32215108 738990062956230 5829719253011398656 n

Myanmar Cronologia

  • 700

    Rohingya vivem num reino independente em Arakan (Rakhine)

    *
  • 800

    Povo Rohingya entra em contacto com o Islão através de comerciantes Árabes

    *
  • 1057

    -Rei Anawrahta

    O rei Anawrahta funda o primeiro estado birmanico no Pagan e adota o Budismo theravada
  • Primeiros Refugiados

    O rei da Birmania Bodawpaya conquista o reino de Arakan e os refugiaods fogem para Bengala
  • Chegada dos Britânicos, Sec. XIX

    Inicialmente a Birmânia pertencia à colónia das ilhas britânicas e só posteriormente se tornam UMA COLÓNIA própria dos Britânicos.
    A partir de aí desencadeou um grande contingente de Hindus e Chineses.
  • Companhia das Índias anexa a Baixa Birmania

  • Governo das Índias anexa a alta Birmânia

    separação e automização dos canis administrativos dos Birmaneses dos das minorias - aumrnto da autonomia das minorias.
    Todo o aparelho administrativo estava guarnecido d eindianos
  • Censos

    Rohyngyas incluenm-se na população Indiana como um grupo médio de origem Indu
  • Novos Censos

    Os Rohingyas passam a ser conciderados Arakneses
  • Colónia Britânica

    Grã Bretanha separa a Birmania da India e converteu a uma colónia da Coroa Britanica
  • Durante a II Guerra Mundial

    Japão ocupa Birmania com a ajuda do exercito independente da Birmania (BIA), treinado no Japão.
    Com a saídaBritânica, os nacionalistas birmaneses atacam as comunidades muçulmanas, acusando-as de benefeciarem do governo britanico. O BIA transforma-se na Liga da Liberdade do Povo Anti Fascista (AFPFL) resistindo ao governo do Japão.
    Da mesma forma os rohingyas começão um jihad em que massacram cerca de 20 000 budistas.
  • Fim da II Guerra Mundial

    Grã Bretanha liberta a Birmania da ocupação Japonesa com a ajuda dos nacionalistas birmaneses, liderados por Aung San Kyi e combatentes Rohingya, que se sentiam atraiçoados, pois os britânicos não cumpriam a sua promessa de autonomia para o estado de Arakan.
  • Independência da Birmânia

  • Independência

    Birmania torna-se independente com Unu como primeiro Ministro. No seu primeiro Ano a nova republica da União da Birmania estava á beira do colapso.
    As tensões existem com os Rohingyas, pois muitos queriam que Arakan se juntasse ao Paquistão de maioria muçulmana. O governo toma medidas, eliminando os funcionários Rohingyas.
    A revolta de Mujahid( um grupo rebelde) cresceu rápidamente, de um mometo para o outro a maioria de Arakan estava nas mãos dos mujahid e de outros grupos rebeldes
  • Period: to

    Independencia da Birmania

  • Period: to

    tempo de crescimento da Birmania e abertura face ao Exterior

  • Period: to

    Governo Democrático

    1º fase
  • Insurgentes

    Alguns Rohingyas resistem ao governo, liderados por grupos armados demoninados de Muyahidines. As insurgências colapsavam gradualmente.
  • Period: to

    2º Fase Governo democrático

    De 1958 a 1962 odirigido por um governo de Salvação Nacional
    - Guerra de Win
    Existia um governo civil- regido pela constituição, príncipio da soberania popular
  • Pré Golpe de Estado

    A fação do partido de Unu ganha nas eleições, obtendo uma vitória decisiva, porém a promoção do budismo como religião do Estado e a tolerância dos separatismos irrita os militares.
  • Golpe Militar

  • Golpe de Estado

    Março de 1962, os Militares tomam o poder com um Golpe de Estado, argumentando que os politicos em disputa na Birmânia não seriamcapazes de manter o país unido.
    A fação de Unu é derrubada no golpe militar, dirigida pelo general Win que aboliu o sistema federal e inaugurou "o caminho birmano até ao socialismo", nacionalizando a economia, formando um estado unido onde proibiu os jornais independentes.
  • Period: to

    Periodo isolacionista da Birmania, mantendo-se neutra face á cena Internacional e á Guerra fria

  • Golpe de Estado

    Abolição da constituição de 1947
    Instituição de uma junta militar- Conselho revolucionário e sindicalismo sincronizado com a doutrina budista e o humanismo
  • Transição para governo Civil

    Governo de Ne Win- PresIdente do BSPP, logo +residente da Birmânia
  • Frente Democrática Nacional

