Dipositivos de Armazenamento

Timeline created by Mdsilva_efaprog
  • Cartão Perfurado

    Cartão Perfurado
    Cartão que contém informação digital representada pela presença ou ausência de furos em posições especificas. Foram vastamente utilizados durante boa parte do século XX, em processamento de dados e no controlo de automatização de maquinaria.
  • Fita Magnética

    Fita Magnética
    Tipo de armazenamento não-volátil, que consiste numa fita plástica coberta de material magnetizável. Foi desenvolvida na Alemanha em 1928, com base na gravação em fio magnético. Frequentemente utilizada por dispositivos de gravação e reprodução som, determinou uma verdadeira revolução no ramo audiovisual, que passou a poder transmitir conteúdos gravados em diferido, e com possibilidade de repetição dos mesmos.
  • Tambor magnético

    Tambor magnético
    Inventado em 1932 por um australiano chamado Gustav Tauschek, estes “tambores”, foram utilizados em grande escala entre nos anos 50/60 como a memória principal de trabalho.
    Foram substituídos pelos discos rígidos (HDD) para memória secundaria, sendo estes mais baratos e pequenos.
  • Tubo de Williams

    Tubo de Williams
    Inventado por volta de 1946/47 por Freddie Williams e Tom Kilburn, era um tubo de raios catódicos que era utilizado para armazenar dados binários. Foi o primeiro dispositivo de acesso aleatório digital, e foi usado com sucesso em vários computadores, onde eram usados maioritariamente nos computadores com mais velocidade.
  • Selectron tube

    Selectron tube
    Selectron foi uma forma de memória digital desenvolvida por Jan A. Rajchman e o grupo da “Radio Corporation of America(RCA)”. Era um tubo que guardava informação com cargas eletrostáticas, uma tecnologia similar ao tubo de Williams.
  • Delay Line Memory

    Delay Line Memory
    A “delay line memory” foi uma das primeiras formas de memória a ser utilizada nos primeiros computadores. Ao contrário das formas modernas de RAM, a “delay line memory” era um tipo de memória de acesso sequencial.
  • Memória de núcleo magnético

    Memória de núcleo magnético
    Memória de ferrite, esta era composta de pequenas “roscas” magnéticas onde pequenos fios se entrelaçavam, formando uma rede protegida por chapas metálicas. Esta era magnetizada por impulsos elétricos que sinalizavam o on e off (0 e 1 em binário).
  • Uniservo

    A fita UNISERVO era o dispositivo principal de input/output no UNIVAC I. Suportava modos de leitura e escrita em que era possível avançar e retroceder, o que trazia vantagens em aplicações de ordenação e combinação de dados.
  • IBM 350 RAMAC

    IBM 350 RAMAC
    O IBM 350 RAMAC foi o primeiro computador comercial que usava um disco HDD magnético para armazenamento secundário. O design deste foi motivado pela necessidade de efetuar contabilidade em tempo real nos negócios.
  • Cassete

    Cassete
    Originalmente, esta tecnologia foi desenvolvia para máquinas de dicção, mas a evolução levou a que estas fossem utilizadas para outros usos não profissionais, desde a gravação e reprodução de áudio até ao registo de informação em microcomputadores.
  • DRAM - Dynamic random-access memory

    Memória de acesso aleatório dinâmica, é um tipo de memória que armazena cada bit num condensador integrado num circuito. O condensador podia ser carregado ou descarregado, sendo estes os estados que representavam os 2 valores do bit, 0 e 1.
  • Twistor Memory

    Uma memória que podia ser utilizada para fazer memórias ROM, foi usada por pouco tempo na altura que os dispositivos semicondutores substituíram quase todos os tipos de memória. Foi a ideia básica desta memória que levou ao desenvolvimento da memória de bolha.
  • Bubble Memory

    Bubble Memory
    Tipo de memória não volátil que utiliza um material magnético fino para manter pequenas áreas magnetizadas, chamadas de bolhas, onde cada uma armazenava um bit.
  • Disquete 8"

    Disquete 8"
    Composta por um disco de armazenamento magnético fino e flexível, selado por um plástico retangular e forrado com tecido para remover partículas de poeira, são um dispositivo utilizado para ler e gravar dados.
  • Disquete 5.25"

    Disquete 5.25"
    Nesta altura surgiu uma disquete mais pequena e a sequente evolução. Estas foram posteriores à disquete 3"1/2.
  • ST-506

    ST-506
    O ST-506 foi o primeiro disco rígido de 5" 1/4. Apresentado em 1980 Shugart Technology (atual Seagate) tinha uma capacidade de 5 megabytes após formatação e um custo de 1500 dólares.
  • Disquete 3.5"

    Disquete 3.5"
    Capazes de armazenar mais dados que as antecessoras, as disquetes 3.5” foram apresentadas pela Sony. As mesmas variam em capacidade.
  • DLT

