Rebelião Pro-Russa na Ucrânia

  • Period: to

    SIMPLIFICADOR "Rebelião Pro-Russa na Ucrânia"

    A Ucrânia é um país dividido entre uma população pró-russa e pró-UE.
    Em 2013, a rejeição de um acordo com a UE por parte do presidente Viktor Yanukovich desencadeou meses de protestos até à sua destituição.
    Hoje a Ucrânia continua a sofrer as consequências, com combates entre separatistas pró-russos e o seu exército.
    Ao mesmo tempo é acompanhada por pressões externas das grandes potências ocidentais e da Rússia, que se separam cada vez mais, através de sanções e quebras de acordos
  • Fevereiro de 2010

    Fevereiro de 2010
    Pró-russo Viktor Yanukovich é declarado vencedor em eleições consideradas justas e livres por observadores.
    Rival Julia Tymoshenko é detida por abuso de poder.
  • 21 de Novembro de 2013

    21 de Novembro de 2013
    Governo do presidente Yanukovych abandona projeto de acordo de associação com a União Europeia e procura maior aproximação à Rússia.
    Protestos eclodem.
  • 21 de Novembro de 2013

    Sob pressão russa, o presidente Viktor Yanukovich desistiu de assinar um acordo de livre-comércio com a União Europeia e decidiu estreitar relações comerciais com Moscovo.
  • 24 de Novembro de 2013

    24 de Novembro de 2013
    Milhares tomaram as ruas de Kiev para exigir que o presidente voltasse atrás na decisão.
    Manifestantes entraram em conflito com a polícia em frente da sede do governo.
  • Finais de Novembro de 2013

    Finais de Novembro de 2013
    Protestos ganham fôlego.
    100 mil pessoas manifestam-se em Kiev.
  • Dezembro de 2013

    Dezembro de 2013
    Manifestantes ocupam câmara e a praça da independência em Kiev.
    Cerca de 800 mil pessoas manifestam-se na capital ucraniana.
  • 17 de Dezembro de 2013

    17 de Dezembro de 2013
    Vladimir Putin oferece ao presidente Yanukovich um programa de assistência financeira, concorda em comprar dívida ucraniana e baixar o preço do gás num terço.
  • 17 de Dezembro de 2013

    17 de Dezembro de 2013
    Rússia e Ucrânia assinaram novo acordo para retirar barreiras comerciais entre os dois países.
    Pelo acordo, Moscovo investiu 15 Biliões de Dólares no governo de Yanukovich.
  • Period: to

    16-23 de Janeiro de 2014

    Parlamento aprova medidas restritivas de manifestações.
    Surgem as primeiras mortes nas contestações .
  • 19 de Janeiro de 2014

    19 de Janeiro de 2014
    Os protestos atingem o auge da violência com dezenas de mortos, incluindo policias.
    Há registos de que os dois lados usaram armas de fogo no conflito.
  • 22 de Janeiro de 2014

    22 de Janeiro de 2014
    Após quase dois meses de protestos, ocorreram as primeiras mortes.
    Cinco manifestantes morreram, centenas ficaram feridos e dezenas foram presos.
  • 23 de Janeiro de 2014

    23 de Janeiro de 2014
    Negociações entre governo e oposição não deram resultados, e manifestantes invadiram sedes de governos em regiões no oeste do país.
  • 28 de Janeiro de 2014

    28 de Janeiro de 2014
    O Primeiro Ministro Mykola Azarov apresentou a sua renúncia, o que era uma exigência dos manifestantes, mas a crise polìtica não diminuiu.
  • Period: to

    28-29 de Janeiro de 2014

    Primeiro-ministro Mykola Azarov demite-se e parlamento anula lei anti-manifestações.
    Parlamento aprova lei de amnisitia mas oposição rejeita condições.
  • 12 de Fevereiro de 2014

    Foi assinado um novo acordo de paz em Minsk, depois de os últimos terem falhado.
    Este entrava em vigor a 15 de Fevereiro.
    Durante esse dia foi maioritariamente cumprido, excepto em Debaltseve, em que os combates entre separatistas pró-russos e o exército ucraniano nunca chegaram a parar.
    Dias depois, o exército ucraniano cedeu e abandonou a cidade.
  • Period: to

    14-16 de Fevereiro de 2014

    Os 234 manifestantes detidos desde Dezembro são libertados.
    Ocupação da câmara de Kiev termina.
  • 17 de Fevereiro de 2014

    A Ucrânia acusou a Rússia de sabotar o processo de paz, embora a Rússia tenha recusado sempre o seu envolvimento.
    No entanto, tanto Washington como a NATO dizem que há “milhares de soldados russos” na Ucrânia.
  • 18 de Fevereiro de 2014

    18 de Fevereiro de 2014
    Protestos eclodem por razões desconhecidas.
    18 pessoas morrem.
  • 20 de Fevereiro de 2014

    20 de Fevereiro de 2014
    Kiev é palco do pior dia de violência em 70 anos
    Pelo menos 88 pessoas são mortas em 48 horas.
    Vídeos mostram atiradores furtivos a disparar contra manifestantes.
  • 21 de Fevereiro de 2014

    21 de Fevereiro de 2014
    Governo e oposição assinam acordo que prevê eleições antecipadas e a volta da Constituição de 2004, reduzindo os poderes de Yanukovich.
  • 22 de Fevereiro de 2014

