Evolução das Tecnologias na Educação

  • 4000 BCE

    PINTURA RUPESTRE

    PINTURA RUPESTRE
    Uma das primeiras formas que o ser humano encontrou para deixar seus vestígios foi a pintura. A arte rupestre consistiu na maneira utilizada para se ilustrar sonhos e cenas do cotidiano. Símbolos da vida, da morte, de céu e da terra foram encontrados nas paredes cálidas das cavernas. É sabido que a tela primordial em que nossos parentes longínquos plasmaram suas ideias pictórica foi a rocha pura.
  • 3500 BCE

    SURGE A ESCRITA CUNEIFORME

    SURGE A ESCRITA CUNEIFORME
    Criada pelos sumérios, esta escrita é produzida com o auxilio de objetos em formato de cunha. No começo a escrita era meio enigmática, mas com o passar do tempo foram se tornando mais simples.
  • 2500 BCE

    PAPIRO

    PAPIRO
    Papiro é o nome de uma planta muito comum nas margens do rio Nilo, na África. É também o nome que se dá a um material semelhante ao papel, usado pelos antigos egípcios para escrever. O papiro para escrita era feito com os talos da planta.
  • 2000 BCE

    BÚSSOLA

    BÚSSOLA
    A bússola é um objeto utilizado para orientação geográfica. Durante muito tempo esse instrumento foi utilizado na navegação como forma de localização, e até hoje é considerada uma das maiores invenções da humanidade.
  • 105 BCE

    INVENÇÃO DO PAPEL

    INVENÇÃO DO PAPEL
    A invenção do papel – com fibras vegetais - é atribuído a um oficial do tribunal chinês, Cao Lun. A primeira fábrica de papel foi instituída em Tsai Lun, China, no mesmo ano. A técnica de produção de papel foi mantido em segredo pelos chineses, por cerca de 500 anos.
  • 1430

    SURGIMENTO DA IMPRENSA

    SURGIMENTO DA IMPRENSA
    A invenção da imprensa por Johann Gutenberg foi um dos acontecimentos que mudaram a história da leitura e da circulação de ideias em escala mundial. O nome imprensa remete, nos dias atuais, às instituições de divulgação de notícias e opiniões sobre fatos cotidianos: aos jornais e revistas. Esse nome, entretanto, designa, originariamente, um tipo de dispositivo técnico capaz de reproduzir palavras, frases, textos ou mesmo livros inteiros através de caracteres ou tipos móveis.
  • 1564

    INVENÇÃO DO LÁPIS

    INVENÇÃO DO LÁPIS
    No dia 6 de abril de 1564, foi inventado o lápis, na Inglaterra, um utensílio que continua a ser útil nos dias de hoje. O lápis foi concebido para marcar, riscar e até mesmo cortar superfícies. habitualmente constituído por um estilete cilíndrico de grafite revestido de madeira - o tradicional lápis de escrever preto.
  • INVENÇÃO DA CALCULADORA

    INVENÇÃO DA CALCULADORA
    Em 1624, foi inventado o primeiro engenho mecânico para contar: a máquina aritmética do professor Schickard da universidade alemã de Heidelberg, conhecido como relógio calculador, capaz de realizar as operações aritméticas básicas. Depois apareceria, graças aos circuitos integrados e microchips da calculadora digital. Com uma capacidade de cálculo surpreendente, as calculadoras são capazes de realizar cálculos complexos, trigonometria, logaritmos, funções, probabilidades, porcentagens, etc.
  • SURGE A MÁQUINA DE ESCREVER

    SURGE A MÁQUINA DE ESCREVER
    A invenção de um primitivo dispositivo de escrever mecanicamente é atribuída a Henry Mill. O italiano Pellegrino Turri introduziu, em 1808, o sistema de Teclado. Posteriormente, o mecânico norte americano Carlos Thuber criou um modelo aperfeiçoado, com maior rapidez de escrita (1843). As primeiras máquinas imprimiam apenas em caracteres maiúsculos. Foi Brooks quem conseguiu a impressão dos caracteres maiúsculos e minúsculos.
  • INVENÇÃO DO QUADRO NEGRO

    INVENÇÃO DO QUADRO NEGRO
    O professor escocês James Pillans inventou o quadro- negro no século XVIII. Foi o primeiro grande salto da educação. Com isso foi possível colocar 70 pessoas em uma sala. Antes, você dava discurso para muitos, mas aula mesmo era para poucos.
  • REGISTRO DE PATENTE DO MIMEOGRÁFO

    REGISTRO DE PATENTE DO MIMEOGRÁFO
    Mimeógrafo é um instrumento utilizado para fazer cópias de papel escrito em grande escala e utiliza na reprodução um tipo de papel chamado estêncil. Foi um dos primeiros sistemas de cópias em série utilizados no ensino. O mimeógrafo é uma máquina que requer, para além da mão-de-obra, materiais para a geração de cópias a partir de uma matriz, como por exemplo: impressora matricial, papel sulfite ou de outro tipo, mesa de apoio, estêncil, NMIscanner do texto e molha dedo
  • O TELEFONE ENTRE NÓS