    DLT
    DLT é um tipo de fita magnética que foi desenvolvido pela Digital Equipment Corporation. A sua variante com uma capacidade mais elevada tinha o nome de Super DLT (SDLT).
  • CD-ROM

    CD-ROM
    Compact Disk - Read Only Memory, era um tipo de disco que continha dados. Nesta altura os computadores podiam ler, mas não escrever ou apagar a informação dos CD_ROMs. Foi desenvolvioa em 1982 por uma companhia japonesa chamada Denon, que adaptou o formato do Compact Disc Digital Audio para poder guardar qualquer tipo de dados.
  • DAT

    DAT
    Introduzido pela Sony, tinha um aspeto similar à cassete compacta, utilizava uma fita magnética para guardar os dados. As gravações eram em formato digital, em vez de analógico.
  • DDS

    DDS
    Uma tecnologia baseada na cassete de áudio digital (DAT) que era comum no fim dos anos 80. O uso primário era para guardar dados de modo offline, especialmente para ter cópia de segurança de dados de trabalho.
  • MOD

    MOD
    Magneto-Optical Disk surgiu no campo tecnológico nos anos 90. Este formato era utilizado numa combinação de tecnologia ótica e magnética, para guardar e recuperar dados digitais. Era necessária uma drive ótica para poder recuperar os dados destes discos.
  • CD-R

    CD-R
    Disco fino de policarbonato, utilizado principalmente para gravar música ou dados, que só podia ser gravado uma vez, mas lido imensas vezes. Tinham compatibilidade com a maioria das drives óticas, o que era uma vantagem em comparação aos CD-RW que necessitavam de uma drive especial.
  • MiniDisc MD Data

    MiniDisc MD Data
    O MiniDisc era um disco ótico de armazenamento de dados, utilizado comummente para armazenamento de áudio.
  • Compact Flash

    Compact Flash
    Mais conhecido como flash drive, era um cartão de memória criado pela SanDisk baseado no padrão PC-Card/PCMCIA. Foi um dos cartões com mais sucesso quando surgiu, onde na atualidade é utilizado maioritariamente em câmaras digitais de grande performance, ou sistemas de armazenamento que requerem elevadas velocidades.
  • Zip Drive

    Zip Drive
    Foi um Sistema popular na década de 90, foi uma das revoluções da altura onde oferecia uma capacidade de armazenamento móvel em 100MB (sendo atualizado para 250MB), onde na altura o mais alto rondava os 10MB.
  • DVD

    O sucessor da geração de discos óticos, oferecia uma alternativa com mais velocidade e maior capacidade de armazenamento de dados.
  • Smart Media

    Smart Media
    Lançado para competir com os MiniCard e SanDisk, este cartão com memória flash consistia num chip EEPROM NAND (memória não volátil), e foi um dos mais pequenos cartões de memória, que possuía uma boa relação preço/espaço de armazenamento
  • Phase-Change Dual

    Phase-Change Dual
    Tipo de disco regravável, uma tecnologia similar aos CD-RW.
  • CD-RW

    Um disco que permitia os utilizadores reescrever informação no disco. Tem uma expectativa de vida de 25 anos e, na teoria, pode ser gravado e apagado 1000 vezes. Contudo, na prática, o número é provavelmente bem menor.
  • Multimedia Card

    Multimedia Card
    Outro tipo de cartão que utilizava memória flash, um standard no armazenamento de dados digitais. Introduzido pela Siemens e SanDisk. Este foi inicialmente criado para telefones, mas acabou a ser mais famoso ao ser utilizado em leitores de MP3, câmaras digitais e outros dispositivos.
  • IBM 170 Microdrive

    IBM 170 Microdrive
    Eles eram os mais pequenos discos rígidos existentes à época. De 1999 a 2003, eles eram conhecidos como IBM Microdrive. Estes permitiam mais ciclos de escrita e lidavam melhor com a perda potencial de energia durante a mesma.
  • IBM DiskOnKey

    IBM DiskOnKey
    Foi a primeira USB flash drive a ser produzida em massa para o mundo. Continha 8MB de memória e o preço de venda estava situado nos 49 dólares, fazendo desta o armazenamento removível mais caro da altura.
  • SD Card

    SD Card
    Secure Digital, era um tipo de memória flash que incorporava encriptação DRM que permitiam transferências mais rápidas de ficheiros.
  • xD - Picture Card

    xD - Picture Card
    xD-Picture Card é um tipo de cartão de memória flash, usado principalmente em câmaras digitais. xD é um acrónimo para extreme Digital.
  • Blue Ray

    Blue Ray
    A geração seguinte dos discos óticos, utilizada para guardar filmes em alta definição (HD) e com capacidades grandes. O nome é devido ao laser azul que permitia ao mesmo guardar mais dados que um DVD.
  • HD-DVD

    O concorrente do Blue Ray, um formato de discos desenvolvido como o primeiro vídeo de alta definição.
  • Solid State Drive (SSD)

    Solid State Drive (SSD)
    SSD, um tipo de dispositivo sem partes móveis, de armazenamento não volátil de dados digitais.