Oiooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo

"Brasil Independente" por Ana Carolinne F. Arrivabene

  • Guerras de Independência

    A independência do Brasil não foi aceita por vários estados, houveram muitas manifestações por militares portugueses que moravam no Brasil, muitos foram presos e expulsos.
    O governo de Portugal queria enfraquecer o governo de Dom Pedro I.
    Dom Pedro I precisou agir rápido, colocando em prática o seu governo e conseguindo se manter no poder.
    O processo de independência brasileiro não se desenvolveu por amplo consenso da população brasileira, acontecendo diversas crises no Primeiro Reinado.
  • Sociedade e Cultura no Primeiro Reinado

    Sociedade e Cultura no Primeiro Reinado
    Sociedade : formada pela Elite(proprietários de terras,comerciantes,funcionários públicos),Classe Média (formada por profissionais liberais,agricultores,Trabalhadores Livres (ex escravizados,artesãos, pequenos proprietários, Escravos africanos.
    Cultura: Foi herdada dos portugueses (arte,educação,vestuário), apresentam cultura vinda dos índios,costumes africanos e europeus.
  • Constituição de 1824

    Constituição de 1824
    D.Pedro I resolve criar a primeira Constituição Brasileira pois a que deputados estava elaborando limitava o poder do imperador D Pedro I. Ele convoca 6 ministros de sua confiança para redigir a nova constituição. Características :
    *voto censitário ( somente a elite votava),alem de que o interesse era sempre favorecer os aristocratas,
    *o poder de D. Pedro I era Moderador,onde tinha mais poder que todos os outros poderes(executivo, legislativo,judiciário),
    *a Igreja era subordinada ao Imperador.
  • Confederação do Equador

    Confederação do Equador
    O tom autoritário de D Pedro I instala um clima de insatisfação por parte do Nordeste Brasileiro que enfrentava uma crise na região açucareira. Surge um movimento contrário ao Poder de D Pedro I, querendo um governo republicano,participação das clkasses populares e sem escravidão. É criado um novo Estado com nome de Confederação do Equador, porem as tropas de D Pedro I avançam, combatem e vencem o movimento nordestino.
  • Guerra da Cisplatina

    Guerra da Cisplatina
    A região da Cisplatina (atual Uruguai) sempre foi disputada pela coroa portuguesa e espanhola. A Argentina não aceita negociar sua região com o Brasil por conta do governo imperial, D. Pedro I não admitiu essa situação e declara guerra contra a Argentina. Após 3 anos de batalha, o Brasil aceita a derrota. A região da Cisplatina não pertence ao Brasil e nem a Argentina,mas sim criou-se um novo país; o Uruguai.
    Essa guerra contribuiu para o desgaste da imagem de D Pedro I com gastos e divídas.
  • Abdicação de Dom Pedro I

    Abdicação de Dom Pedro I
    D Pedro I passa a ser mal recebido no Brasil por conta de interesses do imperador contra os interesses da população brasileira.Seu governo gerou baixa popularidade,guerras e crise econômica.Os brasileiros se revoltam jogando garrafadas,quebrando luminárias originando a Noite das Garrafadas.D Joao VI morre em Portugal e D Pedro I abdica o trono brasileiro colocando em seu lugar seu filho D Pedro II de 5 anos de idade, que passa a ser governado por regentes e aos 15 anos de idade assume o poder.
  • Rusga

    Rusga
    No Mato Grosso, surge uma revolta popular pelo poder provincial entre os que preferem a independência (brasileiros-chamados de "cabras") E contra a sociedade filantrópica(portugueses-"pés de chumbo").Nessa manifestação os cabras reivindicavam salários atrasados,resultando na miséria e na crise econômica. O principal objetivo era combater a elite comercial portuguesa e defender a província com autonomia. Muitos revoltados são presos e outros morrem.
  • Revolta dos Males

