Timeline do Ensino Médio

Timeline created by hisTória Grupo
In History
  • 10,000 BCE

    Revolução Neolítica

    Revolução Neolítica
    Este ano, por convenção, é o início do período neolítico, no qual o homem se desenvolveu e formou civilização, em transição do nomadismo anterior.
  • 3,100 BCE

    Antigo Egito

    Antigo Egito
    No Antigo Egito surgiu uma civilização às margens do Rio Nilo, que tinha um vínculo com ela, no calendário e na cultura. O governante era o faraó, e a religião justifica o poder, sendo antropozoomórfica (deuses com forma animal e humana. Foram construídos grandes monumentos, como as pirâmides de Gizé.
  • 3,000 BCE

    Invenção da escrita

    Invenção da escrita
    A escrita é criada, pela primeira vez conhecida, na Mesopotâmia, pelos sumérios. Os sumérios criaram a escrita cuneiforme, com sinais parecidos com cunhos. Convencionalmente, este evento marca o fim da Pré-História e o início da Antiguidade.
  • 3,000 BCE

    Fenícia

    Fenícia
    Os fenícios eram um povo de comerciantes marítimos, que interligavam o Mar Mediterrâneo e criaram um alfabeto fonético que foi assimilado pelos gregos e romanos, sendo base do alfabeto atual , com o qual este trabalho é escrito.
  • 2,000 BCE

    Primeira Diáspora (Grécia)

    Primeira Diáspora (Grécia)
    Os povos indo-europeus (aqueus, jônicos, eólios e dóricos) migraram para a região grega. Eles tiveram contato com a civilização cretense, formando a civilização micênica
  • 1,754 BCE

    Criação do Código de Hamurabi

    Criação do Código de Hamurabi
    O Código de Hamurabi foi criado pelo rei homônimo da Babilônia e é um dos primeiros códigos de leis de que se tem notícia. Ele era baseado na lei de talião, o princípio de dar uma punição similar à ofensa (olho por olho, dente por dente), e tinha castigos físicos e severos, como amputação e pena de morte.
  • 1,200 BCE

    Formação de Atenas

    Formação de Atenas
    Atenas foi fundada pelos jônios e eólios, e tinha uma grande esquadra comercial, dedicando-se ao comércio e navegação.
  • -820 BCE

    Criação do Estado espartano

    Criação do Estado espartano
    As instituições espartanas foram criadas pelo legislador Licurgo, que viveu aproximadamente em 820 a.C.. Ele instituiu um Estado austero, sem muita ligação com pólis vizinhas, e militarizado. Ele idealizou a agogê, uma educação rígida e orientada para o belicismo, à qual os meninos eram levados aos sete anos e recebiam treinamento. Também se instiuíram dois reis, um para o exército e outro para a pólis.
  • -508 BCE

    Democracia Ateniense

    A democracia ateniense foi construída pelo legislador Drácon ,que redigiu o código draconiano, e o chefe executive Sólon, que propôs reformas. Em 508 a.C., o legislador Clístenes instituiu a democracia, permitindo a participação direta dos cidadãos, que se euniam na ágora, uma praca pública. Os homens livres, de pais atenienses e maiores de idade podiam participar, excluindo-se as mulheres, os escravos e os estrangeiros. A democracia era baeada na isonomia ou igualdade perante a lei.
  • 496

    Conversão do rei Clóvis ao cristianismo ( 496 A.d )

    Conversão do rei Clóvis ao cristianismo ( 496 A.d )
    No ano 496 antes de cristo o papa de roma nomeia o rei Clóvis ao cristianismo, iniciando uma aliança entre a coroa e a igreja.
  • 600

    Origem do Islamismo

    Origem do Islamismo
    O islamismo teve suas origens na península Arábica que tem relações fortes com a doutrina judaico-cristã como o juizo final, dez mandamentos, monoteismo etc.
  • 622

    Hégira de Maomé

    O profeta Islâmico Maomé na época sofria muita oposição dos governantes de meca, provocando a migração do profeta a cidade de Medina.
  • 630

    Retorno de Maomé

    Retorno de Maomé
    Maomé retorna a meca, a transformando no maior pilar do islamismo na historia, virando um dos maiores centros religiosos da atualidade.
  • 632

