Evolução dos Processadores

  • Intel 4004

    Intel 4004
    Desenvolvido para ser usado em calculadoras, “CPU operava com o clock máximo de 740 quilohertz (kHz) e podia calcular até 92 mil instruções por segundo, ou seja, cada instrução gastava cerca de 11 microssegundos”.
  • Intel 8080

    Intel 8080
    O processador 8080 tinha o desempenho seis vezes maior que o anterior (4004) com um clock de 2 megahertz (MHz), rodava um programa da Microsoft chamado Basic, possuía apenas led’s. além de 16 kilobytes (kB) de memória Rom onde ficava o sistema, possuía 4 kB de memória Ram, os controlos eram através de botões, possuía drive de disquete 8” com capacidade de 250 kB.
  • Intel 8086

    Intel 8086
    O primeiro processador feito pela Intel para ser usado com os PC’s. Ele contava com um barramento de dados interno e externo de 16bits e foi este o motivo de não ter sido o processador mais utilizado. Inicialmente ele foi distribuído em versões de 4,77 MHz. Vieram as versões turbinadas com 8 e 10 MHz.
  • Intel 286

    Intel 286
    Este é o único exemplar da segunda geração de processadores, sendo que a sua chegada teve a finalidade de ocupar o lugar dos processadores da primeira geração.
  • AMD 286A

    AMD 286A
    286Afoi um dos primeiros processadores da AMD, não representando grande avanço tecnológico, porém tinha alguns recursos interessantes, no qual entre eles pode-se destacar o emulador SEM e a habilidade de sair do modo de proteção, funções estas que o Intel 286 não possuía.
  • intel 386

    intel 386
    Foi a primeira versão de processador totalmente de 32 bits, ou seja, ele operava tanto internamente quanto externamente a 32 bits.
  • AMD 386

    AMD 386
    Esta versão do processador nada mais era que o antigo 286 com algumas modificações e melhorias, possuindo suporte de 32 bits, tem uma frequência máxima de 40 MHz. A AMD fez duas versões desse produto, uma com o novo suporte de 32 bits e outra apenas com o antigo 16 bits.
  • Intel 486

    Intel 486
    Este processador apresentava poucas inovações em relação ao processador 386, sendo considerado uma grande novidade a implementação de algumas técnicas RISC. Outra novidade foi a multiplicação de clock’s internos.
  • AMD 486

    AMD 486
    Este processador vinha com coprocessador matemático integrado. Esta versão foi considerada a percursora do início da popularidade da AMD.
  • Intel Pentium MMX

    Intel Pentium MMX
    Com a tecnologia MMX os computadores iniciam um novo nível de performance de multimédia, ganhando-se em som vívido, cores ricas, rendimento 3D realístico, animação suave e vídeo.
  • Intel Pentium Pro

    Intel Pentium Pro
    Foi introduzido no mercado com a intenção de ser um processador voltado ao mercado de alto desempenho e não como um concorrente direto do Pentium Original. Foi o primeiro processador a possuir na sua arquitetura um núcleo RISC, o que alterou radicalmente a forma como as instruções são executadas, tendo como resultado o aumento de aproximadamente 50% na sua performance em comparação a um Pentium com mesmo clock.
  • AMD 586

    AMD 586
    O Processador 586 que nada mais era que um 486 em sua versão melhorada com bus interno de 133 MHz, porém não foi bem aceito entre os consumidores, passando quase que despercebido.
  • AMD K5

    AMD K5
    Este processador era mais rápido que o Pentium de mesmo clock, porém a AMD não conseguia fazer versões com velocidades superiores a 116MHz, o que tornou-se um problema para a empresa que via o Pentium chegar a 150MHz com facilidade.
  • Intel Pentium II

    Intel Pentium II
    O Pentium II, lançado nas velocidades de 300, 266 e 233 MHz combinando as avançadas tecnologias do Processador Pentium Pro com os recursos da tecnologia de aperfeiçoamento de meios electrónicos MMX.
  • AMD K6

    AMD K6
    O processador K6 possuía tecnologia MMX com velocidade de 166, 200 e 233 MHz. Durante um mês todos os testes mostravam o K6 como o mais rápido do mercado.
  • Intel Celeron

    Intel Celeron
    Este processador nada mais era que o Pentium II com menos recursos. Não possuía cache integrado, a BUS (barramento) rodava a apenas 66MHz e era mais lento que o Pentium II na comparação do mesmo clock, contando com velocidades de 266MHz a 366MHz.
  • AMD K6 II

    AMD K6 II
    O processador K6 2 vinha com velocidades de 266 a 550 MHz. A AMD decidiu que deveria fazer algumas melhorias na sua tecnologia de Floating PointUnit(FPU) e na versão da MMX
  • Intel Pentium III