    Revolta dos Males
    Salvador, Capital da Bahia éra formado por africanos ,afro -brasileiros e muçulmanos escravizados. Eles estava descontentes com o governo regencial, se revoltam.O motivo da revolta é a escravidão,a imposição do catolicismo e os maus tratos que recebiam do sistema político econômico (imposta pela elite ). Lutam pela liberdade religiosa. A Guarda Nacional e o exército tentam conter a revolta, ocasionando muitas prisões, torturas e deportação para África.
  • Cabanagem

    Cabanagem
    Acontece no Grão-Pará a conhecida guerra dos Cabanos. A população (homens livres, escravizados, indígenas que viviam a beira rio, chamados de Cabanos, juntamente com a elite (comerciantes e fazendeiros) encontram insatisfeitos contra o governo regencial e se revoltam exigindo melhores condições de vida e pedem para que os portugueses sejam expulsos pois o governo valorizava somente seus interesses.O governo envia militares para conter essa revolta popular no qual 1/3 da população cabana morre.
  • Revolução Farroupilha ou Guerra dos Farrapos

    Revolução Farroupilha ou Guerra dos Farrapos
    É no Rio Grande do Sul que ocorre a tão conhecida
    Guerra dos Farrapos. Os Farroupilhas querem o Brasil independente do governo imperial (regencial), alegam total insatisfação com a política fiscal do governo brasileiro, onde altos impostos eram cobrados sobre a venda do charque( carne gaúcha).Queriam cobrar taxa alfandegaria sobre o charque .Logo após esta revolução é feito um tratado de paz onde ocorre a anistia (Perdão) aos Farroupilhas, gerando portanto o fortalecimento da economia.
  • Sabinada

    Sabinada
    Na Bahia, os liberais reclamam do governo regencial e querem que a Bahia se torne independente até que Dom Pedro II assuma o governo. Dessa forma instalam uma república e convocam uma Constituinte com leis para essa província. Vários revoltosos pedem a liberdade dos escravizados e muitas mortes ocorrem. Os líderes foram presos,outros punidos e muitas mortes. Ocorrem exílios na província.
  • Balaiada

    Balaiada
    A economia algodoeira entre em crise e as exportações diminuem. A população pobre, conhecidos como os Bem te vis, se revoltam contra os que estavam no poder, os Latifundiários. Passam a exigir melhores condições de vida. Surge então uma rebelião popular envolvendo os Bem-te-vis (também chamados de Balaios).
    O Exército tenta conter a revolta popular no qual muitos revoltados são massacrados, enquanto que os latifundiários usam a força e a violência para garantir seus interesses próprios.
  • Golpe da Maioridade

    Golpe da Maioridade
    O Brasil passa por muita instabilidade política e a sociedade se encontrava insatisfeita neste período governado por regentes, pois Dom Pedro I teve que retornar a Portugal pois seu pai, Muitos liberais pedem para que Dom Pedro segundo seja emancipado para governar o Brasil. Em 1840, Dom Pedro segundo com apenas 14 anos é coroado como imperador do Brasil.
  • Parlamentarismo no Segundo Reinado

    Parlamentarismo no Segundo Reinado
    O Imperador D.Pedro II nomeava o Presidente do Conselho dos Ministros,chamado de Gabinete.Eles nomeavam membros do Conselho.Era convocada eleições "do cacete" entre Liberais(formado por proprietários de Terra,classe média;queriam a descentralização do poder)e os Conservadores(formado por comerciantes,funcionários do governo;queriam a centralização do poder).Já o poder Moderador éra onde imperador poderia "tirar" o presidente conselho dos ministros a qualquer hora,diferente do Parlamento inglês.
  • Revolução Praieira