    Morte de Maomé

    Morte de Maomé
    O profeta islâmico falece no ano 632, provocando uma divisão na sua religião entre Xiitas e Sunitas, ocorrido pela disputa da sucessão de Maomé.
  • 633

    Início da expansão muçulmana

    Os califas, sucessores de Maomé, tomando base a jihad, articularam a expansão de sua crença e de seus territórios de influencia.
  • 732

    Batalha de Poitiers

    Batalha de Poitiers
    Carlos martel na conhecida Batalha de Poitiers trava o avanço muçulmano no territorio europeu Ocidental.
  • 768

    Expansão de Magno

    Carlos magno expande as áreas de influência da igreja, pelo anexo de territorios e expansão de fronteiras.
  • 814

    Morte de Carlos Magno

    Morte de Carlos Magno
    O lider do imperio Carolíngeo morre.
  • 962

    Formação do Sacro Império Romano Germânico

    Formação do Sacro Império Romano Germânico
    O coroamento do futuro imperador Oto pelo papa de Roma deu legitimidade ao seu governo fez a formação do Sacri
    o imperi o romano germânico.
  • 1095

    Primeira cruzada

    Primeira cruzada
    Em 1905 o Papa Urbano ll proclama a primeira cruzada, com o intuito de liberar Jerusalém de influencia muçulmana.
  • 1096

    Renascimento comercial

    Renascimento comercial
    As Cruzadas foi um dos fatores que contribuíram para o Renascimento Comercial, pois essas expedições difundiram as atividades comerciais por toda europa, acoplado pela reconquista das rotas do mar mediterrâneo, as atividades comerciais na Europa e Ásia ficaram cada vez mais fortes.
  • 1139

    Formação de Portugal

    Formação de Portugal
    A conquista muçulmana da Península, no século VIII, e uma espécie de revanche, com a reconquista do território ocupado por árabes e berberes, por parte dos cristãos, entre os séculos VIII e XII, permitiram a formação do reino português, com uma vivência cotidiana marcada pela fereza das guerras.
  • 1202

    Quarta cruzada

    Quarta cruzada
    No ano de 1202 foi iniciada a quarta cruzada, considerada a mais importante, pois liberou as rotas do mar mediterrâneo, contribuindo fortemente com a economia europeia.
  • 1241

    Formação da liga Hanseática

    Formação da liga Hanseática
    Na Europa foi feita uma consolidação que tinham seus lideres cidades alemãs que realizavam suas relações comerciais atravezde rotas marítimas mares Báltico e no mar do Norte.
  • 1300

    Renascimento Cultural

    Renascimento Cultural
    O Renascimento Cultural (aproximadamente 1300 - 1700) é uma adequação artística e científica (ideológica) às mudanças econômicas e sociais (materiais) da transição do feudalismo ao capitalismo.
    Teve raízes na Itália, onde a cultura clássica estava muito presente, existia uma vida urbana ativa, e tinha muita influência de culturas não feudais (árabe e bizantina).
    A principal característica intelectual foi o humanismo: visão mais humana e natural, em oposição a divina e sobrenatural.
  • 1337

    Guerra do 100 anos

    Guerra do 100 anos
    A Guerra dos Cem Anos aconteceu entre os anos de 1337 e 1453 (116 anos). Esta guerra envolveu os reinos da França e Inglaterra.
    O conflito consistiu principalmente na disputa pelo poder na França entre Filipe de Valois, proclamado rei da França depois da morte de Carlos IV e Eduardo III da Inglaterra que pretendia ter direito à coroa francesa por parte de sua mãe.
    Em 1453 os franceses conseguiram expulsar os ingleses definitivamente de seu território, finalizando a Guerra dos Cem Anos.
  • 1343

    Surto da Peste Negra

    Surto da Peste Negra
    Com a falta de luz do sol, circulacao do ar, superpopulação, esgotos a céu aberto, contribuam para o surgimento de uma das doencas mais notórias do século XlV e XV.
  • 1453

