Capa nutri

História da Nutrição no Brasil

  • I Guerra Mundial

    I Guerra Mundial
    Condições históricas para a constituição da nutrição foram estimuladas a partir da revolução industrial, no séc XVIII, e desencadearam-se entre 1914 e 1918, com a IGM (soldados bem alimentados lutavam melhor). No período entre as Guerras Mundiais, tanto em países da Europa como da América do Norte (Assic. Americana de dietistas) e América Latina, foram criados os primeiros centros de estudos e pesquisas, cursos para formação de profissionais especialistas
  • Pedro Escudero

    Pedro Escudero
    Na América Latina, a emergência da Nutrição foi influenciada pelo médico argentino Pedro Escudero, criador do Instituto Nacional de Nutrição em 1926, da Escola Nacional de Dietistas em 1933 e do curso de médicos “dietólogos” da Universidade de Buenos Aires. As concepções de Escudero (Leis: QQHA) sobre este campo do saber foram difundidas em toda a América Latina, com concessão anual a cada país latino-americano de bolsas de estudos para a realização de Cursos de Dietética no instituto.
  • Década de 1930: estudos por importantes intelectuais envolvidos na história da Nutrição brasileira

    Década de 1930: estudos por importantes intelectuais envolvidos na história da Nutrição brasileira
    1932, sob a influência de Escudero, Josué de Castro estudou as Condições de Vida das Classes Operárias no Recife, baseada no orçamento e padrão alimentar de 500 famílias = primeiro inquérito
    dietético-nutricional do Brasil, que regulamentou da lei do salário mínimo e da ração essencial mínima em 1938.
    1946: “Geografia da Fome”: Premio Internacional da Paz e indicação ao Nobel.
  • Casa Grande & Senzala

    Casa Grande & Senzala
    Em 1933, o sociólogo Gilberto Freyre, o único não vinculado às correntes de médicos nutrólogos emergentes neste período, publicava o seu clássico Casa-Grande & Senzala, até então, o primeiro e mais completo ensaio sociológico sobre o padrão e os hábitos alimentares da sociedade brasileira.
  • Criação do primeiro curso de Nutrição

    Criação do primeiro curso de Nutrição
    Em 1938, Geraldo Horácio de Paula Souza solicitou ao Governo do Estado a criação de um Centro de Estudos sobre alimentação. Poucos meses depois pelo Decreto Estadual nª 10.617 de 24 de outubro de 1939, foi criado, no Instituto de Hygiene, um curso destinado à formação de nutricionistas. Segundo as exigências legais, o curso de nutricionistas tinha a duração de 1 ano e para admissão, os candidatos eram obrigados a fazer exame vestibular.
  • Início dos Cursos Técnicos

    Início dos Cursos Técnicos
    1940: início dos cursos técnicos do Serviço Central de Alimentação do Instituto de Aposentadorias e Pensões dos Industriários (IAPI), que deram origem:
    - 1943, ao Curso de Nutricionistas do SAPS (atual Curso de Graduação da UNI-RIO),

    - 1944: Curso de Nutricionistas da Escola Técnica de Assistência
    Social Cecy Dodsworth (UERJ);
    - 1948: Curso de Dietistas da Universidade do Brasil (UFRJ) Enfase na capacitação de profissional para Nutrição Clínica, e Alimentação Institucional.
  • Criação da SBN e Arquivos Brasileiros de Nutrição

    Criação da SBN e Arquivos Brasileiros de Nutrição
    Na área do desenvolvimento científico-tecnológico e de organização dos profissionais do campo da Nutrição, devem ser enfatizadas:
    - 1940, da Sociedade Brasileira de Nutrição (SBN), entidade de caráter técnico-científico e cultural que passaria a defender os interesses dos profissionais do setor, particularmente, dos médicos nutrólogos;
    - Arquivos Brasileiros de Nutrição, em 1944, primeira revista científica brasileira neste campo específico do conhecimento;
  • 1940: Importantes eventos da Política social para a Nutrição

    1940: Importantes eventos da Política social para a Nutrição
    Instituição do salário mínimo, em 1º de maio de 1940: base de cálculo era a ração essencial mínima (ou cesta básica)
    Criação do Serviço de Alimentação da Previdência Social (SAPS), em 5 de agosto de 1940, instituição que se transformaria em um dos principais centros de formação de recursos humanos na área de Nutrição (nutrólogos, nutricionistas, economistas domésticas etc.), bem como em um dos principais campos de trabalho para nutricionistas
  • Criação da ABN - atual ASBRAN

    Criação da ABN - atual ASBRAN
    Associação Brasileira de Nutricionistas (ABN), em 31 de agosto de 1949, primeira entidade brasileira criada para representar e defender os interesses dos nutricionistas/dietistas, e desenvolver estudos e pesquisas.
  • Reconhecimento do curso e ampliação da duração

    Reconhecimento do curso e ampliação da duração
    Ampliação da formação para Saúde Pública
    Luta pelo reconhecimento do curso como de nível superior teve seu início por volta de 1952, quando não só os cursos até então existentes como também a ABN começaram a encaminhar ao Ministério da Educação os primeiros pedidos de reconhecimento.
    Parecer nº 265, de 19 de outubro de 1962: Conselho Federal de Educação (CFE) reconheceu os Cursos de Nutricionistas como de nível superior estabeleceu duração de três anos
    para a formação de nutricionistas
  • Regulamentação da Profissão

    Regulamentação da Profissão
    A luta pela regulamentação da profissão, por sua vez, teve seu desfecho positivo apenas em 24 de abril de 1967, quando foi sancionada a Lei nº 5.276, dispondo sobre a profissão de nutricionista, regulando o seu exercício e dando outras providências - instrumento legal que vigorou até 1991, quando foi revogada por uma nova legislação, Lei 8234/91, pelo presidente Fernando Collor de Melo
  • Fim da Déc 60: 7 cursos de nutrição no Brasil

    Fim da Déc 60: 7 cursos de nutrição no Brasil