Em 1532, funda a primeira vila da colônia, São Vicente, no atual estado de São Paulo
  • 1534

    Capitanias Hereditárias

    O rei de Portugal, dom João III, cria as capitanias hereditárias, a primeira divisão política do Brasil. Veja mais na matéria sobre política colonial.
  • 1548

    Primeiro Governo-Geral

    Tomé de Sousa assume o primeiro governo-geral do Brasil
  • 1549

    Jesuítas

    Chegam ao Brasil os primeiros jesuítas — religiosos da ordem católica Companhia de Jesus. Chefiados pelo padre Manoel da Nóbrega, dedicam-se à catequese dos índios e à educação dos colonos
  • 1550

    escravidão africana

    Por volta desse ano, paralelamente à introdução do plantio da cana-de- açúcar, tem início a escravidão africana no Brasil.
  • 1555

    invasão francesa

    A França não aceita a partilha das terras americanas feita pelo Tratado de Tordesilhas e defende seu direito de ocupação. A primeira invasão francesa no território brasileiro ocorre na ilha de Serigipe (atual Villegaignon), na Baía de Guanabara, onde é instalada a França Antártica, chefiada por Nicolas Durand de Villegaignon. Os portugueses expulsam os franceses em 1567.
  • 1580

    União Ibérica

    Dois anos após a morte do rei português dom Sebastião, que não deixa herdeiro, o espanhol Felipe II, ligado por parentesco à Casa Real Portuguesa, impõe-se como rei de Portugal. A União Ibérica vigora até 1640 e equivale a uma anexação de Portugal pela Espanha.
  • França Equinocial

    Os aventureiros franceses Jacques Riffault e Charles Vaux instalam-se no Maranhão depois de naufragar ao largo da costa. O governo francês os apoia e incentiva a criação de uma colônia no território, a França Equinocial. Em 1612, chegam centenas de colonos, que erguem o forte de São Luís, origem de São Luís do Maranhão. São expulsos três anos depois pelos portugueses.
  • Entradas e Bandeiras

    Nas décadas de 1630 e 1640, chega ao auge no Sudeste o movimento das entradas e bandeiras
  • holandeses invadem o Brasil

    Após duas tentativas pouco efetivas na década anterior, na Bahia, os holandeses invadem o Brasil, dessa vez em Pernambuco. Para vencer a resistência da população local, os estrangeiros contam com a ajuda do pernambucano Domingos Calabar, que considera a invasão positiva para a região. Permanecem no Nordeste até a Insurreição Pernambucana (1645-1654)
  • Maurício de Nassau (domínio holandês)

    O domínio holandês no Brasil passa a ser administrado pelo militar Maurício de Nassau. Sua atuação em Pernambuco fica marcada pela prosperidade econômica e cultural. Seu governo se encerra em 1644
  • Jazidas de Ouro

    As primeiras jazidas de ouro são descobertas no atual estado de Minas Gerais. No século seguinte, a atividade mineradora se tornaria a mais importante da colônia.
  • Guerra dos Emboabas

    Tem início, em Minas Gerais, a Guerra dos Emboabas
  • sociedade colonial

    É fundada Vila Rica, atual Ouro Preto (MG), símbolo da sociedade urbanizada que surge no contexto da mineração. Veja mais na matéria sobre a sociedade colonial.
  • Revolta de Filipe dos Santos

    É deflagrada a Revolta de Filipe dos Santos, também chamada de Rebelião de Vila Rica.
  • Tratado de Madri

    O Tratado de Madri reconhece a presença luso- brasileira em grande parte dos territórios a oeste da linha do Tratado de Tordesilhas. Como parte das negociações, Portugal cede à Espanha a Colônia do Sacramento (atualmente no Uruguai) em troca da área dos Sete Povos das Missões (no atual Rio Grande do Sul).
  • Guerra Guaranítica

    Os guaranis dos Sete Povos das Missões recusam-se a deixar suas terras, e tem início a Guerra Guaranítica. São derrotados após dois anos, por uma aliança entre hispano-argentinos e luso-brasileiros
  • Arcadismo

    Ao lançar Obras Poéticas, o mineiro Cláudio Manuel da Costa inaugura o arcadismo, o primeiro movimento literário a se afastar dos modelos portugueses, ao retratar temas tipicamente brasileiros. Costa e Tomás Antônio Gonzaga, outro importante poeta árcade, seriam integrantes da Inconfidência Mineira
  • Tratado de Santo Ildefonso