    Queda da Constantinopla

    Queda da Constantinopla
    Em 29 de maio de 1453, a cidade de Constantinopla, capital do Império Bizantino desde o ano de 395, cai nas mãos do sultão otomano Mehmet II.
  • 1453

    Formação da França

    Formação da França
    Com as sucessivas vitorias do estado francês na guerra dos cem anos sobre a inglaterra, contribuiu com a consolidação do podet real, e a formação da monarquia nacional francesa.
  • 1455

    Guerra das duas Rosas

    Guerra das duas Rosas
    Foi a famosa disputa entre as dinastias York e Lancaster pelo trono da inglaterra, onde os vitoriosos foram a dinastia Tudor.
  • 1455

    Formação da Inglaterra

    Formação da Inglaterra
    Com a vitória da dinastia Tudor na guerra das duas rosas, resultou na formação da famosa monarquia nacional inglesa. A dinastia Tudor durou três gerações e foi seguida pela dinastia Stuart.
  • 1481

    Expansão Portuguesa

    A primeira monarquia a iniciar o processo da instalação de postos na costa da África, tal prática ficou conhecida como périplo africano.
  • 1492

    Formação da Espanha

    Formação da Espanha
    Com a união das dinastias de Castela e Aragão, consolidou o estado espanhol, que no futuro, iria ser um forte bloqueio contra as invasões árabes na época.
  • 1493

    Renascimento Urbano

    Renascimento Urbano
    Na Europa foram se criando varias cidades, algumas são denominadas de burgos, que são pequenas áreas de residência burguesas que dinâmizava a economia das cidades vizinhas, com o crescimento demográfico foram-se criando cada vez mais novas profissões e novas organizações entre os trabalhadores da época.
  • 1494

    Tratado de Tordesilhas

    Tratado de Tordesilhas
    Em 1494 o papa Rodrigo Borgia assina o tratado de Tordesilhas que divide as terras americanas para a monarquia espanhola e portuguesa.
  • 1500

    Surgimento do Absolutismo

    Surgimento do Absolutismo
    O absolutismo é referenciado como um sistema político ou um sistema de governo, no qual a autoridade e o poder absoluto está na figura do líder, o rei.
    Teve início na transformação em meados dos séculos XV e XVI e marcou o fim do feudalismo e da descentralização política.
    A aliança entre reis, nobres e burgueses, o enfraquecimento da Igreja por conta da Reforma Protestante e o fortalecimento do poder nas mãos do monarca foram fatores determinantes para o surgimento do absolutismo.
  • 1500

    Colonização do Brasil - Função da Colonia (Brasil) e Exploração

    Colonização do Brasil - Função da Colonia (Brasil) e Exploração
    A colonização do Brasil ocorreu a partir de 1500 inicialmente no litoral do país.
    O Brasil tinha função de complementar a economia da metrópole e participar do pacto colonial para deixar a balança comercial de Portugal favorável, contribuindo com a sua economia .
    O principal produto explorado no Brasil a principio foi o açúcar, porque era um produto rentável, os nativos (mão de obra) tinham conhecimento das técnicas de produção, o Brasil tinha solo (Massapê), entre outros fatores.
  • 1500

    Colonização do Brasil - Escravidão e Sociedade

    A sociedade brasileira no início na colonização na era muito flexível e não tinha muita mobilidade vertical em sua piramide social pela ausência da classe média.
    A características básicas da sociedade do Brasil Colonia eram: hibridismo, miscigenação, sociedade majoritariamente ruralizada, aristocrata, patriarcal e litorânea.
    A mão de obra escrava era composta por indígenas nativos que eram defendidos pela Igreja (objetivo de catequizar e aumentar sua influencia pelo mundo) e negros africanos.
  • 1500

    Pedro Álvares Cabral chega no Brasil

    Pedro Álvares Cabral chega no Brasil
    Em 1500 o explorador português Pedro Álvares Cabral no litoral brasileiros.
  • 1503

    Criação da Casa de Contratación

    Criação da Casa de Contratación
    Empresa espanhola com a função de administrar as atividades comerciais no novo mundo e a arrecadação de impostos.
  • 1504

