200050 100402346711509 100002252311387 2187 6450693 n

Trabalho Linha do Tempo - Estelimar Maria Teixeira

  • Nascimento

    Nascimento
    Nasci na fazenda Buriti, município de Coromandel, no dia 01/09/1967 às 20h00min horas, o parto foi feito por uma parteira da região. Minha mãe conta que fui uma criança saudável, risonha, adorava mamar no peito, parei de mamar já com mais de 1 ano.
  • Batizado

    Batizado
    Fui batizada no arraial do Pântano, pelo bispo Dom Jorge. Ele ia celebrar missas no arraial de 2 em 2 meses, esse dia era festa da padroeira . O arraial estava lotado, vinha gente de toda região, minha tia e também madrinha de representação disse que era nessas festas que conheciam os rapazes, mas não podiam sequer conversar com eles. Meus padrinhos de batismo foram meus avós maternos: vovó Abadia e vovô Joaquim, tia Veronise de representação e tia laudemira de consagração.
  • Andar e falar

    Andar e falar
    Minha tia Ana Lúcia diz que sempre fui uma garota esperta e sagaz, logo comecei a engatinhar e mexer nas coisas e com a ajuda dela andei por volta de 1 ano e pouco.
  • falar

    falar
    (outubro/novembro de 1968 e balbuciar as primeiras palavras: papa (papai), mama (mamãe). Gá (água)...
  • Mudança para Pântano

    Mudança para Pântano
    No início do ano de 1969 mudamos para o Pântano, onde ficamos pouco tempo porque meu pai comprou uma fazenda enorme, cujo nome era: Capão do Algodão.
  • Coromandel

    Coromandel
    Tenho poucas lembranças desse tempo, pois tivemos que mudar para Coromandel para meus irmãos mais velhos estudarem, isso foi em fevereiro de 1971.
  • Brincadeiras

    Brincadeiras
    Por volta de 4 a 5 anos( 1971 a 1972)gostava de brincar de casinha,boneca e fazer comidinha com minhas primas e minha irmã (eu era a mãe, lógico). Mamãe conta que quem dava as ordens era eu e se não fosse do meu jeito, não tinha brincadeira. Na rua pulávamos amarelinha, corda, jogava bola e peteca.
  • Escola

    Escola
    Em 1974, entrei para a escola, papai falava que fui uma aluna exemplar, tirava notas boas e não tinha problemas com indisciplina, só na hora do recreio ou depois da aula que arrumava confusão com os colegas, pois me chamavam de Pituchinha (por causa do livro de História).
  • brincadeiras

    brincadeiras
    Aos finais de semana brincávamos de cineminha, meus irmãos, uns vizinhos e eu construímos uma tela de papelão onde passávamos filme. Os filmes eram feitos com figurinhas de chicletes e o preço da entrada era dois chicletes para fazermos mais filmes. Era muito legal! Ah! Sem falar do pé de manga na casa da vizinha Valdete, onde brincávamos de pega-pega e na rua de bolinha de gude, bandeirinha estourada e polícia e ladrão.
  • Gripe

    Gripe
    Em 1976, no mês de março tive uma gripe forte e em seguida diagnosticada que era uma doença rara e perigosa: Encefalite.
  • Internação

    Internação
    Fiquei internada em Uberlândia no Hospital Santa Catarina 13 dias, totalmente isolada e tomando muito medicamento, só injeção foram 130; tenho trauma de agulha. Aos 11 anos desmaiei e depois dos exames constatou uma disritmia cerebral. Fui levada para Uberaba onde fiz tratamento com o Dr. Humberto Ferreira e comecei a tomar remédio controlado: Comital L e Tegretol. Mesmo com tantos problemas de saúde brinquei muito e me diverti bastante.
  • Primeira Cominhão

    Primeira Cominhão
    Preparamos o ano todo. Tínhamos aula da catequese e tinha que saber todas as orações, mandamentos de cor. E a confissão, que sofrimento. O que eu ia contar para o padre? Tinha o maior medo, e se ele me colocasse de castigo? Ficava sempre essa dúvida e ao mesmo tempo medo. No dia da confissão fui junto com meu irmão mais velho, ele disse que eu tremia tanto. Quando cheguei perto do padre comecei a chorar, ele conversou comigo e me acalmei. Foi um vexame, deixei a hóstia cair da boca.
  • Brasília

    Brasília
    Como meus avós e meus tios maternos mudaram para Brasília, todas as férias íamos para lá, era uma festa. Ficávamos na casa de meus tios e na fazenda do vovô, o nome da fazenda era: Deus me Livre, nome muito engraçado. Lá encontrávamos todos os primos para ajudar a vovó fazer polvilho e farinha de mandioca. Os netos ficavam encarregados de descascarem a mandioca, mas sempre sobrava um tempinho para diversão, brincávamos de esconde-esconde, pega-pega, bola e na bica d’água.
  • Esportes

    Esportes
    Em 1978, por volta de meus 13 anos, comecei a fazer alguns cursos (violão, costura e cabeleireira) e dedicar ao esporte. Embora sendo pequena, mas muito habilidosa e esperta comecei a treinar vôlei e ginástica nas aulas de Educação Física e em seguida entrei no time da cidade de vôlei. Viajávamos muito para jogar, na ginástica destaquei-me nos desfiles da cidade, fazendo acrobacias na frente da fanfarra eu era baliza.
  • Excursão

    Excursão
    No ano de 1979 fomos de excursão para o Rio de Janeiro, foi uma viagem inesquecível, ficamos 12 dias. Todos estavam encantados com o mar e com a beleza da cidade.
  • Morte de meu irmão Elísio

    Morte de meu irmão Elísio