História da Geometria (a.C)

  • 190

    a.C – Provável data dos trabalhos de Ptolomeu.

    Erro, pois assumia que paralelismo acarreta na congruência de duas figuras. O principal argumento de Ptolomeu era que se uma reta intercepta um segunda reta, também interceptará todas as retas paralelas a esta segunda. Essa afirmação é válida apenas na Geometria Euclidiana.
  • 194

    a.C – Eratóstenes

    Foi Eratóstenes (276-196 a.C.), outro sábio de Alexandria, quem fez o cálculo do raio da Terra mais célebre da antiguidade.
  • 287

    a.C – Arquimedes

    Durante a Segunda Guerra Púnica, a cidade deSiracusa se viu envolvida na luta entre Roma e Cartago. Tendo-se associado a essa última.Arquimedes inventou engenhosas máquinas de guerra para conservar o inimigo à distância: catapultas para lançar pedras; cordas, polias e ganchos para levantar e espatifar os navios romanos; invenções para queimar os navios. Por fim, no entanto, Siracusa caiu. Durante o saque da cidade Arquimedes foi morto por um soldado romano.
  • 322

    a.C – Morte de Aristóteles.

    Já Aristóteles foi o homem mais erudito de todos os tempos. Sua morte, em geral, é considerada como o marco do fim do primeiro grande período, a Idade Helênica, na história da civilização grega. Aristóteles, como Eudoxo, foi discípulo de Platão e, como Menaecmus, mestre de Alexandre, o Grande. Aristóteles era antes de tudo um filósofo e biólogo, mas também estava completamente a par das atividades dos matemáticos.
  • 325

    a.C – Euclides escreve "Os Elementos".

    Os elementos estão divididos em treze
    livros ou capítulos, dos quais os seis
    primeiros são sobre geometria elementar.
    Já os três seguintes tratam sobre a teoria
    dos números; o Livro X é sobre os
    incomensuráveis e os três últimos versam
    principalmente sobre geometria no espaço.
    Eles não só constituem a mais antiga e
    importante obra matemática grega a chegar
    até nós, mas o texto mais influente de todos
    os tempos.
  • 334

    a.C – Fund. de Alexandria

    Os Egípcios acolheram Alexandre com entusiasmo. Viam nele mais do que um conquistador, um libertador que aparecia para pôr fim ao duríssimo domínio persa. Por seu lado, Alexandre, como prova de respeito para com a civilização egípcia, dirigiu-se ao oásis de Siwa para receber do deus Ámom-Rá a consagração como faraó legítimo.
  • 370

    a.C – Trabalhos de Eudóxo

    Trabalhos sobre proporções, incomensuráveis e exaustão (limites).
  • 380

    a.C – Platão

    Na geometria ele
    defendia a causa da matemática pura
    contra a visão materialista do artesão ou
    técnico.
  • 400

    a.C – Sócrates

    filósofo.
  • 540

    a.C – Pitágoras

    Pitágoras de Gamos é uma figura
    pouco menos discutida que Tales. Pitágoras
    era um profeta e um místico, nascido em
    Gamos, não longe de Mileto. Durante suas
    peregrinações ele evidentemente absorveu
    não só informação matemática e
    astronômica como também muitas ideias
    religiosas. Pitágoras, aliás, praticamente foi
    4
    contemporâneo de Buda, Confúcio e Lao-
    Tse.
    Ao retornar ao mundo grego, Pitágoras
    fixou-se em Crotona na costa sudeste do
    que agora é Itália, mas era então chamada
    Magna Grécia. Lá ele
  • Jan 1, 600

    a.C – Tales de Mileto

    Tales era considerado um homem de
    rara inteligência (o primeiro dos Sete
    Sábios), era considerado um “discípulo dos
    egípcios e caldeus” e frequentemente
    saudado como primeiro matemático
    verdadeiro – originador da organização
    dedutiva da geometria.