    Revolução Praieira
    Com o parlamentarismo,a centralização do poder fica com o Imperador.A revolução acontece quando os Conservadores (chamado Gabirus- com governo conservador)se encontrariam com os Liberais (partido da praia - Praieiros-que queriam a descentralização do poder político).Pensam diferente.
    Ocorre a substituição dos liberais no poder,passando a ter um governo conservador.São enviadas tropas imperiais para conter os revoltosos liberais.Dom Pedro II passa a compor o gabinete por liberais e conservadores.
  • Lei de Terras

    Lei de Terras
    Com fim da escravidão no Brasil,houve uma grande entrada de imigrantes vindos da Itália e Alemanha.A elite agrária pressionava o governo para que não perdesse em suas terras. Essa Lei foi criada para que a terra sejam documentados por um juiz, comprovando a compra.Os imigrantes não podem ter terra nos primeiros três anos morando no Brasil.A população pobre não passa a ter acesso a posse de terras mas somente os latifundiários.
    Os fazendeiros custeavam a vinda de imigrantes ao Brasil (parceria).
  • A imigração no Segundo Reinado

    A imigração no Segundo Reinado
    O café foi a principal atividade econômica brasileira do Segundo Reinado,a mão-de-obra escrava era usada na colheita do café.Com a Lei Euzébio de Queiroz houve a abolição da escravidão,em meados de 1850.
    A elite brasileira passa incentivar a vinda de imigrantes para o Brasil, substituindo a mão-de-obra escrava da lavoura cafeeira pelos imigrantes(tendo o contrato de parceria).Os grandes fazendeiros bancavam a vinda de imigrantes europeus para o Brasil,está mão de obra era assalariada.
  • Guerra do Paraguai

    Guerra do Paraguai
    Foi o maior conflito armado (6 anos) internacional ocorrido na América do Sul.De um lado o Paraguai contra Brasil, Argentina e Uruguai (Tríplice Aliança).O conflito aconteceu por disputa de interesses nas fronteiras e a liberdade de navegação dos rios da Prata.O motivo para o começo da guerra foi a intervenção do Brasil na política uruguaia.O grande prejudicado foi o Paraguai, que teve sua economia que é arrasada até os dias de hoje,pois usava do Rio Paraná para abastecer seu país.
  • Movimento Abolicionista

    Movimento Abolicionista
    O movimento abolicionista surge com o crescimento do iluminismo(queriam maior liberdade econômica e política,fim do absolutismo),queriam que o homem torna-se livre,autônomo,dignidade respeitada.Surgem 3 leis contra a escravidão:*Lei Eusébio Queiroz-fim tráfico de escravos;*Lei Ventre Livre-liberdade p/todos os filhos nascidos de escravas;*Lei Sexagenários- liberdade p/escravos com mais 60 anos.Os latifundiários passam a contratar imigrante assalariado europeu p/ substituir o trabalho escravo.
  • Lei Áurea ou Lei João Alfredo (Lei nº 3353)

     Lei Áurea ou Lei João Alfredo (Lei nº 3353)
    Defendia o fim da escravidão no Brasil,assinada pela Princesa Isabel,filha de D.Pedro II.Essa lei liberta totalmente os negros escravizados porem muitos vivem sem emprego,sem renda,sem auxilio do governo;agravando a situação.Os negros escravizados, vindos da África para o Brasil tinham trabalho árduo,sem remuneração nas fazendas.Com essa lei,muitos latifundiários passaram a apoiar os republicanos junto aos militares e a monarquia seria derrubada e a Família Imperial expulsa do Brasil.
  • Proclamação da Republica

    Proclamação da Republica
    Marechal Deodoro da Fonseca,proclama a Republica.Este foi resultado de um golpe de estado organizado por militares aliados ao movimento republicano,que pretendiam acabar com a Monarquia no país e implantar uma República.Muitos eram insatisfeitos como:negros escravizados,militares,a igreja católica,os indígenas(que perdem seu espaço para imigrantes),além da Guerra do Paraguai que teve influencia pois os militares brasileiros estavam lado a lado com o governo republicano da Argentina e Uruguai.