Dispositivos de armazenamento

Timeline created by José Antunes
In History
  • Tear de Jackard

    Tear de Jackard
    O tear de Jackard podia utilizar vários padrões de cartões perfurados criando vários tipos de armazenamento de dados, originando assim diferentes padrões de saída do material produzido.
    Nascia assim um protótipo de armazenamento de dados.
  • Máquina Tabuladora

    Máquina Tabuladora
    Herman Hollerith, desenvolveu também um sistema de cartões perfurados, mas elétricos, baseados na lógica de Boole.
  • Tambor Magnético

    Tambor Magnético
    Inventado por Gustav Tauschek na Austria, foi amplamente utilizado nas décadas 1950 a 1960.
    Era um cilindro de metal,coberto com um material magnético que rodava a uma velocidade constante entre as 600 e as 6000 RPM.
    Os dados eram armazenados em faixas paralelas na superfície do tambor.
  • Tubo de Williams

    Tubo de Williams
    Funcionava exibindo uma grelha de pontos num tubo de raios catódicos (CRT).
    Como o feixe de electrão é essencialmente livre de inércia e pode ser movido para qualquer lugar do "ecrã", tornou-se assim numa memória de acesso aleatório.
  • Delay line memory

    Delay line memory
    Em vez de armazenar dados em bits individuais, eles eram compactados em ondas sonoras e enviados através de um meio que os atrasava (inicialmente mercúrio, depois outras substâncias e finalmente, fios).
    Na outra extremidade, eles eram novamente electrizados, processados e depois enviados de volta através do tubo num loop contínuo.
  • Fitas Magnéticas

    Fitas Magnéticas
    Foi utilizada no IBM 726, foi o primeiro sistema de fitas de alta velocidade com aproximadamente 1,27 cm de largura, a fita magnética revestida de óxido, podia ler ou gravar a uma taxa de 12.500 dígitos por segundo, tinha ainda uma capacidade superior de 2 milhões de dígitos por fita.
  • Primeiro disco Rigido

    Primeiro disco Rigido
    O primeiro disco rígido foi construído pela IBM em 1956, foi chamado de 305 RAMAC (RANDOM ACESS METHOD OF ACCOUNTING AND CONTROL) era formado por cinquenta discos magnéticos contendo 50 000 sectores, sendo que cada um suportava cem caracteres alfanuméricos ,totalizando uma capacidade de 5 megabytes.
    O Ramac foi projectado para superar as limitações dos cartões que se danificavam facilmente e das fitas que não podiam ser cessadas aleatoriamente.
  • O primeiro disco removível

    O primeiro disco removível
    O IBM 1311 Disk Storage Drive conseguiu um armazenamento para 2 milhões de caracteres.
    Era um pacote intercambiável contendo, seis discos de 35,56 cm de diâmetro numa altura de 10 cm.
    Alguns analistas acreditam que o pacote de disco removível levou a uma nova fase de armazenamento em disco.
  • A introdução do chip TROS

    A introdução do chip TROS
    O módulo TROS (Transformer Read only Storage) funcionava com transformadores e pulsos de corrente, possuía 60 transformadores e 256 linhas de acionamento.
    Usava um amontoado de folhas Mylar para armazenar 15.360 bits, equivalente a 1920 bytes.
  • Primeiro drive de disquetes flexíveis

    Primeiro drive de disquetes flexíveis
    Chamado de Minnow, possuía discos só de leitura que faziam download de micro código, no controlador do recurso de acesso directo "Merlin" (IBM 3330).
    Era uma unidade de disquete de 20,32 cm e 80 kilobytes somente de leitura.
    Ao contrário dos discos rígidos, era possível ser mais facilmente transportada.
  • Primeiro cartão de crédito

    Primeiro cartão de crédito
    Lançado pela IBM, era aplicada uma corrente eléctrica no verso para definir a tarja preta magnetizada. A partir daí, são formados pequenos pontos invisíveis polarizados (pólo positivo e negativo) resultando em ímãs. Todos os dados do cartão são divididos em 3 faixas, no qual possuem diferentes densidades e codificações de bits.
  • O primeiro winchester

    O primeiro winchester
    A IBM lançou o modelo 3340 winchester, com dois pratos de 30 megabytes e com um tempo de acesso de 30 milissegundos.
    Assim criou-se o termo 30/30 winchester (uma referência à espingarda winchester 30/30.
    Este módulo oferecia mais flexibilidade e confiabilidade, do que qualquer outra unidade de armazenamento em disco.
  • IBM 3850

