As invenções das guerras

Timeline created by Sophia Amorim
In History
  • Ambulância

    Ambulância
    Seu inventor, o cirurgião Dominique-Jean Larrey, estava frustrado com as instruções para que permanecesse na retaguarda. Depois de observar como a mobilidade de artilharia francesa a ajudava a se debandar do inimigo que avançava, Larrey propôs um veículo capaz de acompanhar a artilharia e servir para o cuidar dos feridos deixados para trás. Uma carruagem puxada a cavalo, capaz de transportar confortavelmente dois pacientes em colchões de crina de cavalo revestidos de couro.
  • Comida enlatada

    Comida enlatada
    As comidas enlatadas são uma das invenções de guerra que vieram para ficar. Elas surgiram devido às preocupações do imperador Napoleão Bonaparte com a qualidade da alimentação de suas tropas. Nicolas Appert, foi o jovem chef que desenvolveu o método de aquecimento, fervura e selagem da comida em frascos de vidro hermeticamente fechados. Aliás, é o métido usado hoje em dia para fazer os enlatados é o mesmo desde aquele ano.
  • Aço inox

    Aço inox
    No embalo de uma corrida armamentista pré-Primeira Guerra, o aço inoxidável estava em desenvolvimento para uso militar. O novo tipo de aço era invenção de uma fábrica de armas na cidade de Sheffield. A nova liga interessou Harry Brearley, que se dedicou a fazer talheres, apenas como experiência. Embora não tenha feito bombas, o novo produto fez sucesso na manufatura de aviões, por ser resistente a altas temperaturas.
  • Banco de sangue

    Banco de sangue
    Durante a Primeira Guerra Mundial, as duras batalhas forçaram o campo da hematologia a ter uma ação mais rápida e atuante para salvar a vida dos soldados. Vários médicos ao redor do mundo descobriram de forma independente que adicionando citrato de sódio ao sangue, ele poderia ser armazenado por dias fora do corpo do doador ou do receptor. Isso permitiu que vários homens tivessem as vidas poupadas ao receber sangue.
  • Absorventes femininos

    Absorventes femininos
    Os absorventes íntimos são uma das invenções de guerra mais geniais da história. Eles foram desenvolvidos para os curativos dos soldados nos campos de batalha, já que se tratavam de uma solução, prática, barata e higiênica. Mas, por volta de 1920, as pessoas começaram a perceber o grande potencial que esses curativos tinham para o universo feminino e, então, eles passaram a ser vendidos como absorventes higiênicos descartáveis.
  • Repelente aerosol

    Repelente aerosol
    O repelente aerosol foi inventado por dois cientistas do Departamento de Agricultura dos EUA para soldados que lutavam no front do Pacífico, infestado de mosquitos. Na época, foi apelidado de "bomba contra insetos" pelas tropas.
  • M&M’s

    M&M’s
    Forrest Mars viu soldados na Guerra Civil Espanhola, nos anos 30, comendo chocolates cobertos com uma camada de doce, para evitar que derretessem. Veio daí a ideia para a receita dos coloridos M&Ms
  • Fita adesiva

    Fita adesiva
    A fita adesiva foi criada Vesta Stoudt. Ela trabalhava em uma fábrica, durante a Segunda Guerra Mundial, inspecionando o acondicionamento de munições.
    Foi durante esse período que ela percebeu o quanto as caixas de eram trabalhosas para abrir devido à vedação e o quanto isso poderia colocar os soldados em risco, nos campos de batalha. É por esse motivo que Vesta criou a fita adesiva, que vedava as caixas ao mesmo tempo que se soltavam com mais facilidade, quando necessário.
  • Computador

    Computador
    Durante a guerra, o Eixo possuía uma carta na manga: era a máquina Enigma, usada para criptografar mensagens secretas. Essa tecnologia fez com que os britânicos criassem o Colossus, o primeiro computador eletrônico
  • Micro-ondas

    Micro-ondas
    A tecnologia do micro-ondas foi usada na Segunda Guerra Mundial para ajudar a localizar inimigos. Seu uso para esquentar comida foi descoberto quando um engenheiro da Raytheon, durante teste com o produto, percebeu que um doce que levava no bolso derreteu.