Inicio

Tecnologias & Educação

  • 40,000 BCE

    Pintura Rupestre

    Pintura  Rupestre
    Arte rupestre, pintura rupestre ou ainda gravura rupestre, são termos dados às mais antigas representações artísticas conhecidas, as mais antigas datadas do período Paleolítico Superior (40.000 a.C.) gravadas em abrigos ou cavernas, em suas paredes e tetos rochosos, ou também em superfícies rochosas ao ar livre, mas em lugares protegidos, normalmente datando de épocas pré-históricas.
  • 1564

    Lápis

    Lápis
    O precursor mais remoto do lápis talvez seja identificado como sendo as varas queimadas cujas pontas foram utilizadas pelos primitivos hominídeos para gravar inscrições nas cavernas, as famosas pinturas rupestres. Há cerca de 3.500 anos, na sociedade egípcia, as "varas" de rabiscar evoluíram para pequenos pincéis capazes de produzir linhas finas e escuras nas superfícies.
  • Carta

    Carta
    Carta, missiva (latim), ou ainda epístola (grego), é o termo que descreve um manuscrito, um datiloscrito ou um impresso destinado a estabelecer uma comunicação interpessoal escrita, entre pessoas e/ou organizações, de cunho particular.[
  • Papel Tratado

    Papel Tratado
    Nos primórdios de sua história, o ser humano registrava suas atividades gravando símbolos, desenhos e palavras em pedras ou em metais. Isso fez com que, ao contrário da tradição oral, a comunicação gráfica dos registros não se extinguisse com o tempo. O papel também vem sendo utilizado para contar a história da humanidade. Tem como origem mais remota o papiro – planta nativa dos pântanos egípcios, que provavelmente começou a ser utilizada para gravações três milênios antes de Cristo.
  • Telégrafo

    Telégrafo
    O telégrafo é um sistema concebido para transmitir mensagens de um ponto para outro em grandes distâncias, utilizando códigos para a rápida e confiável transmissão. As mensagens eram transmitidas através de um sistema composto por fios.
  • Telefone

    Telefone
  • Mimeógrafo

    Mimeógrafo
    Os mais novos podem não se lembrar ou sequer ter tido contato com o mimeógrafo, mas as gerações passadas certamente se lembram da máquina e do tradicional cheirinho de álcool que ela deixava nas folhas, permeando salas de aula em dias de provas, trabalhos e outras atividades. Antes da fotocopiadora se popularizar, o sistema de cópia mais comum nas escolas era o mimeógrafo.
  • Rádio

    Rádio
    O rádio é a união de três tecnologias, a telegrafia, o telefone sem fio e as ondas de transmissão.
    A primeira transmissão de rádio foi um evento esportivo e ocorreu durante a regata de Kingstown para o jornal de Dublin. Em 1901, Marconi recebe o Prêmio Nobel de Física.
  • Clipe

    Clipe
    A invenção do clipe moderno é, com frequência, atribuída ao inventor norueguês Johan Vaaler, em 1899, que fez um impacto tão grande no país que durante a Segunda Guerra Mundial muitos do país colocavam clipes em suas lapelas como um símbolo de solidariedade contra os nazistas. É por isso que há uma estátua de 23 m de um clipe de papel na Noruega.
  • Televisão

    Televisão
    O principal meio de comunicação criado no século XX foi a televisão. ... A criação da televisão remete às pesquisas realizadas por John L. Baird, que em 1920 uniu componentes eletrônicos que haviam acabado de ser produzidos em várias partes do mundo e montou o primeiro protótipo de televisão.
  • Retroprojetor

    Retroprojetor
    O aparelho retroprojetor tem um histórico marcado por intensas mudanças políticas, econômicas e sociais que impulsionaram grandes avanços tecnológicos.
    O século XX foi marcado por inúmeras inovações científicas. A explosão capitalista e a industrialização impulsionaram o desenvolvimento tecnológico em diversos países.
  • Fotocopiadora

    Fotocopiadora
    A máquina fotocopiadora foi inventada a 22 de outubro de 1938, em Astoria, nos Estados Unidos da América, por John Chester Carlson, um advogado que dedicava o seu tempo livre a investigar e inventar coisas.
  • Máquina de Turing

    Máquina de Turing
    Alan Turing foi um incrível matemático, lógico e criptoanalista, cujos estudos e projetos se tornaram base para a tecnologia atual. É neste momento que muitos podem estar pensando: “Mas afinal de contas, o que esse cientista inventou de tão importante?”. A resposta deve estar, literalmente, na sua frente: ele é o motivo de você estar usando um computador neste momento.
  • Computador

    Computador
    A Segunda Guerra Mundial foi um grande incentivo no desenvolvimento de computadores, visto que as máquinas estavam se tornando mais úteis em tarefas de desencriptação de mensagens inimigas e criação de novas armas mais inteligentes.
  • Internet

    Internet
    A internet foi criada em 1969, nos Estados Unidos. Chamada de Arpanet, tinha como função interligar laboratórios de pesquisa. Naquele ano, um professor da Universidade da Califórnia passou para um amigo em Stanford o primeiro e-mail da história.
  • Painel Eletrônico

    Painel Eletrônico
    A entrada do meia brasileiro Leonardo no lugar de Giovanni foi marcada pela estreia em Mundiais da placa eletrônica de substituição. Uma inovação à época. E o mais importante: criação de Eduardo(Cearense). “Aí, tornei-me conhecido no mundo todo”. O empresário teve a ideia de criar as placas enquanto assistia a um jogo e notou a dificuldade de se usar as plaquetas antigas, geralmente de madeira.
  • Lousa Digital

    Lousa Digital
    A interação com a lousa digital se dá por meio do toque com os dedos, e em alguns modelos, o uso de canetas especiais, utilizadas especificamente para este fim (funcionamento digital). As informações são digitalizadas, ou na escolha de ícones e botões de comando, ações específicas são realizadas. O teclado é virtual, acionado por comando é gerado um teclado digital onde se dá a digitação das informações que se quer registrar.
  • Interfaces Cérebro-computador

    Interfaces Cérebro-computador
    A comunicação por impulsos elétricos entre o cérebro humano e as máquinas eletrônicas é chamada de interface cérebro-computador, do inglês Brain Computer Interface (BCI).
    A interface cérebro-computador consiste na comunicação direta entre o cérebro humano e um dispositivo externo. Geralmente, as BCIs focam em assistir, aumentar ou reparar funções motoras ou cognitivas dos seres humanos.