    Cisma do Oriente

    Cisma do Oriente
    Cisma do Oriente é um termo dado à divisão da Igreja Católica, que ocorreu em 1054, entre a igreja que era dirigida pelo papa, em Roma, e a igreja que era dirigida pelo patriarca, em Constantinopla.
  • 1517

    Reforma Religiosa

    Reforma Religiosa
    A Reforma religiosa rompeu a unidade da cristandade ocidental em torno da Igreja Católica e se manifestou por meio do surgimento de novas religiões, chamadas de protestantes.
    Por conta das recorrentes criticas a Igreja durante a transição do feudalismo ao capitalismo, Martinho Lutero (1483 - 1546) criou as 95 teses contra a venda de indulgencias, documento marcado pela crítica a venda de indulgencias na catedral de Wittemberg em 1517. As 95 teses desencadeou a Reforma religiosa
  • 1519

    A Conquista da América Espanhola

    A Conquista da América Espanhola
    A partir das viagens de Colombo teve início a conquista espanhola da América, um encontro violento entre as sociedades ameríndias, com destaque para os impérios inca e asteca, e os povos europeus.
    Em 1519, o capitão espanhol Fernão Cortes, comandando um grupo de aproximadamente 600, submeteu os astecas e seu imperador Montezuma, dando início ao domínio espanhol na região.
    As doenças trazidas e as armas de fogo mataram tantos nativos nos primeiros anos que pode se falar em genocídio.
  • 1524

    Criação do "Conselho das Índias"

    Criação do "Conselho das Índias"
    Órgão importantíssimo para a administração colonial espanhola que auxiliava diretamente o rei nas funções: executivas, legislativas e judiciárias.
  • 1534

    Absolutismo na Inglaterra

    Absolutismo na Inglaterra
    Em 1534 Henrique VIII criou o Ato de Supremacia fortalecendo seu poder, superando, na prática, restrições impostas pela antiga Magna Carta de 1215, favorecendo o absolutismo na Inglaterra.
    O absolutismo inglês atingiu seu auge com Elizabeth I, que promoveu o Anglicanismo. O crescimento econômico e os cercamentos.
    A Revolução Gloriosa em 1688 pôs um ponto final no absolutismo inglês quando o parlamento obrigou o rei a assinar o ''Bill of Rights'', que instituiu o Parlamentarismo.
  • 1534

    Administração Colonial - Capitanias Hereditárias e Governo Geral

    Administração Colonial - Capitanias Hereditárias e Governo Geral
    As capitanias hereditárias (1534-1759) basicamente eram formadas por faixas de terra que partiam do litoral para o interior, comandadas por donatários e cuja posse era passada de forma hereditária.
    O sistema de capitanias fracassou pelos seguintes motivos: altos custos da colonização, grandes distancias e falta de interesse dos donatários.
    O Governo Geral (1548-1808) surge a partir do fracasso do sistema de capitanias hereditárias como forma de centralizar a administração da colonia.
  • 1545

    Contrarreforma

    Contrarreforma
    A Contrarreforma foi um movimento de reação da Igreja Católica ao surgimento de novas doutrinas cristãs na Europa, em um processo conhecido como Reforma Protestante.
    O Concílio de Trento (encontro das principais autoridades católicas com objetivo redefinir o posicionamento da Igreja em relação à sua doutrina religiosa) realizado entre 1545 e 1563 criou diversas determinações como a abolição da venda de indulgencias, criação do Idex (lista de livros proibidos), entre outras medidas.
  • Absolutismo na França

    Absolutismo na França
    O absolutismo frances atingiu seu maior desenvolvimento durante a dinastia Bourbon, entre os séculos XVI e XVIII.
    Durante o reinado do ''rei sol'', Luís XIV (1643-1715), a França se tornou a principal potencia continental europeia da época.
    A Revolução Francesa que ocorreu em 1789, liderado pela burguesia, encerrou o absolutismo na França.
  • Colônias do Sul

    Colônias do Sul
    utilizavam o sistema de plantação "plantation", com produtos rentáveis para o mercantilismo.
  • Colônias do norte

