HISTÓRIA DA GAZETA

  • Decreto de Getúlio Vargas

    Em 1952 houve um decreto de Getúlio Vargas concedendo o canal 2 de São Paulo para a FCL, mas perdem para Assis Chateaubriand (que inaugurou a TV Cultura) por questões técnicas e demora em inaugurar; Ganham o canal 11.
  • PRA-6 Rádio Gazeta FM

    PRA-6 Rádio Gazeta FM
    Nos anos 50, a PRA-6 Rádio Gazeta; conseguiu com o Ministério de Viações e Obras Públicas a concessão para operar em frequência modulada (FM) e se torna a Gazeta FM 88.1. Suas primeiras transmissões foram feitas durante as festividades do IV Centenário de São Paulo. A partir da década de 70 ela passa a ganhar um perfil programação distintivo com as influências trazidas pelo diretor Marco Aurélio Rodrigues da Costa dos Estados Unidos.
  • Primeira transmissão experimental

    Primeira transmissão experimental
    Na primeira transmissão da TV Gazeta foram exibidas imagens da Avenida Paulista ao som de "Sá Marina" na voz de Wilson Simonal.
  • Inauguração TV Gazeta

    Inauguração TV Gazeta
    Sua inauguração foi feita em 1970 no aniversário de São Paulo com imagens ao vivo da Avenida Paulista e um texto comemorativo, evocando Cásper Líbero, o patrono da emissora.
  • Implantação da TV a cores

    Implantação da TV a cores
    A TV Gazeta foi a primeira emissora montada com equipamento para transmissão em cores e a trabalhar com chroma key. Implantou no no país a câmera lenta. Em 1973 um acordo entre Brasil e Argentina no governo de Perón contribuiu para a implantação da TV a cores na Argentina. A TV Gazeta produziu e gerou a primeira corrida de Fórmula 1, transmitida em parceria com a Globo. (Imagem > 07/01/1974 - Transmissão do programa Mesa Redonda)
  • Concorrências

    Sílvio Santos ganhou a concessão do canal carioca que era da TVS (TV Studios Silvio Santos de Cinema e Televisão Ltda) e mais tarde se torna SBT. Bandeirantes leva para sua rede as emissoras afiliadas antes pela Gazeta na região amazônica. Equipamentos começam a ser sucateados, a emissora vai sendo esquecida até meados da década de 80
  • Programa do Nelson Matsuda

    Programa do Nelson Matsuda
    Em 1978, a Gazeta estreou o programa nipo-brasileiro Programa Nelson Matsuda, uma produção independente, do Japan Pop Show Empreendimentos ou N.Matsuda TV Produções Ltda - primeiro programa de auditório nipo-brasileiro, inaugurando a linha de shows da Gazeta.
    Logo em seguida a Gazeta estreou outro programa nipo-brasileiro Imagens do Japão, uma produção independente, do Imagens do Japão TV e Jornalismo. Era exibido ao vivo do Teatro Cásper Líbero, que fica no terceiro andar do prédio da Gazeta.
  • Mulheres

    Mulheres
    Em 1980, o programa Clarisse Amaral em Desfile se transformou em Mulheres, que está no ar até hoje.
    O programa inicialmente contava com apresentação de Ângela Rodrigues Alves e Ione Borges. Depois, o Brasil inteiro começou a conhecer a dupla de "parceirinhas", Ione Borges e Claudete Troiano.
  • Grandes revelações

    Grandes revelações
    Em 1982, o repórter Amaury Jr. estreou na emissora, em São Paulo e outras cidades brasileiras no programa Flash. O grande sucesso fez com que outras redes disputassem a nova revelação da Gazeta; A Rede Bandeirantes negocia com salário maior do que Amaury ganhava na Gazeta e ele sai da emissora em 1986.
    Entre os mais importantes nomes da Tv brasileira e que já passaram pela Gazeta estão: Serginho Groisman, Fausto ‘Faustão’ Silva, Galvão Bueno, Sérgio Mallandro, Patati Patatá, Tiago Leifert, etc
  • Inauguração da Torre Casper Líbero

    Inauguração da Torre Casper Líbero
    Em 1982 uma competidora de peso entra na briga: a Rede Manchete, que apesar de não ser tão grande havia recursos de sobra.
    A TV Gazeta, junto com a TV Globo, ergueu e inaugurou no dia 21 de abril, a Torre Cásper Líbero.
  • TV Mix