    • A Frente Nacional Democrática Nacional da oposição é formado por grupos minoritários, com base religiosa, criando pequenas guerrilhas. Aproximadamente15 000 de Rohingyas fugiram para o Bangladesh, para escaparem é perseguição religiosa.
  • Apátridas

    A Lei de nacionalidade da Birmânia reconhece três categorias de cidadãos: cidadão; cidadão associado; cidadão neutralizado.
    No entanto esta Lei nao reconhecia os Rohingyas como um dos 135 grupos étnicos legalmente reconhecidos no Myanmar
  • 1989

    O conselho para a restauração da lei e da ordem do Estado (SLORC) declara a Lei marcial, prendem milhares de pessoas, incluido defensores da democracia dos direitos humanos, remomeando a Birmania de Myanmar, alterando a capital de Rangoon, pra Yangon.
    A lider da Liga Nacional pra a Democracia (MLD) Aung San Suu Kyi, filha de Aung San, está em prisão domiciliaria.
  • NLD

    Liga Nacional para a Democracia ganha as eleiçoes gerais comuma vitoria esmagadora, porém os resultados são comletamente ignorados pelos militares.
  • Novos Refugiados

    Suu Kyi recebe o Nobel da Paz devido ao seu compromisso, com uma mudança pacifica.
    Mais de 250 000 Rohingyas refugiados fogem devido ao trabalho forçado, violações e perseguiçoes religiosas por parte do exercito do Myanmar rm Rakine.
  • Repatriação

    Rangún é forçado a celebrar um acordo com a ACNUR e concorda em devolver os Refugiados.
    Entre 1992 e 2004, cerca de 230 00 Refugiados Rohingas foram voluntariamente repatriados para o Myanamr sob vigilância/proteção das Nações Unidas.
  • A Aliança Rohingya

    Suu Kyi é libertada da prisão domiciliaria depois de 6 anos.
    RSO e ARIF juntam-se e formam a Aliança Nacional Rohingya.
  • TRCs

    O Governo começa a dar aos Rohingyas o "Certeficado de Registo Temporal ( TRCs), que concedia alguns direitos de movimento, emprego, porém essencial para obterem a licença de casamento, assim como a autorização para viajarem e poderem participar em processos politicos como por exemplo nas eleições nacionais.
  • ARNO

    A Aliança Nacional Rohungya converte-se na Organização Nacional Rohibgya de Arakan (ARNO).
  • Fez-se Democracia

    Khin Nyunt torna-se Primeiro Ministro.
    Propõe celebrar uma convenção em 2004 para redigir uma nova Constituição como parte de um " Caminho para a Democracia".
  • Rússia e China

    A Rússia e a China vetam um projeto de resolução dos Estados Unidos no Conselho da ONU, que obrigava o Myanmar a parar de perseguir grupos minoritários e da oposição.
  • Nova Constituição

    O Governo publica uma nova Constituição, ue "dá" 174 das cadeiras no parlamento ao exercito e proibe a lider da oposição, Suu Kyi, de ocupar o cargo.
    Na mesma semana ocorre o referndo sobre a constituição de 2008, que fora condenado internacionalmente como um processo fraudolento.
  • Eleições

    O Partido de Solidariedade Solidária e Desenvolvimento (USDP), apoiado militarmente reclama a vitória nas prmeiras eleições em 20 anos. Oas grupos da oposição alegão fraude generalizada, e as eleições são concideradas uma fachada.
    Uma semana depois das eleições, Suu Kyi, a quem se tinha impedido de participar, é libertada da prisão domiciliária.
    Thein Sein assume a posição de presidente de um novo Governo nomealmente civil.
  • Julho 2012

    O presidente Thein Sein disse á Acnur que o Governo assumiria a responsabilidade das suas próprias nacionalidades étnicas, mas "não é possivel nem absoluto reconhecer os rohingyas fronteiriços legais, sendo que não são do nosso grupo étnico", dizendo ainda que os: "Rohingyas representam uma ameaça á segurança e á dos cidadãos e que deveriam estar restabelecidos em qualquer outro país que estivesse disposto a aceitá-los" já que alegam serem todos "infiltrados ilegais do Bangladesh"
  • Mais Violência

    Homens Rohingyas acusados de violar e matar uma mulher budista são condenados. Os nacionalista Budistas rspondem quiemando casa rohingyas, matando mais de 280 pessoas e desalojaram outras centenas.
    Atos de violência Anti-Rohingya como os que sucedem, são caracterizados como crimes contra a humanidade, levada a cabo como sendo uma limpeza étnica.