C.I.

Timeline created by faberson
In History
  • Intitulação do termo “Documentação”, por Paul Otlet

    Pioneirismo de Paul Otlet e Henri de La Fontaine com o chamado “Movimento da Documentação”, que tinha objetivo de desenvolver técnicas de organizar as diferentes fontes de investigação científica e de fornecer informação para a recuperação de documento.
  • Federação Internacional de Documentação-FID

    Segundo Mattelart, Paul Otlet e Henri La Fontaine fundamentaram a estrutura de uma nova ciência, a documentação, criando em 1885, os Institutos Internacionais de Biografia, que mais tarde em 1937, transformou-se em Federação Internacional de Documentação - FID, que teve como objetivo estudar as questões concernentes ao livro e à organização sistemática da Documentação em bases internacionais e universais”.
  • Explosão da Informação

    A década de 1940 foi marcada pelos avanços tecnológicos proporcionados pela Segunda Guerra Mundial, onde o tratamento da informação foi aplicado para o controle das pesquisas e literaturas como uma resposta aos problemas gerados pela explosão da informação.Com a Segunda Guerra Mundial, a ciência alcançou um processo de avanços como nunca antes observado na história da sociedade, onde o valor agregado a informação passou a ser cobiçado por interesses políticos, científicos e tecnológicos
  • Ciência da Informação-1.1

    Originada quando os efeitos da Segunda Guerra Mundial determinaram a emergência de ramificações do saber e de transformações nas atividades de pesquisa, a ciência da informação caracteriza-se como uma ciência social, mas fortemente influenciada por outros campos de conhecimento que a definem e determinam seu domínio.
  • Ciência da Informação-1.2

    Ao analisar sua evolução, Saracevic identifica três características constituintes da razão de existência e da evolução da ciência da informação: sua natureza multidisciplinar, sua ligação à tecnologia da informação e sua participação ativa e deliberada na evolução da sociedade da informação
  • Vannevar Bush-Pioneiro

    Ele indicou uma mudança de paradigma para a área de informação em ciência e tecnologia, que envolvia: seus profissionais, seus apetrechos de trabalho e falta de condições teóricas para embasar a organização, representação e processamento da informação para sua armazenagem e recuperação pelo usuário.
    Vannevar introduziu a noção de associação de conceitos ou palavras para organização da informação, pois este seria o padrão que o cérebro humano utiliza para transformar informação em conhecimento.
  • Royal Society Scientific Information Conference

    Cerca de 340 cientistas e documentaristas de todo o mundo compareceram a esta Conferência, que durou dez dias úteis. Os seus Anais têm 723 páginas, dividido em dois volumes e quatro seções. A publicação dos Anais foi editada nos Estados Unidos. Os cientistas de quase todas as áreas do conhecimento, que compareceram a Reunião em Londres, tinham propostas para resolver os problemas da organização e acesso a informação.
    Essas 723 páginas, ficaram muito perto das indicações de Vannevar Bush.
  • Inovações Tecnológicas-Recuperação da Informação

    Na década de 1950, surge um surto na questão de inovações tecnológicas e cientificas.
    destacam as numerosas conferências e encontros com vigorosos debates sobre o termo Recuperação da Informação. Face a esta questão, Zaher (1971) considera que a Documentação passou neste período por uma evolução semântica, passando a ser chamada de informação.
  • Criação do ''Classification Research Group''

    Em, 1952 foi criado pelo grupo dos cientistas da informação o Classification Research Group , com a intenção de propor novas teorias para armazenar e recuperar a informação; o problema da época era o grande volume de informação e sua gestão, as memórias pequenas e de alto custo. Os profissionais que fundaram o “Institute for Information Scientists” criaram sob o comando de Jason Farradane o primeiro programa de pós-graduação em de ciência da informação na The City University.
  • Uma nova Ciência.