    TV Mix
    Uma equipe de jovens profissionais chegou ao departamento de programação da emissora e implantou uma linha de programas que poderia ser considerada suicida. Era o nascimento da TV Mix, um embrião do que seria a MTV Brasil. Um programa feito praticamente no improviso sem recursos e sem compromisso. E o programa pegou.
    No comando, estava a descontraída Astrid Fontenelle. Depois, muitos vieram se juntando, como Paula Dip, Sérgio Groisman, Patrícia Pillar, Emílio Surita, entre outros.
  • Parceria com a Rede OM

    Parceria com a Rede OM
    1990 é a fase de novas mudanças na emissora que começou uma parceria com a Rede OM, além de ter Galvão Bueno como um de seus funcionários. Época de crescimento!
  • Rede OM vira CNT

    Rede OM vira CNT
    Em 1993, a Rede OM vira a CNT e nunca mais cresceu como antes pois a Rede Record voltou a crescer e acabou levando boa parte de suas afiliadas.
    Em 2000 a Gazeta não renova o contrato com a CNT - parte da programação começa a ser preenchida por infomerciais. Com isso, a TV Gazeta iniciou seu processo de rede, com a implantação de repetidoras no interior de São Paulo e em outros estados.
  • Novas alterações nos programas

    Novas alterações nos programas
    No primeiro semestre de 2001,o entretenimento da emissora também sofreu alterações: o programa musical Clipper entrava no ar e assumiram o programa Mulheres os apresentadores Clodovil e Christina Rocha.
  • Telejornal da Gazeta

    Telejornal da Gazeta
    A TV Gazeta e o jornal Gazeta Mercantil se unem para criar o novo telejornalismo da emissora. O Jornal da Gazeta estreou com cobertura direta da capital argentina de Buenos Aires, já que naquele momento estava acontecendo o ápice da Crise econômica argentina. Carlos Alberto Sardenberg, Gustavo Camargo e Camila Teich comandaram a primeira edição do Jornal da Gazeta
  • Você Bonita

    Você Bonita
    Após 8 anos sem grandes estréias, a emissora lança em junho de 2010, o Super Esporte, apresentado por Thiago Oliveira na faixa das 22h00, já no mês de outubro de 2010, a emissora abre espaço para a estréia de mais três femininos: Você Bonita, Falando Sobre Sexo e Mix Mulher.
  • Década de 2010

    Década de 2010
    Em 2010, em comemorações aos 40 anos da TV Gazeta, a emissora exibe especiais que falam da trajetória do canal. O Jornalista Elmo Francfort lançou o livro "Av. Paulista 900 - A História da TV Gazeta", mesmo autor que escreveu o livro sobre a Rede Manchete. Palmirinha sai da gazeta e gera polêmica
  • Maior espaço para programas do Gazeta Shopping

    Em 2011, Márcio Tavolari é contratado para reformular artisticamente o programa Todo Seu, 1° programa da gazeta a estrear com transmissão HD. Com o fim da parceria com o Best Shop TV, os programas Gazeta Imóveis, Gazeta Motors e Gazeta Shopping ganham mais espaço na programação. Gazeta passa a ser acompanhada pela assinatura NET e Vivo, graças à transmissão por satélites
  • Estreia de uma nova pogramação

    Em 2014, novos programas foram criados e dedicados à São Paulo - Gazeta, a TV mais paulista. Os programas Ateliê na TV, Revista da Cidade, Super Esporte, Você Bonita, Mulheres, Gazeta Esportiva, Todo Seu e outros programas foram mantidos, mas agora com um novo pacote gráfico.
  • A nova Gazeta

    A nova Gazeta
    Em 2015, a TV passa por mudanças drásticas: muda vinhetas para atingir o flat design - “Buscando uma aproximação ainda maior com o público, o pacote de novas finalizações foca nas "sensações" que a programação da TV Gazeta traz para o telespectador. Para traduzir essas sensações foi desenvolvida uma paleta de cores que resultou num visual ainda mais vibrante, divertido e moderno”, afirma Denise Wuilleumier, Gerente de Comunicação Social da Fundação Cásper Líbero.
  • Lançamento de novas séries

    Em 2016, a emissora investe no lançamento de novas séries: Projeto 1 dia, A semana, reality sobremesa para 2, a noite convida. Em 25 de julho, a emissora dispensa após 15 anos a apresentadora Mamma Bruschetta, após a mesma receber proposta irrecusável do SBT.
  • Década de 2020

    Em 8 de março de 2020, depois de completar seus 50 anos no ar, a Gazeta muda cenários, vinhetas, pacotes visuais, grafismos e alterações nos programas. A Gazeta também estréia seu novo slogan: TV Gazeta, você por perto. Tudo certo!