Logo sbprp cor horz 01 01

Sociedade Brasileira de Psicanálise de Ribeirão Preto: Linha do Tempo

By sbprp
  • Primórdios da Psicanálise em Ribeirão Preto

    Primórdios da Psicanálise em Ribeirão Preto
    A divulgação da Psicanálise em Ribeirão Preto iniciou-se com a criação da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP (FMRP-USP), sob a direção do Prof. Dr. Zeferino Vaz, grande admirador das idéias psicanalíticas que vinham sendo divulgadas por Dr. Durval Marcondes e pela Sra. Virgínia Bicudo, ambos pioneiros da Psicanálise em São Paulo e no Brasil.
  • Abrindo caminhos

    Abrindo caminhos
    Dr. Davanzo contactou profissionais da SBPSP (primeira Instituição Psicanalítica da América Latina, reconhecida pela IPA) dentre eles Dr. Durval Marcondes. Seus primeiros assistentes, Dr. David Azoubel Neto, Dra. Lenise L. Azoubel e Dra. Maria da Conceição da Costa, estão entre os primeiros psicanalistas da cidade. Pôde contar com a colaboração do Dr. Luiz Toledo, psiquiatra que abriu as portas de seu hospital para o treinamento de estudantes
  • Nascendo o curso de Psicologia (FFCLRP-USP)

    Nascendo o curso de Psicologia (FFCLRP-USP)
    Em 1964 foi criada a Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto da USP pelo professor belga Dr. Lucien Lison (docente da FMRP-USP), tendo início o curso de Psicologia, onde se formaram vários de nossos membros.
  • Primeiros brotos da Psicanálise (1966/1972)

    Primeiros brotos da Psicanálise (1966/1972)
    Dentre as pessoas que contribuíram de forma relevante para a divulgação da Psicanálise em RP está a Dra. Hona Mantovani (primeira candidata de RP em formação no IP da SBPSP; de 1963 a 1966), que desenvolveu suas atividades no Departamento de Psiquiatria e Psicologia Médica da FMRP-USP. Em 1972, Dr. José Américo Junqueira de Mattos, em formação na SBPSP mudou-se para RP e a cidade passou a contar com atendimento analítico sistemático de até 4 sessões semanais
  • Criação do departamento de Neuropsiquiatria e Psicologia Médica

    Criação do departamento de Neuropsiquiatria e Psicologia Médica
    Dr. Zeferino Vaz criou o Departamento de Neuropsiquiatria e Psicologia Médica, cabendo aos doutores chilenos Sérgio Rodrigues Gonzales e Hernán Davanzo Corte as primeiras chefias do Departamento.
    Jornal USP - artigo: USP é pioneira na criação do Departamento de Psicologia Médica.
  • Primeiros Encontros

    [De 1972 a 1980]
    Dr. José Américo Junqueira de Mattos, Dra. Suad H. Andrade, Dr. David Azoubel Neto, Dra. Lenise L. Azoubel e Dra. Maria da Conceição R. da Costa, todos provindos da SBPSP, constituíram o primeiro grupo a desenvolver um estudo sistemático de Psicanálise em Ribeirão Preto, reunindo-se semanalmente nas casas dos participantes. Mais tarde Dr. Luiz Antônio Bocchino de Toledo, Dra. Theodolinda M. Stocche e Dr. Gilberto Mestriner juntaram-se a eles.
  • Iniciando a “Jornada”

    [De 1980 a 1990]
    Esse período foi muito rico em relação a troca de conhecimentos entre os Psicanalistas de Ribeirão Preto e de outras cidades. Alguns psicanalistas passaram a coordenar grupos de estudos com psicólogos e psiquiatras focando as obras de Freud, Klein e Bion.
  • Fundação do Núcleo de Psicanálise de Ribeirão Preto (NPRP)

    Fundação do Núcleo de Psicanálise de Ribeirão Preto (NPRP)
    Fundado oficialmente o Núcleo de Psicanálise de Ribeirão Preto (NPRP), em 21 de setembro de 1984, contando inicialmente com 11 participantes. Sua primeira diretoria teve como presidente o Dr. David Azoubel Neto, como vice-presidente o Dr. Luiz Antônio Bocchino de Toledo, como secretária a Dra. Lenise L. Azoubel e como tesoureira a Sra. Suad H. Andrade.
  • Primeiro evento: "A Difusão da Psicanálise"

    Primeiro evento: "A Difusão da Psicanálise"
    Em setembro deste ano, foi promovida pelo Núcleo (NPRP) sua primeira jornada: “A Difusão da Psicanálise”.
  • Primeiras Publicações

    Primeiras Publicações
    Editados respectivamente, em 1990 e 1991, o primeiro número do Jornal de Psicanálise do Núcleo dos Psicanalistas de Ribeirão Preto e o Boletim Informativo, ambos de circulação regional.
  • Site Visiting Committee da IPA

    Site Visiting Committee da IPA
    Em 26 e 27 de junho deste ano ocorreu a visita do Site Visiting Committee da IPA, composto pela Dra. Jacqueline Amati Mehler (chairperson deste Committee, secretária-geral da IPA e membro da Associazione Italiana di Psicoanalisi) e do Dr. Moisés Lemlij (vice-presidente da IPA para a América Latina e membro da Sociedad Peruana de Psicoanálisis).
  • Grupo De Estudos De Psicanálise De Ribeirão Preto

    Grupo De Estudos De Psicanálise De Ribeirão Preto
    O grupo de psicanalistas de Ribeirão Preto foi aprovado e reconhecido como Grupo de Estudos (GEPRP) pelo Executive Council da IPA, durante o XXXVIII Congresso Internacional de Psicanálise, realizado em Amsterdã, de 25 a 30 de julho de 1993.
    “A passagem para Grupo de Estudos foi algo inovador, pois não havia Sociedades de Psicanálise no interior, só nas capitais. Ribeirão era então um caso único!” (Dra. Suad H. Andrade).
  • GERP - Revisitando a História (Fundadores)

    GERP - Revisitando a História (Fundadores)
    Junqueira: Quando eu vim pra cá e a Suad veio também, nós formávamos um grupo de cinco (...), que se reuniam semanalmente para estudar (...). Mas a chegada dos sponsors foi uma clivagem muito grande.
    Suad: Isso é o peso da construção de uma Instituição. Termos conseguido fazer isso em Ribeirão foi um privilégio e continua sendo.
    Conceição: (...) Nós passamos por essa experiência deliciosa e traumática porque não estávamos preparados para ter uma Instituição.
  • Primeira Sede

    Primeira Sede
    Como GEPRP, uma sede se fez necessária. Foi inaugurada oficialmente em 12/11/1994. Uma pequena e acolhedora casa, situada à Rua Jácomo Toneto,176.
    “Essa primeira sede sempre me fez pensar na primeira casa de um casal, que tem aquela casa pequenininha, alugada e que mais tarde conseguem ir para uma casa própria. Essa casa era um aconchego maravilhoso!” (Assis)
    “O Dr. Moisés dizia da importância de termos uma sede. Isso trazia uma espécie de selo de identidade pra gente” (Dr. Junqueira)
  • “Ultrapassando as Fronteiras”

    Em fevereiro de 1995, foi criado o Boletim Informativo (posteriormente denominado “Intercâmbio”) publicado regularmente e distribuído para os membros do GEPRP, para os Grupos e Sociedades Brasileiras, da América Latina e da Europa Central divulgando serviços e eventos da instituição. (Foto do Boletim)