A EVOLUÇÃO DA CONTABILIDADE X PERÍCIA CONTÁBIL

  • 4000 BCE

    Surgimento da Pericia Contábil

    A Contabilidade surgiu juntamente com a perícia. Vários pesquisadores revelam que os primeiros sinais da contabilidade foram constatados a 4000 a.c.; atrelado a ela, a perícia tem seus primeiros vestígios, constatado na antiga civilização do Egito e “na Grécia antiga com o início da sistematização dos conhecimentos jurídicos, observando-se, à época, a utilização de especialistas em determinados campos para proceder à verificação e ao exame de determinadas matérias”
  • 4000 BCE

    Milenar Índia

    Alberto supõe que a perícia era exercida desde a “milenar Índia” com o surgimento da “figura do árbitro, eleito pelas partes, que na verdade, era perito e juiz ao mesmo tempo, pois a ele estava afeta a verificação direta dos fatos, o exame do estado das coisas e lugares, e, também, a decisão “judicial” a ser homologada pelo que detinha o poder real, feudal, no sistema de castas e privilégio indianos”
  • Jan 1, 1300

    Contabilidade na Idade Moderna

    Na Baixa Idade Média, a partir do século 13, com o Renascimento e a Revolução Comercial, a contabilidade atingiu sua maturidade. Partindo das cidades mercantis do norte da Itália, como Gênova, Florença e Veneza, a técnica das partidas dobradas, que já existia desde a Pré-história sob a forma das fichas de barro, se disseminou pela Europa
  • Jan 1, 1300

    Civilização Romana - Séc. XIII

    Com a criação do direito romano, já era possível identificar a figura do perito que apesar de ainda associada a do árbitro, quando necessitava de algum parecer técnico, ele o expedia.
    No século XIII a contabilidade experimentou um grande desenvolvimento na Europa, uma vez que esse continente apresentava-se como berço do comércio; por conta disso, o desenvolvimento da perícia como instrumento de prova, era presente principalmente na Grécia, França, Inglaterra e Itália
  • Jan 1, 1494

    FREI LUCA PACIOLI

    Escreveu "Tratactus de Computis et Scripturis" (Contabilidade por Partidas Dobradas), publicado em 1494, enfatizando que à teoria contábil do débito e do crédito corresponde à teoria dos números positivos e negativos.
    Pacioli, apesar de ser considerado o pai da Contabilidade, não foi o criador das Partidas Dobradas. O método já era utilizado na Itália, principalmente na Toscana, desde o Século XIV.
  • Perito Como Auxiliar da Justiça

    Foi no Século XVII que se identificou a figura do perito como auxiliar da justiça e o perito extrajudicial, diversificando assim a especialidade do trabalho de perito contábil.
  • Contabilidade chegou ao Brasil

    Em 1754, no Brasil, ainda como Colônia de Portugal, inicio-se a formação profissional na área contábil, quando foi autorizada a criação do curso “Aula de Comércio” onde a palavra aula tem o significado de escola superior ou faculdade, supervisionado pela Junta de Comércio de Lisboa.
  • A profissão finalmente é regulamentada

    Foi neste período onde muitos problemas políticos começam a surgir, entre elas a chegada de Getúlio Vargas. No ano consequente ocorre a primeira conquista da classe contábil, onde é admitido o Decreto Federal nº 20158, regulamentando-se a profissão e organizando o ensino comercial. Neste tempo é criado o curso de contabilidade, onde eram formados dois tipos de profissionais: o primeiro era os guarda-livros, que realizavam o curso em dois anos, e os perito-contadores, em três anos.
  • DECRETO 9.295/1946

    No decreto-lei nº 9.295 de 27 de maio de 1946 estabelece como privativo dos contadores diplomados o exercício constado na alínea c no artigo 25 que diz “perícias judiciais ou extra-judiciais, revisão de balanços e de conta em geral, verificação de haveres revisão permanente ou periódica de escritas, regulações judiciais ou extra-judiciais de avarias grossas ou comuns, assistência aos Conselhos Fiscais das sociedades anônimas e quaisquer outras atribuições a elas conferidas.”
  • Lei 5.869/73

    Com a criação da lei nº 5.869 em 11 de janeiro de 1973 ficou clara qual a função e atuação do perito-contador na sociedade como consta no artigo 145.
  • Contabilidade na Idade Contemporânea

    A escola italiana dominou o cenário contábil mundial até o início do século 20. Nesse século, com a ascensão econômica dos Estados Unidos, passou a predominar a escola estadunidense de contabilidade. Nas últimas décadas do século 20, a contabilidade passou a se preocupar em acentuar mais sua missão de fornecer dados relevantes à tomada de decisões por parte dos administradores das empresas, surgindo, assim, a disciplina da contabilidade gerencial.