    Colônias do norte
    Nesse ano o navio Mayflower chegou nas colonias do norte com puritanos e perseguidos na Inglaterra que buscavam um lugar onde pudessem professar sua fé livremente e construir uma pátria que respeitasse suas origens. O modelo de ocupação que caracterizou a colônia do norte foi a de povoamento.
  • Criação da Companhia de Comércio das Índias Ocidentais

    Criação da Companhia de Comércio das Índias Ocidentais
    Companhia que foi criada para atingir a Espanha economicamente e para isso tinha a missão de invadir o Brasil.
  • Descoberta oficial do ouro

    Descoberta oficial do ouro
    Ocorreu o primeiro registro oficial da descoberta de ouro na Casa da Casca, região de Caeté. Tratava-se de ouro de aluvião.
  • Intendência das Minas

    Órgão criado pelo poder metropolitano (Portugal) no Brasil, com o objetivo de fazer a administração nas regiões mineradoras de ouro.
  • Tratado de Methuen

    Conhecido também como tratado de Panos e Vinhos, um acordo entre Portugal e Inglaterra que envolvia a troca entre os produtos têxteis ingleses e o vinho português. O tratado é muitas vezes mencionado como um dos fatores de supressão da indústria portuguesa e consequente atrelamento da economia do país à britânica, levando em última instância a economia portuguesa a uma estagnação.
  • Criação da Casa de Fundição

    Criação da Casa de Fundição
    órgãos encarregados da arrecadação dos tributos sobre a mineração, pois dessa forma, o controle do ouro e da prata ficava mais fácil. As Casas de Fundição recolhiam o ouro extraído pelos mineiros, purificavam-no e o transformavam em barras, nas quais era aposto um cunho que a identificava como "ouro quintado", isto é, do qual já fora deduzido o tributo do "quinto".
  • Revolta de Vila Rica

    Revolta de Vila Rica
    movimento social de caráter nativista, em que os revoltosos queria o fim das casas de fundições e redução dos impostos cobrados.
  • Tratado de Madrid

    Tratado de Madrid
    Foi um tratado firmado na capital espanhola entre os reis João V de Portugal e Fernando VI de Espanha, para definir os limites entre as respectivas colônias sul-americanas, pondo fim assim às disputas.
  • Surgimento do Iluminismo

    Surgimento do Iluminismo
    O Iluminismo foi um movimento intelectual que surgiu durante o século XVIII na Europa, que defendia o uso da razão (luz) contra o antigo regime (trevas) e pregava maior liberdade econômica e política.
  • Period:
    25,000 BCE
    to
    3,000 BCE

    Pré-história

    Antecede a invenção da escrita. Não há muitos registros precisos sobre esse período, que foi a transição do homem selvagem ao civilizado.
    Nota: A data de início, aproximadamente 2,5 mihões de anos atrás, era inválida, e a indicada está dividida por 100.
  • Period:
    25,000 BCE
    to
    10,000 BCE

    Período Paleolítico/Idade da Pedra Lascada

    Nesta época o homem vivia em cavernas e era nômade, não tendo moradia fixa. Ele era caçador (de animais) e coletor (de vegetais), dependendo da natureza sem controle desta. O desenvolvimento do aparelho fonador permitiu a comunicação pela língua, e os registros eram feitos por pinturas rupestres.
    Nota: A data de início, aproximadamente 2,5 milhões a.C., não era válida, então a coloquei dividida por 100.
  • Period:
    10,000 BCE
    to
    3,000 BCE

    Período Neolítico

    O Período Neolítico ou Idade da Pedra Polida foi a época em que o homem atingiu um importante grau de desenvolvimento e estabilidade. Ele se sedentarizou e passou a formar comunidades, e na alimentação, começou a cultivar plantas e criar animais. A metalurgia também sofreu um grande avanço
  • Period:
    2,000 BCE
    to
    1,200 BCE

    Período Pré-homérico (Grécia)

    É o período da civilização cretense, que se desenvolveu na ilha de Creta. Os cretenses tinham domínio do comércio e da navegação, e uma prova disso é o encontro de objetos cretenses no Egito e egípcios em Creta, que prova o contato entre as civilizações.
  • Period:
    1,200 BCE
    to
    -800 BCE