    É assinado o Tratado de Santo Ildefonso, que restitui aos espanhóis Sete Povos das Missões. Os portugueses tentam obter a devolução da Colônia do Sacramento, mas não conseguem. As fronteiras atuais do Rio Grande do Sul só são definidas pelo Tratado de Badajoz, em 1801.
  • Início da Idade Contemporânea

    No âmbito mundial, a Revolução Francesa marca o início da Idade Contemporânea.
  • Inconfidência Mineira

    Ocorre a Inconfidência Mineira.
  • Conjuração Baiana

    É deflagrada a Conjuração Baiana.
  • Os Doze Profetas (Aleijadinho)

    O mineiro Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, o maior nome da escultura barroca brasileira, conclui sua obra-prima: o conjunto de imagens sacras: Os Passos da Paixão e Os Doze Profetas, da Igreja de Bom Jesus de Matosinhos, em Congonhas do Campo (MG).
  • Transferência da Corte Portuguesa

    Fugindo de Napoleão Bonaparte, a corte portuguesa transfere-se para o Brasil.
  • Revolução Pernambucana

    Estoura a Revolução Pernambucana.
  • Dom João VI

    Dom João é coroado rei de Portugal, do Brasil e de Algarves, no Rio de Janeiro, com o título de dom João VI.
  • Dom Pedro I

    Pressionado pelo Parlamento português, dom João VI regressa a Portugal, deixando Pedro, seu filho mais velho, como regente do Brasil, com o título de dom Pedro I.
  • independência do Brasil

    Dom Pedro I proclama a independência do Brasil
  • Primeiro Reinado

    Após proclamar a independência do Brasil, dom Pedro I é coroado imperador, dando início ao Primeiro Reinado.
  • Period: to

    Brasil Império

  • Period: to

    Primeiro Reinado

  • Confederação do Equador

    As províncias do Nordeste revoltam- se contra o poder imperial, formando a Confederação do Equador
  • A Outorga

    Dom Pedro I outorga a primeira Constituição brasileira
  • Guerra da Cisplatina

    Começa a Guerra da Cisplatina, que acaba em 1828, com a independência do Uruguai, que fora anexado pelo Brasil como província Cisplatina em 1821
  • Dom Pedro I abdica do trono

    Isolado no poder, em abril dom Pedro I abdica do trono em nome de seu filho, Pedro, então uma criança
  • Regências

    Após a abdicação de dom Pedro I, um grupo de líderes políticos assume interinamente o governo do país. É o período das Regências
  • suspenso o tráfico negreiro

    Cumprindo acordos firmados com a Inglaterra, o governo brasileiro declara suspenso o tráfico negreiro. Mas a entrada de escravos africanos permanece em grande escala. É o trabalho forçado que garante os bons preços no mercado externo do café – principal produto da economia na época
  • Period: to

    Regências

  • Diogo Feijó

    Um ano depois de o Ato Adicional de 1834 substituir a Regência Trina pela Regência Una, o ex-ministro da Justiça Diogo Feijó assume como regente.
  • Revolta dos Farrapos

    No Sul, tem início a maior rebelião ocorrida durante o período regencial, a Revolta dos Farrapos
  • Cabanagem

    Um levante popular contra o governo regencial no Pará fica conhecido como Cabanagem.
  • Revolta dos Malês

    Um grupo de malês – nome pelo qual eram conhecidos os negros muçulmanos – rebelase em Salvador. É a Revolta dos Malês. Ex-escravos que conseguiram comprar a liberdade, os revoltosos reclamam que continuam marginalizados e sofrem opressão tanto pela cor quanto pela religião. O levante é violentamente reprimido.
  • Romantismo no Brasil

    Gonçalves de Magalhães lança Suspiros Poéticos e Saudades, marco do romantismo no Brasil. O movimento desenvolve uma linguagem própria nacional e aborda temas ligados à natureza e às questões políticosociais.
  • Sabinada

    O médico Francisco Sabino lidera uma revolta separatista na Bahia, a Sabinada
  • Balaiada

    No Maranhão, irrompe a Balaiada
  • Segundo Reinado

    Aos 14 anos, dom Pedro II é declarado maior de idade e começa a reinar. Tem início o Segundo Reinado.
  • Period: to

    Segundo Reinado

  • Bill Aberdeen

    O Parlamento britânico aprova a Bill Aberdeen, lei que dá à Marinha inglesa o direito de prender navios negreiros no Atlântico. A partir daí, o tráfico de escravos para o Brasil cai significativamente.
  • “parlamentarismo às avessas”

    É instituído no país o “parlamentarismo às avessas”, em que o imperador permanece com grande poder: é ele quem nomeia o gabinete e pode dissolver o Executivo e a Câmara
  • Revolta Praieira