    O TELEFONE ENTRE NÓS
    O telefone é um dos meios de telecomunicações desenhados para transmitir sons através de sinais elétricos nas vias telefônicas. O grande responsável por isso foi o inventor e empresário escocês Alexander Graham Bell (1847-1922). O primeiro registro de transmissão elétrica de voz feito por Granham Bell aconteceu no dia 10 de março de 1876.
  • SURGEM OS PRIMEIROS PROJETORES

    SURGEM OS PRIMEIROS PROJETORES
    Em 1850, Louis-Jacques Daguerre e Joseph Nicéfore Niepce inventaram a fotografia, recurso que possibilitou a criação do cinema e seus projetores, que acabaram sendo criados em 1895, pelos irmãos Louis e Auguste Lumière.
  • ENFIM, A TELEVISÃO

    ENFIM, A TELEVISÃO
    O interesse em criar um aparelho televisor já existia desde o século XIX, mas esse processo foi demorado. Por volta de 1840 que começou-se a estudar a possibilidade de realizar transmissões de imagens a longa distância. Em 1942, o cientista escocês Alexander Bain conseguiu executar o primeiro envio de uma imagem, mas ainda estava longe de ser o que conhecemos hoje em dia. Em 1923 Zworykin criou um tubo iconoscópico. Dois anos depois, John Baird conseguiu fazer sua primeira transmissão em casa.
  • ORIGEM DA CANETA ESFEREOGRÁFICA

    ORIGEM DA CANETA ESFEREOGRÁFICA
    Os gansos sofreram até o final do século XIX, quando as primeiras canetas-tinteiro foram fabricadas nos Estados Unidos. A popular esferográfica só entraria em cena no século XX. O mecanismo foi patenteado pelo húngaro Lazlo Biro. Ele levou seis anos para aperfeiçoar um objeto que hoje parece tão simples. Na época dos primeiros modelos, porém, a tecnologia era tão complexa que uma caneta de Biro custava quase 100 dólares!
  • A IMPRESSORA

    A IMPRESSORA
    A primeira impressora da história foi desenvolvida por Chester Carlson, um americano que inventou o processo de reprodução de imagens e textos por meio de máquinas fotocopiadoras. Em 1953 foi criada a primeira impressora de alta velocidade.
  • INVENÇÃO DO COMPUTADOR

    INVENÇÃO DO COMPUTADOR
    A primeira ideia de computador eletro-mecânico é de um alemão, Konrad Zuse, que em 1936 tentou vender a ideia ao governo, sendo prontamente descartado, já que, para eles, não tinha utilidade para a guerra e portanto não tinha utilidade alguma. Os computadores ficariam esquecidos por um tempo, sendo somente reabilitado em 1944 quando a marinha americana, juntamente com a Universidade de Harvard criaram uma máquina que conseguia multiplicar dois números de dez dígitos em três segundos.
  • SURGIMENTO DA INTERNET

    SURGIMENTO DA INTERNET
    A rede mundial de computadores surgiu em plena Guerra Fria. Criada com objetivos militares, seria uma das formas das forças armadas norte-americanas de manter as comunicações em caso de ataques inimigos que destruíssem os meios convencionais de telecomunicações. Nas décadas de 1970 e 1980, a Internet também foi um importante meio de comunicação acadêmico. Estudantes e professores universitários, principalmente dos EUA, trocavam ideias, mensagens e descobertas pelas linhas da rede mundial.
  • SURGEM OS PROJETORES MULTIMÍDIA

    SURGEM OS PROJETORES MULTIMÍDIA
    O datashow é um equipamento eletrônico capaz de captar a imagem que seria exibida na tela de um computador e projetá-la num telão, de forma ampliada.
  • O PRIMEIRO SMARTPHONE

    O PRIMEIRO SMARTPHONE
    O primeiro produto a combinar as funcionalidades de celular com PDA foi o IBM Simon, o aparelho continha tela de toque e conseguia acessar emails.
  • A LOUSA DIGITAL INTERATIVA

    A LOUSA DIGITAL INTERATIVA
    Muitas escolas já possuem uma ou mais lousas digitais interativas. O ideal é que elas estivessem presentes em todas as salas de aula, nos laboratórios, nas bibliotecas, nas salas de reuniões e na sala dos professores. Mas, como o seu custo ainda é elevado, essa implantação tende a ser vagarosa.
  • CRIAÇÃO DA MEMÓRIA UBS - PEN DRIVE

    CRIAÇÃO DA MEMÓRIA UBS - PEN DRIVE
    dispositivo de memória constituído por memória flash, capaz de fazer a gravação de dados com uma ligação USB tipo A, permitindo a sua conexão a uma porta USB de um computador ou outro equipamento com uma entrada USB, como um rádio ou televisão.