Campus Bilíngue Palhoça

  • Reconhecimento da linguagem brasileira de sinal pelo Campus

    " Os documentos analisados do NEPES permitem-nos considerar que o reconhecimento da língua de sinais no IFSC iniciou, paradoxalmente, com uma posição de não reconhecimento, a partir de 1988, no IFSCSJ, com o “Projeto Experiencial sobre o Desenvolvimento Cognitivo e da Linguagem”. "
  • Aprovação no exame de classificação do primeiro aluno surdo

    " Com a aprovação no exame de classificação do primeiro aluno surdo, no referido câmpus, para o Curso Técnico Refrigeração e Ar-Condicionado (RAC), o IFSCSJ vivenciou, até 1988, uma realidade pautada na unanimidade irreal de que todo ser humano ouve. Portanto, quem não ouve deveria adequar-se à maioria que ouve. Nesse sentido, não ocorreram mudanças no cotidiano da instituição e o aluno acompanhava as aulas com o recurso da leitura labial. "
  • Period: to

    História do Campus

    "Inaugurado ofi cialmente em dezembro de 2012, o câmpus Palhoça Bilíngue vem sendo construído desde os idos da década de 1990, quando, de uma pequena sala improvisada do câmpus de São José [...]"
  • Entrada do segundo aluno surdo no Campus

    " Com o ingresso, em 1992, de outro aluno surdo para o curso de RAC "
  • Promoção de um intercâmbio de experiências com instituições

    " Os profissionais do IFSCSJ promoveram, em 1992, o intercâmbio de experiências com várias instituições, a saber: a Fundação Catarinense de Educação Especial São José - FCEE, o Instituto Concórdia de Porto Alegre, o Instituto Nacional de Educação de Surdos do Rio de Janeiro e a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). "
  • Início do Projeto Experiencial sobre o Desenvolvimento Cognitivo da Linguagem

    " O resultado desse diálogo deu início ao Projeto Experiencial sobre o Desenvolvimento Cognitivo da Linguagem, que apenas institucionalizou o trabalho, já iniciado em 1991, com o primeiro aluno surdo. "
  • Aprovação do Projeto Experiencial sobre o Desenvolvimento Cognitivo da Linguagem pelo (SEMTEC)

  • Fim do Projeto Experiencial sobre o Desenvolvimento Cognitivo da Linguagem

    " A partir de 1995, o Projeto Experiencial sobre o Desenvolvimento Cognitivo da Linguagem foi extinto [...] "
  • Elaboração do projeto do Curso Pré-Técnico Especial

    " [...] tendo em vista a elaboração do projeto do Curso Pré-Técnico Especial, para atender surdos cursando, no mínimo, a 5ª série do ensino fundamental em uma escola pública da Grande Florianópolis. "
  • Ampliação do N° de vagas do curso pré-técnico especial

    " A partir de 1996, houve a ampliação do número de vagas no Curso
    Pré-Técnico Especial para 14 alunos que vivenciaram os princípios da Comunicação Total. "
  • Oferta de cursos profissionalizantes para surdos

    Nesse sentido, em 1997, o IFSCSJ ofertou os seguintes cursos
    profissionalizantes para surdos, visando à inserção no mercado de trabalho: Informática Básica, Desenho Arquitetônico Básico, Eletricista Residencial e Solda Oxi-Acetilênica. "
  • Contratação do primeiro intérprete de libras

    " A elaboração desses cursos reconhecia a experiência visual dos surdos e a Libras. Houve a contratação de um intérprete de
    Libras/Português, bem como do primeiro Instrutor surdo. A metodologia de ensino voltou se para alunos surdos e não mais para surdos e ouvintes, como ocorreu no Projeto Experiencial sobre o Desenvolvimento Cognitivo da Linguagem e no Curso Pré-Técnico Especial. "
  • Contratação de um professor bilíngue para cursos profissionalizantes

    " A constatação de que uma parcela significativa de surdos não era
    proficiente na Língua de Sinais, somada à falta de profissionais com formação específica, exigiu desses profissionais uma reflexão quanto às possíveis mudanças no ambiente escolar, inclusive no quadro de servidores. Nesse contexto, o IFSC realizou, em 1997, a contratação de um professor surdo como mediador entre professores ouvintes e alunos surdos. "
  • Criação do Núcleo de Educação Profi ssional de Surdos (NEPS)

    " Em uma reunião entre os profissionais do IFSCSJ e integrantes dos movimentos surdos da Grande Florianópolis, realizada em 1998, com o objetivo de avaliar o andamento dos cursos profissionalizantes, foi proposta a criação do Núcleo de Educação Profissional de Surdos (NEPS)16 como um núcleo responsável por promover cursos de Educação Profissional de Nível Básico de curta e média duração para surdos. "
  • NEPS oferece cursos profissionalizantes de curta duração

    " Além dos cursos de educação básica profissional, com recursos do SINE/SC, no período de 1999 a 2000, o NEPS ofereceu cursos profissionalizantes de curta duração - eletrônica, refrigeração e ar-condicionado, artesanato e serviços - em conjunto com os movimentos surdos da Região Sul do país. "
  • Reivindicação do movimento surdo a partir de um curso que interligava apenas Libras

    " Em 1999, o NEPS elaborou o projeto curricular do Curso de Instalações Elétricas e Prediais para Surdos [...] verifica se a ausência de atividades ou disciplinas relacionadas à terapia da fala. A oferta de cursos de Educação Profissional de Nível Básico, interligando conhecimentos teóricos e práticos a partir da Língua Brasileira de Sinais, convergia com a reivindicação do movimento surdo da Grande Florianópolis e criava a expectativa de inserção do sujeito surdo no mercado de trabalho. "
  • Criação do Projeto Curricular do Curso de Educação de Jovens e Adultos com profissionalização em Desenho Técnico

    " Seguindo o objetivo de escolarizar e profissionalizar trabalhadores surdos da Grande Florianópolis, em 2001 foi elaborado pelo IFSCSJ, em parceria com a Central Única dos Trabalhadores (CUT) e o apoio dos movimentos surdos da Grande Florianópolis, o Projeto Curricular do Curso de Educação de Jovens e Adultos com profissionalização em Desenho Técnico. O aluno surdo passava a ocupar o lugar de uma minoria linguística que possui identidades, culturas e saberes. "
  • Inclusão de LIBRAs na matriz curricular do curso para jovens e adultos

    " O NEPS, em 2001, incluiu na sua matriz curricular a disciplina Língua Brasileira de Sinais, com três aulas semanais, no Curso para Jovens e Adultos em Nível de Ensino Fundamental, em um período em que ainda se lutava pela oficialização da Libras e de sua inclusão no currículo escolar. "
  • Criação oficial do Campus Bilíngue Palhoça

    "Criado oficialmente há dois anos (2012), o Câmpus Palhoça Bilíngue faz da relação de ouvintes com surdos um campo fértil para a inovação e desenvolvimento [...]"