    Em Pernambuco, tem início a Revolta Praieira
  • Lei Eusébio de Queiroz

    O tráfico de escravos é definitivamente extinto no país com a Lei Eusébio de Queiroz. Aos poucos, trabalhadores assalariados passam a substituir os escravos, principalmente nas fazendas de café.
  • visconde de Mauá

    O empresário gaúcho Irineu Evangelista de Souza, o visconde de Mauá, inaugura a primeira ferrovia brasileira, entre Petrópolis e o Rio de Janeiro
  • Guerra do Paraguai

    Pretensões territoriais e interesses econômicos levam à Guerra do Paraguai, o maior conflito da história da América do Sul
  • Manifesto Republicano

    No Rio de Janeiro, fazendeiros, políticos, jornalistas e intelectuais lançam o Manifesto Republicano, defendendo um regime presidencialista, representativo e federativo
  • Carlos Gomes

    O maestro paulista Carlos Gomes ganha projeção internacional ao apresentar no Teatro Scala de Milão, na Itália, sua ópera O Guarani.
  • Questão Religiosa

    A Questão Religiosa, choque entre a Igreja Católica e o governo monárquico, leva o clero brasileiro a apoiar a República, enfraquecendo o regime imperial
  • Sociedade Brasileira contra a Escravidão

    Políticos e intelectuais como Joaquim Nabuco (na foto) e José do Patrocínio criam no Rio de Janeiro a Sociedade Brasileira contra a Escravidão, que estimula a formação de dezenas de agremiações similares pelo país
  • Realismo

    Um dos maiores escritores brasileiros de todos os tempos, Machado de Assis lança Memórias Póstumas de Brás Cubas, marco no país do realismo, movimento que se caracteriza por uma abordagem objetiva da realidade.
  • Questão Militar

    Uma série de conflitos entre o governo imperial e o Exército – a Questão Militar – abala ainda mais a monarquia
  • Lei dos Sexagenários

    É criada a Lei dos Sexagenários, que liberta os escravos com mais de 60 anos mediante compensações aos proprietários.
  • Lei Áurea

    Em 13 de maio, a princesa Isabel assina a Lei Áurea (pág. 93), que extingue a escravidão no Brasil. A abolição desagrada aos fazendeiros, que exigem indenização pela perda de propriedade. Sem conseguir, aderem ao movimento republicano como forma de pressão. O Império perde sua última base de sustentação política
  • proclamada a República

    É proclamada a República, pelo marechal Manuel Deodoro da Fonseca
  • República Velha

    Vigência da República Velha, como é conhecido o período que compreende a República da Espada e a República Oligárquica
  • República da Espada

    Logo após proclamar a República, o marechal Deodoro da Fonseca assume provisoriamente o governo do país. É o início da República da Espada, que dura até 1894
  • Period: to

    Brasil republica

  • Period: to

    Republica Velha

  • Period: to

    Republica da Espada

  • segunda Constituição brasileira

    É promulgada a segunda Constituição brasileira, a primeira da República. Em seguida, Deodoro da Fonseca é oficialmente eleito, pelo Congresso, o primeiro presidente do Brasil.
  • marechal Floriano Peixoto

    Deodoro renuncia. O vice, marechal Floriano Peixoto, assume a Presidência
  • Revolta da Armada

    Oficiais da Marinha dão início à Revolta da Armada
  • Revolta Federalista

    No Rio Grande do Sul, eclode a Revolta Federalista
  • República Oligárquica

    Prudente de Morais é eleito, pelo voto direto, o primeiro presidente civil brasileiro. Começa a República Oligárquica.
  • Period: to

    Republica Oligárquica

  • Canudos

    O governo federal massacra o povoado de Canudos, fundado pelo líder político religioso Antônio Conselheiro
  • Tratado de Petrópolis

    Pelo Tratado de Petrópolis, o Brasil compra da Bolívia o Acre, região que havia sido invadida por seringueiros brasileiros no fim do século XIX, com o ciclo da borracha
  • Revolta da Vacina

    A Revolta da Vacina ocorre no Rio de Janeiro.
  • Revolta da Chibata.