    Período Homérico

    Os gregos formaram comunidades agropastoris, chamadas "gene", que eram famílias extensas, com vários casais sob a autoridade do "pater familias", e suas possessões, como terra e gado, que formavam o oikos. Construiu-se a identidade grega, pela transmissão de epopeias que exaltavam a Hélade, por poetas chamados aedos. Um dos aedos famosos é Homero, que escreveu a Ilíada e a Odisseia.
  • Period:
    -800 BCE
    to
    -500 BCE

    Período Arcaico

    Formação das cidades-estado ou polis gregas, a partir do crescimento dos "gene", que formaram em sequência frátrias, tribos e pólis.
  • Period:
    -753 BCE
    to
    -509 BCE

    Monarquia romana

    A cultura romana se originou das culturas grega, latina e etrusca, que habitavam a peninsula itálica. A cidade de Roma começou como uma fortificação militar, e era governada como monarquia, tendo um rei e um conselho de anciões. As classes sociais eram os patrícios (elite), os plebeus e escravos.
  • Period:
    -509 BCE
    to
    -27 BCE

    República Romana

    A invasão dos etruscos a Roma levou a uma revolta dos patrícios contra a monarquia, e estes instituíram uma república, comandada por um Senado compost por patrícios. Para obter apoio dos plebeus, eles fizeram concessões, como a criação de leis escritas, para evitar sua corrupção, a permissão de casamento com patrícios, o fim da escravidão por dívida e a instituição de Tribunos da Plebe, com poder de veto. A República se expandiu ao redor do Mar Mediterrâneo, mas entrou em crise.
  • Period:
    -500 BCE
    to
    -300 BCE

    Período Clássico

    No início, as pólis gregas lutaram contra o Império Persa, que planejava conquistá-las, nas chamadas Guerras Médicas. Lutaram nelas Esparta e também Atenas, que formou uma aliança com outras pólis, chamada Liga de Delos. Após as guerras, Atenas exerceu hegemonia sobre a Liga de Delos e encontrou prosperidade, passando por um "século de ouro", sob a liderança de Péricles. Porém, Esparta entrou em conflito, e isso levou ao suicídio grego.
  • Period:
    -476 BCE
    to
    1453

    Império Bizantino

    Durante a Idade Média, o Império Romano do Oriente, que resistiu às invasões bárbaras, herdou seu coterrâneo occidental e manteve suas tradições, como o direito romano e a religião cristã, que se separou do catolicismo. O imperador Justiniano, inclusive, tentou restaurar o antigo império, conquistando Roma, e a região tornou-se entreposto commercial e polo cultural. Porém, o império encolheu com a expansão dos árabes e caiu com a tomada de Constantinopla pelos turcos otomanos, em 1453.
  • Period:
    -431 BCE
    to
    -404 BCE

    Guerra do Peloponeso

    Esparta se sentiu ameaçada por Atenas e sua Liga de Delos, que instalaram guarnições na região grega. Os espartanos, junto a outras pólis, formaram a Confederação do Peloponeso, e entraram em Guerra contra a Liga de Delos. O conflito foi vencido por Esparta, que dominou Atenas, mas a um elevado custo de vidas e terras destruídas. As pólis se enfraqueceram, e foram dominadas pela Macedônia, que as destituiu da independência.
  • Period:
    -300 BCE
    to
    -476 BCE

    Baixo Império Romano

    Neste período, o cristianismo, antes perseguido pelos romanos, tornou-se aceito, após a conversão de Constantino, e religião official, pelo imperador Teodósio. Houve uma crise no suprimento de escravos, que causou colapso na economia, falta de alimentos e falta de pagamento aos soldados, o que enfraqueceu o Império. Tentou-se, por exemplo, congelar os preços e dividir o Império em ocidente e oriente, mas os povos bárbaros invadiram-no e em 476, o Império Romano do Ocidente caiu.
  • Period:
    -27 BCE
    to
    -300 BCE

    Alto Império Romano.