    22 de Fevereiro de 2014
    O presidente Viktor Yanulovich é destituído do Parlamento, acusado de ser constitucionalmente inãbil para prosseguir as suas funções.
    Novas eleições presidenciais são marcadas para 25 de Maio.
    Líder oposicionista, a ex-premiê Yulia Tymoshenko é libertada da prisão.
  • 23 de Fevereiro de 2014

    23 de Fevereiro de 2014
    Presidente do Parlamento, Oleksander Turchinov, assume inteiramente a presidência da Ucrânia e, em discurso, diz que a integração à Comunidade Europeia é a prioridade.
  • Period: to

    23-26 de Fevereiro de 2014

    Parlamento vota no sentido de banir o russo como língua oficial.
    Onda de irritação percorre regiões pró-russas.
    A Decisão é revogada.
  • 26 de Fevereiro de 2014

    26 de Fevereiro de 2014
    Governo de coalizão é aprovado, com Rseny Yatseniuk como premiê.
  • Period: to

    27-28 de Fevereiro de 2014

    Homens armados ocupam edifícios públicos da Crimeia.
    Militares não identificados surgem fora dos principais aeroportos.
  • 1 de Março de 2014

    1 de Março de 2014
    Parlamento russo aprova pedido do Presidente Vladimir Putin para usar a força no sentido de proteger interesses do país na Ucrânia.
    Senado da Rússia aprova o envio de tropas à Crimeia.
  • 16 de Março de 2014

    16 de Março de 2014
    Adesão da Crimeia à Federação Russa é apoiada por 97 por cento dos votantes num referendo, de acordo com organizadores.
    Ocidente fala em farsa.
  • 17 de Março de 2014

    17 de Março de 2014
    União Europeia e Estados Unidos “aprovam sanções” contra dirigentes russos e da Ucrânia.
    (http://www.euronews.com/2014/03/17/russia-could-face-more-eu-sanctions-over-crimea/)
  • 18 de Março de 2014

    18 de Março de 2014
    Putin assina lei para anexar Crimeia.
  • 7 de Abril de 2014

    7 de Abril de 2014
    Manifestantes ocupam edifícios públicos em Dontesk, Lugansk e Kharkiv.
    Referendos são exigidos.
  • 15 de Abril de 2014

    15 de Abril de 2014
    Presidente interino Olexander Turchynov anuncia início de operação anti-terrorista contra separatistas e depois suspende ação.
  • 17 de Abril de 2014

    17 de Abril de 2014
    Rússia, Ucrânia, Estados Unidos e União Europeia concordam em trabalhar para reduzir tensão no leste ucraniano.
    Três pessoas morrem em Mariupol – as primeiras mortes violentas no leste.
  • 22 de Abril de 2014

    22 de Abril de 2014
    Presidente ucraniano ordena o reinício das ações militares.
  • 2 de Maio de 2014

    2 de Maio de 2014
    Confrontos na cidade portuária de Odessa resultam em 42 mortos, a maioria ativistas pró-russos.
  • 11 de Maio de 2014

    11 de Maio de 2014
    Separatistas pró-russos declaram independência depois de referendos não oficiais.
  • 25 de Maio de 2014

    25 de Maio de 2014
    Petro Poroshenko eleito Presidente da Ucrânia.
  • 27 de Junho de 2014

    27 de Junho de 2014
    União Europeia assina acordo de associação com a Ucrânia.
  • 14 de Junho de 2014

    14 de Junho de 2014
    Separatistas abatem avião militar.
    49 pessoas morrerem.
  • 17 de Julho de 2014

    17 de Julho de 2014
    Avião da MalaysiaAirlines proveniente de Amsterdão e com destino a Kuala Lumpur com o código de voo MH17 é abatido.
    298 pessoas perdem a vida.
  • 30 de Julho de 2014

    30 de Julho de 2014
    União Europeia e Estados Unidos anunciam novas sanções contra a Rússia por causa da Crimeia.
  • 22 de Agosto de 2014

    22 de Agosto de 2014
    Coluna humanitária russa chega a Lugansk sem permissão das autoridades ucranianas.
  • 26 de Agosto de 2014

    26 de Agosto de 2014
    Ucrânia divulga vídeo com soldados paraquedistas russos capturados.
    É feita troca por soldados ucranianos.
  • 5 de Setembro de 2014

    5 de Setembro de 2014
    Ucrânia e separatistas assinam tréguas em Minsk.
  • 9 de Setembro de 2014

    9 de Setembro de 2014
    Peritos holandeses concluem que avião da Malaysia Airlines MH17 foi atingido por projeteis a alta velocidade.
  • 21 de Outubro de 2014

    21 de Outubro de 2014
    Human Rights Watch denuncia o uso de bombas de fragmentação.
  • 26 de Outubro de 2014

    26 de Outubro de 2014
    Partidos pró-ocidentais vencem eleições legislativas.
  • Period: to

    2-3 de Novembro de 2014

    Separatistas no leste ucraniano elegem novos líderes em eleições apoiadas pela Rússia e contestadas pelo ocidente.
  • Dezembro de 2014

    Dezembro de 2014
    Rublo russo perde quase metade do valor por causa da queda do preço do petróleo e em parte devido às sanções ocidentais.
  • Fevereiro de 2015

    Novas conversações de paz em curso.