    No Rio de Janeiro, irrompe a Revolta da Chibata.
  • Contestado

    Um violento conflito social ocorre no Contestado, área disputada por Santa Catarina e Paraná
  • Revoltas Tenentistas

    A Revolta dos 18 do Forte é a primeira das Revoltas Tenentistas, fruto da insatisfação de setores militares com a República Velha. O maior desses levantes é a Coluna Prestes, que tem início em 1924.
  • Primeiro Governo Vargas

    A Revolução de 1930 põe fim à República Velha. É o início do Primeiro Governo Vargas.
  • Period: to

    governo Vargas

  • Revolução Constitucionalista de 1932

    Inicia-se a Revolução Constitucionalista de 1932
  • Aliança Nacional Libertadora e Intentona Comunista

    Inspirada nas frentes populares europeias antifascistas, é criada a Aliança Nacional Libertadora (ANL). No mesmo ano, é organizada a Intentona Comunista.
  • Estado Novo

    Getúlio Vargas implanta a ditadura do Estado Novo. A quarta Constituição é outorgada, oficializando o regime
  • Period: to

    Estado-Novo

  • Lampião

    Virgulino Ferreira da Silva, o Lampião, é morto a mando do governo em Sergipe. Ele é o maior expoente do cangaço. O movimento entra para a história como expressão da revolta contra a pobreza e o abandono dos sertanejos
  • II Guerra Mundial

    O Brasil entra na II Guerra Mundial ao lado dos Aliados. O primeiro contingente é deslocado em 1944
  • República Democrática

    Getúlio Vargas renuncia. Eurico Gaspar Dutraé eleito presidente e toma posse no ano seguinte, quando promulga a quinta Constituição brasileira. É o início da República Democrática.
  • Period: to

    Republica Democrática

  • Getúlio Vargas 2

    Reeleito, dessa vez por voto direto, Getúlio Vargas assume a Presidência. Ele permanece no cargo até 1954, quando se suicida
  • Juscelino Kubitschek

    Após uma série de governos provisórios, Juscelino Kubitschek é empossado presidente.
  • Jânio Quadros/João Goulart

    Jânio Quadros assume como presidente, mas renuncia em agosto. A posse de João Goulart, tido como esquerdista, é aceita com a condição de o Congresso instituir o parlamentarismo. Só em 1963 o presidencialismo é restaurado.
  • Ditadura Militar

    João Goulart é deposto pelos militares, que impõem um regime autoritário. É o início da ditadura militar
  • Period: to

    Ditadura Militar

  • Sexta Constituição brasileira

    É aprovada a sexta Constituição brasileira, institucionalizando a ditadura
  • Ato Institucional nº 5

    Costa e Silva fecha o Congresso e decreta o Ato Institucional nº 5 (AI-5), que institucionaliza a repressão
  • Passeata dos Cem Mil

    Contra as violentas ações repressivas do governo, é realizada no Rio de Janeiro a Passeata dos Cem Mil.
  • anos de chumbo

    O general Emílio Garrastazu Médici é empossado presidente. Ele comanda o período mais brutal da ditadura, batizado de anos de chumbo
  • auge do milagre econômico

    O crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) ultrapassa 14%. É o auge do milagre econômico
  • general Ernesto Geisel

    O general Ernesto Geisel assume a Presidência. Ele inicia a abertura política “lenta, segura e gradual”.
  • Sindicatos começam a reorganizar-se

    Os sindicatos começam a reorganizar-se, e Luiz Inácio Lula da Silva, como presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo e Diadema, lidera a primeira greve do ABC paulista desde 1964
  • anistia

    É sancionada a lei que concede anistia aos acusados ou condenados por crimes políticos
  • Diretas Já

    O movimento pelas eleições diretas para presidente cresce, e grandes comícios ocorrem nas principais cidades brasileiras, sob o lema Diretas Já.
  • Tancredo Neves/José Sarney

    O civil Tancredo Neves é eleito presidente pelo Colégio Eleitoral, mas morre antes de ser empossado. Seu vice, José Sarney, torna-se o primeiro presidente civil desde o início do Regime Militar
  • Plano Cruzado

    O governo Sarney lança o Plano Cruzado
  • sétima Constituição brasileira

    É promulgada a sétima Constituição brasileira, atualmente em vigor
  • eleições diretas para a Presidência/Fernando Collor

    Ocorrem as primeiras eleições diretas para a Presidência desde 1960. O vencedor é Fernando Collor de Mello
  • Plano Collor

    O governo lança o Plano Collor, que também não consegue conter a inflação
  • impeachment

    Acusado de corrupção, Collor tem processo de impeachment aberto na Câmara, é afastado e renuncia. Seu vice, Itamar Franco, o substitui.
  • Plano Real

    É lançado o Plano Real. O ministro da Fazenda, Fernando Henrique Cardoso, elege-se presidente. Em 1999 tem início seu segundo mandato
  • Dilma Rousseff

    Eleito em 2002 e reeleito em 2006, Lula sai de seu segundo mandato com prestígio suficiente para eleger sua sucessora, Dilma Rousseff, a primeira mulher a governar o país.