    Intel Pentium III
    Contendo a mesma arquitetura do Pentium Pro, as primeiras versões produzidas foram muito parecidas com o Pentium II, porém com instruções Double Precision Streaming SIMD Extensions (SSE). Este processador foi considerado o carro chefe da Intel durante um considerável tempo, porém, após algum tempo começou a ser definitivamente substituído pelo Pentium 4.
  • AMD K6 III

    AMD K6 III
    O processador K6 3 não apresentava muita diferença em relação ao K6 2, tendo apenas o novo on-die cache. Esse processador foi o ponto alto da AMD por algum tempo, porém a AMD continuava a ter problemas na produção dos seus processadores, sendo que em diversas vezes muitas peças produzidas eram descartadas por não apresentarem a qualidade desejada, a apresentar sempre algum erro de produção.
  • Intel Pentium 4

    Intel Pentium 4
    Este processador apesar de usar um novo nome, usa a mesma estrutura interna do seu antecessor, o Pentium III, com apenas algumas modificações capazes de torna-lo mais rápido. Este processador, roda com bus de 400MHz (que na verdade é 100MHz x 4) e possui velocidades de 1.3 a 1.5GHz.
  • AMD Duron

    AMD Duron
    O Duron tinha como alvo um mercado diferente. A AMD queria controlar ambos os mercados de alto e baixo custo. Enquanto o Tbird dava conta do mercado de alto custo, o Duron foi a solução para o mercado de baixo custo.
  • AMD Senprom

    AMD Senprom
    É uma série de processadores de baixo custo produzidos pela AMD. Disponível para socket A (462 pinos), 754 (a AMD ativou as instruções 64 bits do Sempron para socket 754 somente depois de algum tempo) e AM2. A princípio veio a substituir os Duron.
  • AMD K7/Athlon

    AMD K7/Athlon
    O Athlon, era imbatível em qualquer comparação com o Pentium III. Usando também o novo formato de slot, o Athlon tinha apenas um problema: aquecia muito, já que usava o antigo processo de produção de 0.25 micron. Isso evitou que muitos consumidores o comprassem, tendo em vista que o Pentium III produzia menos calor.
  • AMD Athlon XP

    AMD Athlon XP
    A terceira versão do Athlon, conhecida como Palomina foi a primeira a incluir todas as instruções SSE do Intel Pentium III assim como as instruções da AMD 3DNow Professional, sendo lançado em velocidades entre 1333 e 1533 MHz.
  • AMD Athlon 64

    AMD Athlon 64
    Também conhecido como Hammer ou K8 o Athlon 64 foi lançado no ano de 2003, introduzindo o processamento de 64 bits para computadores de mesa, mantendo a compatibilidade com programas x86 de 32 bits.
  • Intel Pentium D

    Intel Pentium D
    Foi produzido num Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Israel no ano de 2005 durante o fórum de desenvolvedores da Intel. O Pentium D consiste em dois Pentium 4 em um único encapsulamento, sendo assim dois núcleos fundidos em um único núcleo.
  • AMD Phenon

    AMD Phenon
    Esta série baseada na arquitetura K10, voltada para desktops, com versões de 3 núcleos (codinome Toliman), que pertencem a série Phenom 8000 e versões de 4 núcleos na série Phenom 9000. A AMD considera os Phenom X4 os primeiros quad core reais, já que esses processadores possuem um núcleo monolítico (todos os núcleos estão no mesmo die).
  • Intel Core i3

    Intel Core i3
    Intel Core i3 é o nome da nova família de processadores da Intel, destinado a Desktops x86-64 que aborda a utilização da microarquitectura Nehalem da Intel. Concebido no mesmo ano que o processador Core i5, o processador Core i3 é o processador de menor poder de processamento se comparado aos seus irmãos Core i7 e Core i5, da família Nehalem. e.
  • Intel Core i5

    Intel Core i5
    Intel costumava dividir a marca Core i5 em duas linhas diferentes, uma com dois núcleos e outra com 4 núcleos. E isso, nem precisa dizer, era ridiculamente confuso para o consumidor.
    Felizmente esse comportamento terminou (por agora). Todos os processadores Sandy Bridge (socket 1155) da série Core i5 são de 4 núcleos, e todos cont^`em o Turbo Boost, mas NÃO apresentam a tecnologia Hyper-Threading.
  • Intel Core i7

    Intel Core i7
    Estes processadores são virtualmente idênticos ao Core i5. Apresentam um clock de 3.4 GHz, 100 MHz a mais que os 3.3GHz do Core i5, que na maioria dos casos é irrelevante. A verdadeira diferença é a adição da tecnologia hyper-threading no Core i7, significando que este processador apareça como um de 8 núcleos no Windows.
  • AMD Bulldozer

    AMD Bulldozer
    O AMD Bulldozer é uma microarquitectura usada pela AMD nos seus microprocessadores a partir de 2011. Esta arquitetura é completamente diferente da arquitetura AMD64 que a AMD vem usando desde o lançamento do primeiro processador Athlon 64 em 2003. Bulldozer é, assim, o nome código da arquitetura, não de um processador específico.