    IBM 3850
    O IBM 3850 Mass Storage System (MSS), eram cartuchos de dados cilíndricos, com 6 cm de diâmetro e 11 cm de comprimento, cada um continha um carreto de fita com 19,55 cm de comprimento, onde eram guardados os dados.
    Podia estar localizado até 60,96 metros do computador central, o recurso de armazenamento servia como biblioteca de empréstimo do sistema, transferindo os seus dados para a unidade de disco.
  • Laser Disc

    Laser Disc
    O colossal laser Disc usava tecnologia de video analógico.
    Tinha dois lados de gravação, para não ser necessário parar para trocar o lado a ler dos dados armazenados.
    Teve três formatos básicos o, CAV, CLV e o CAA, este último pouco utilizado por ser uma versão muito cara.
  • Diskette de alta densidade

    Diskette  de alta densidade
    Era conhecida como diskette de alta densidade.
    Tinha uma capacidade de armazenamento com 80 Kilobytes e 21 cm de comprimento.
    Em 1986 a IBM, lançou a diskette 3 com 1,27 cm e 1,44 Megabytes de armazenamento.
    Esta capacidade pode parecer muito pouco agora, mas na época era difícil imaginar precisar de mais espaço do que isto.
  • DVD

    DVD
    Como padrão, os DVDs possuem a capacidade de armazenar 4,7 GB de dados (capacidade nominal), enquanto que um CD armazena, em média, 700 MB.
    O tamanho máximo de arquivo varia conforme o tipo de gravação que pode ser UDF, ISO ou DVD-video.
  • Pen drive

    Pen drive
    PEN DRIVE ou memória USB FLASH DRIVE é um dispositivo de memória constituído por memória flash(EEPROM), capaz de fazer a gravação de dados com uma ligação usb, podendo-se transportar facilmente a informação no bolso de um dispositivo para outro.
    As capacidades actuais podem alcançar os terabytes, com velocidades de 30 Mb/s para leitura e gravação, podendo variar com a marca e modelo.
  • IBM Microdrive

    IBM Microdrive
    Microdrive (MD) é uma marca para um disco rígido de 2,54 cm em miniatura concebido para caber num slot Tipo II CompactFlash (CF).
    Um de seus pontos negativos era ser muito sensível a vibrações mais do que qualquer outro dispositivo de estado sólido, pois possuíam um grande número de componentes mecânicos.
  • SERIAL ATA

    SERIAL ATA
    Serai Ata,Sata ou S-TA é uma tecnologia de armazenamento de dados que veio substituir a tradicional interface PATA,ATA ou IDE.
  • Blu Ray

    Blu Ray
    Blu Ray tem uma capacidade de armazenamento que varia de 25 GB (camada simples) a 50 GB(camada dupla) com velocidade de 82 Mb/s.
    Foi aplicada a linguagem java para aplicar menus interactivos em discos Blu-ray, em oposição ao método usado em DVD - video, que utiliza segmentos MPEG.
  • Solid State Drive

    Solid State Drive
    É um dispositivo sem partes móveis (SSD), para armazenamento não volátil de dados digitais, tipicamente memória NAND FLASH e mais rápido que os seus antecessores.
    É mais seguro por não conter partes móveis, resiste melhor a choques, quedas, aquece menos, deixa o computador mais rápido na leitura de dados e é ideal para a edição de imagens e video.
  • SOLID STATE HYBRID DRIVES

    SOLID STATE HYBRID DRIVES
    A Seagate introduziu uma nova categoria de dispositivos de armazenamento que combina a tecnologia SSD com a tecnologia dos discos rígidos tradicionais.
    Ficou conhecido como unidade de estado sólido hibrida .
    Combina o antigo e o novo para disponibilizar uma alta performance.
  • Google Drive

    Google Drive
    O armazenamento de dados é feito em serviços que poderão ser acedidos em qualquer lugar do mundo, a qualquer hora, não havendo necessidade de instalação de programas ou de armazenar dados.
    Hoje existem mais de 20000 aplicativos na nuvem disponíveis.
    O computador tornou -se apenas um chip ligado à Internet.
  • Linear Pape - Open

    Linear Pape - Open
    É uma tecnologia de armazenamento de dados em fita magnética, versão mais recente, LTO - 8, foi lançada em 2017 e pode armazenar 12 TB.
    É amplamente utilizada para backups, disponível nos modelos de cartuchos regraváveis e Write once - read -many (WORM).
  • SSD Portátil T7 Touch

    SSD Portátil T7 Touch
    Sucessor do T5 C consegue transferir ficheiros grandes em apenas alguns segundos.
    A tecnologia embutida PCIe NVMe com velocidade de leitura e escrita sequencial de até 1,050 MB/s, torna o T7 quase duas vezes mais rápido que o T5.
    Tem ainda a vantagem de proteger os dados de uma queda até dois metros, devido ao seu revestimento metálico que envolve o hardware.