    A crise entre os tribunos da plebe e os cônsules levou à criação do Império Romano, e seu primeiro imperador foi Otávio Augusto. Ele decretou a pax romana, findando o período de conquistas e estabilizando as fronteiras. A cultura romana tornou-se uma colcha de retalhos, formada pela união das culturas conquistadas, e expandiu-se o uso do latim e do direito romano. Para alienar a população, fez-se a política do pão e circo, fornecendo alimento e espetáculos em anfiteatros para despolitizar o povo
  • Period:
    1500
    to
    1530

    Ciclo do Pau-Brasil

    O Pau-Brasil foi o primeiro produto a ser exportado aqui no Brasil pelos portugueses durante a época de colonização.
  • Period:
    1500
    to

    Brasil Colônia

    Denomina-se Brasil Colônia período da história entre a chegada dos primeiros portugueses em 1500, e a independência, em 1822, quando o Brasil estava sob domínio socioeconômico e político de Portugal. Eventualmente França e Holanda conquistaram o domínio de regiões estratégicas.
  • Period:
    1548
    to

    Governo Geral

    Com o fracasso das Capitanias Hereditárias, o Rei de Portugal D. João III resolveu criar o Governo Geral em uma tentativa de centralizar o poder da colônia e acabar com a desorganização administrativa.
  • Period:
    1555
    to
    1560

    França Antártica

    Os Calvinistas fugiam das perseguições religiosas na França e vislumbravam a possibilidade de estabelecer uma colônia protestante na América. Escolheram o local do Rio de Janeiro e para se instalar fizeram alianças com os índios Tamoio.
  • Period: to

    Ciclo de caça ao índio

    Neste período, os holandeses dominaram vários pontos africanos em que os portugueses obtinham escravos. Com pouca quantidade de escravos para atender as necessidades dos fazendeiros e senhores de engenho brasileiros, ocorreu uma procura maior por mão-de-obra escrava indígena. Foi então que muitos bandeirantes, principalmente paulistas, aproveitaram a situação para entrar neste “negócio”. As bandeiras de caça ao índio foram expedições que tinham como objetivo capturar e aprisionar indígenas.
  • Period: to

    França Equinocial

    Iniciativa oficial do Estado Frances na tentativa de enfraquecer a economia da Espanha.
  • Period: to

    Invasão Holandesa de Pernambuco

    Os holandeses conseguiram conquistar as vilas de Olinda e Recife. Houve combates, mas os invasores holandeses resistiram e estabeleceram o controle de uma extensa parte do litoral brasileiro que ia do Sergipe ao Maranhão. A Companhia das Índias Ocidentais nomeou um governador para administrar o domínio recém conquistado, que ficou conhecido como o Brasil-holandês.
  • Period: to

    John Locke

    Ele acreditava que o homem adquiria conhecimento com o passar do tempo através do empirismo.
  • Period: to

    Mauricio de Nassau

    Nassau procurou estabelecer uma administração eficiente e um bom relacionamento com os senhores de engenho da região. Desse modo, foram colocados a disposição dos proprietários de engenho recursos financeiros, para serem utilizado na compra de escravos e de maquinário para o fabrico do açúcar. Ele criou também as Câmeras de Escabinos, além de que as vilas de Recife e Olinda passaram por uma grande urbanização.
  • Period: to

    Rebeliões Nativistas

    Era causadas pela falta de administração e por conta de elevados impostos.
  • Period: to

    Ciclo de caça ao ouro

    Os bandeirantes passaram a dedicar-se à exploração das regiões auríferas, principalmente de Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso. Esse ciclo se teve pelo principio do metalismo.
  • Period: to

    Montesquieu

    Ele defendeu a divisão do poder político em Legislativo, Executivo e Judiciário.
  • Period: to

    Voltaire

    Ele defendia a liberdade de pensamento e não poupava crítica à intolerância religiosa.
  • Period: to

    Guerra dos Emboabas

    Conflito armado, envolvendo os bandeirantes paulistas e os emboabas. O confronto tinha como causa principal a disputa pela exploração das minas de ouro recém descobertas na região das Minas Gerais. Os paulistas queriam exclusividade na exploração da região, pois afirmavam que tinham descoberto as minas.
  • Period: to

    Guerra dos Mascates

    Disputa entre Olinda e Recife pelo controle do poder político em Pernambuco.
  • Period: to

    Jean-Jacques Rousseau

    Ele defendia a ideia de um estado democrático que garanta igualdade para todos.