Romantismo na Literatura.

  • Romantismo

    Romantismo
    Movimento cultural que surgiu inicialmente na Grã-Bretanha e na Alemanha, como reação ao culto da razão do iluminismo, um pouco mais tarde na França sendo mais precisamente a partir da Revolução Francesa em 1789, que o movimento ganhou proporções revolucionárias.
  • William Blake

    William Blake
    Cantos e Inocência.
    O marco da literatura romântica, considerado uma das principais obras.
  • William Wordsworth

    William Wordsworth
    Foi o maior poeta romântico inglês que, ao lado de Samuel Taylor Coleridge, ajudou a lançar o romantismo na literatura inglesa com a publicação conjunta, em 1798, das Lyrical Ballads (“Baladas Líricas”).
  • Johann Wolfgang Von Goethe

    Johann Wolfgang Von Goethe
    Sua grande obra foi o poema Fausto, escrito em 1806. Baseada numa lenda, esta obra relata a vida de Dr. Fausto, que vendeu a alma para o diabo em troca de prazeres terrenos, riqueza e poderes ilimitados.
  • George Gordon Byron.

    George Gordon Byron.
    “Horas de lazer”, escrito em 1807.
    Entre outras diversas poesias é considerado, na literatura inglesa, um gênio poético e um dos principais representantes do romantismo inglês. Seus poemas são carregados de inspiração exaltada, crítica social, impetuosa e violenta. Apresentam temas ligados à tristeza humana e melancolia.
  • Romantismo no Brasil

    Romantismo no Brasil
    A independência do Brasil tem a coincidência com a chegada do Romantismo, após alguns anos depois da chegada da família real ao Brasil que teve influência com a nova arte, ou estilo chamado Romantismo.
  • Almeida Garrett

    Almeida Garrett
    Um dos maiores representantes da primeira geração romântica portuguesa.
    Outras obras Dona Branca (1826); Lírica de João Mínimo (1829); Flores sem fruto (1845); Folhas caídas (1853). Prosa: Viagens na minha terra (1843-1845); O Arco de Santana (1845-50).
    Teatro: Catão (1822); Mérope (1841); Um Auto de Gil Vicente (1842); O alfageme de Santarém (1842); Frei Luís de Sousa (1844); D. Filipa de Vilhena (1846).
  • Alexandre Herculano

    Alexandre Herculano
    Primeira geração romântica portuguesa.
    Obras: Polêmicas e ensaios: A voz do profeta (1836); Eu e o clero (1850); A ciência arábico-acadêmica (1851); Estudos sobre o casamento civil (1866); Opúsculos (10 volumes, 1873 – 1908).
    Historiografia: História de Portugal (1846-1853); História da origem e estabelecimento da Inquisição em Portugal (1854-1859). Poesia: A harpa do crente (1838). Prosa de ficção: Eurico, o presbítero (1844); O monge de Cister (1848); Lendas e narrativas (1851); O bobo 1878 p
  • Período Romântico no Brasil.

    Período Romântico no Brasil.
    O Romantismo no Brasil teve como marco fundador a publicação do livro de poemas "Suspiros poéticos e saudades", de Domingos José Gonçalves de Magalhães.
  • Gonçalves Dias

    Gonçalves Dias
    A primeira geração (nacionalista–indianista) era voltada para a natureza, o regresso ao passado histórico e ao medievalismo. Cria um herói nacional na figura do índio, de onde surgiu a denominação de geração indianista, sendo Gonçalves Dias o mais significativo poeta romântico brasileiro.
  • Manuel Antônio Álvares de Azevedo. Lira dos vinte anos.

    Manuel Antônio Álvares de Azevedo. Lira dos vinte anos.
    Segunda geração, conhecida como Mal do século, Byroniana ou fase ultra-romântica, retratando os temas amorosos levados ao extremo e as poesias são marcadas por um profundo pessimismo, valorização da morte, tristeza e uma visão decadente da vida e da sociedade. Muitos escritores deste período morreram ainda jovens.
  • Camilo Castelo Branco.

    Camilo Castelo Branco.
    Maior representante da segunda geração romântica portuguesa. Obra Carlota Ângela.
    Outras obras Amor de perdição (1862); Coração, cabeça e estômago (1862); Amor de salvação (1864); A queda dum anjo (1866); A doida do Candal (1867); Novelas do Minho (1875-77); Eusébio Macário (1879); A corja (1880); A brasileira de Prazins (1882)
  • Victor Marie Hugo

    Victor Marie Hugo
    Os miseráveis - Principal obra romântica da França.
  • Júlio Diniz.

    Júlio Diniz.
    Obra: Romance -As pupilas do senhor reitor.
    Maior representante da terceira geração romântica portuguesa.
    Outras obras Uma família inglesa (1868); A morgadinha dos canaviais (1868); Os fidalgos da casa mourisca (1871). Conto: Serões da província (1870).
    Poesia: Poesias (1873) Teatro: Teatro inédito (3 vol. – 1946-47)
  • Castro Alves

    Castro Alves
    Na terceira geração, conhecida como geração condoreira, poesia social ou hugoana. textos marcados por crítica social. Castro Alves, o maior representante desta fase, criticou de forma direta a escravidão no poema Navio Negreiro.