    Foi fixado pelo psicólogo George Miller como a data que corresponde ao reconhecimento geral da existência de uma Ciência Cognitiva.
  • Inicio da utilização do termo Ciência da Informação

    Diversos autores (ROBREDO, 2003; SARACEVIC, 1978; LÓPEZ YEPES, 1989), apontam que as conferências do Geórgia Institute of Technology realizado nos anos de 1961-1962, influenciaram a definição do termo de “Ciência da Informação”.
  • Surgimento da Internet.

    A Internet originou-se da Arpanet, a primeira rede nacional de computadores criada em 1969 pelo Departamento de Defesa do EUA para garantir a segurança em caso de acidente nas comunicações. Esta rede privada era destinada a interligar os computadores dos centros de pesquisa, universidades e instituições militares americanas, permitindo o compartilhamento de recursos entre os pesquisadores que trabalhavam com projetos estratégico-militares.
  • Grandes transformações para a CI

    A década de 1970 propiciou grandes transformações para a CI, principalmente nos Estados Unidos, onde Saracevic (1978) e Almeida (2005) identificam que o setor privado passou a investir na área da CI, em contrapartida, praticamente não existiram esforços teóricos que compreendessem os processos e as ações de informação no contexto sociocultural.
  • O conceito de informação para a Indústria.

    Kjeld Klintoe propõe:
    "Informação para a indústria é todo esforço
    intelectual para estimular os administradores
    e técnicos de uma dada empresa, pública
    ou privada, no sentido de aperfeiçoar
    suas operações e inovar métodos, processos,
    produtos e serviços, através da
    conversão, em resultados práticos, de toda
    a forma de conhecimentos obtidos por
    qualquer meio".
  • Interdisciplinaridade a contexto sociocultural

    Na decada de 1980 e 1990 a CI insere-se no contexto da Sociedade Contemporânea a fim de contribuir para que a informação torne-se um fator de responsabilidade social para organização e uso.
  • Afeto do crescimento das novas tecnologias no ambiente organizacional.

    Os avanços da ciência, intensificados nos últimos 30 anos, provocaram dramático crescimento de produtos baseados em novas tecnologias de informação relacionadas com a computação, telecomunicação, automação e robótica. Essas tecnologias estão induzindo, no mundo inteiro, importantes transformações no ambiente organizacional das empresas, afetando diretamente a formulação das suas estratégias de negócio.
  • primeiros softwares de configuração gráfica da web.

    Foi só em 1989 que Tim Berners-Lee, cidadão inglês, tecnologista da informação, trabalhando no European Organization for Nuclear Research Center ¾ Cern, escreveu os primeiros softwares que permitiram a atual configuração gráfica da web (o que você vê, é o que você consegue ter) e dessa forma o desenvolvimento popular da Internet.
  • Novas tecnologias de informação?

    Quando se fala em novas tecnologias de informação pensa-se de imediato no computador, na telecomunicação e na convergência da base tecnológica, que permitiram que todos os insumos de informação fossem convertidos para uma base digital, possibilitando, assim, seguir o mesmo canal de comunicação.
  • Avaliação da produção científica.

    Em março de 1998, com o empenho do Projeto SciELO, foi realizado em São Paulo um seminário sobre avaliação da produção científica.
  • Sociedade em Rede

  • Três grandes ondas sofridas pela humanidade.

    Segundo Toffler (1980), a humanidade suportou até agora duas grandes ondas. A “Primeira Onda” caracterizada pela revolução agrícola, e a “Segunda Onda” que foi o acesso à Sociedade Industrial, com o êxodo rural. Entretanto, a “Terceira Onda” , isto é, a revolução técnica-científica, se completa nos dias de hoje, baseada pelo tempo acelerado da rotina dos indivíduos; pela desmassificação dos meios de comunicação; e pela ciência moderna.
  • Ciência Moderna.

    A ciência moderna, para Wersig (1993) citado por Kobashi, Smit e Tálamo (2001), foi um produto gerado na Segunda Guerra Mundial, na qual alterou a função do conhecimento na sociedade.
    Portanto, a trajetória da Sociedade Pós-Industrial, deu-se a partir do marco histórico do desenvolvimento tecnológico e cientifico proporcionado pela Segunda Guerra Mundial (1939-1945).