Firstearthday

História do movimento ambientalista contemporâneo

  • Raízes do movimento ambientalista

    O movimento ambiental contemporâneo surgiu principalmente de preocupações no final do século XIX sobre a proteção do interior na Europa e da natureza selvagem nos Estados Unidos e as consequências para a saúde da poluição durante a Revolução Industrial. Link text
  • Uma das primeiras organizações conservacionista

    Uma das primeiras organizações conservacionista
    Francis Orpen Morris, clérigo britânico e naturalista, fundou a primeira organização conservacionista, a “Associação para a Proteção das Aves Marinhas” em 1868.
    Por causa dele, em 1869, o primeiro ato oficial de preservação de uma espécie passou pelo parlamento, criando a proibição da caça esportiva de aves marinhas entre abril e agosto.
  • Criação do Parque Nacional Yellowstone, EUA

    Criação do Parque Nacional Yellowstone, EUA
    O Parque Nacional Yellowstone, EUA, foi o conceito moderno de Parque Nacional. Por meio dele, teve início à conservação em uma escala regional.
    Ele foi descoberto em 1807 por John Colter e explorado pela expedição de Henry Washburn em 1870.
    Em 1872, foi criado como o primeiro Parque Nacional dos EUA.
  • Uma das mais antigas ONGs

    Devido à poluição do ar causada pelas recém instaladas fábricas durante a Revolução Industrial, A Coal Smoke Abatement Society (Sociedade para a redução da fumaça do carvão), fundada em Londres, foi uma das primeiras Organizações não Governamentais ambientais a ser criada.Nas décadas seguintes, a Sociedade foi fundamental na introdução da Saúde Pública de 1926 (Lei de Redução de Fumaça) e da Lei do Ar Limpo de 1956 na Inglaterra.
  • Period: to

    Criação de áreas protegidas

    Theodore Roosevelt foi presidente dos EUA entre 1901 e 1909, e entusiasta da vida selvagem, fez da conservação a prioridade no seu governo, criando vários santuários naturais por todo os EUA.
  • Primeiros Parques Nacionais da Europa

    Primeiros Parques Nacionais da Europa
    Os primeiros parques nacionais foram um conjunto de nove parques na Suécia em 1909, seguidos pelo Parque Nacional Suíço em 1914.
    Nesse último, um grupo de cientistas e conservacionistas suíços convenceu o governo a reservar 14.000 hectares de terra nos Alpes suíços.
    Link text
  • Os primeiros Parques Nacionais da África

    Os primeiros Parques Nacionais da África
    O primeiro parque nacional (PN) da África foi criado em 1925, por Albert I, da Bélgica, onde hoje é a República Democrática do Congo, nas Montanhas de Virunga, sendo chamado de PN de Virunga. Em 1926, o governo da África do Sul designou o PN Kruger como o primeiro do país, embora tenha sido uma expansão da antiga Sabie Game Reserve, criada em 1898 pelo presidente Paul Kruger da antiga República da África do Sul. Link text
  • O primeiro Parque Nacional do Brasil

    O primeiro Parque Nacional do Brasil
    O primeiro PN do Brasil foi o PN de Itatiaia, localizado na divisa entre Minas Gerais e Rio de Janeiro, entre 540 e 2791 m de altitude. Ele foi criado em 1937 no governo Getúlio Vargas. Sua vegetação característica é de Mata Atlântica de altitude.
  • A grande poluição em Londres

    A grande poluição em Londres
    Foi devido à grande poluição de 1952 em Londres, por 5 dias, causando mais de 6.000 mortes, que a Lei do Ar Limpo de 1956 foi aprovada. Ela foi causada por uma combinação de poluição industrial e condições climáticas de alta pressão. O ato impulsionou o ambientalismo moderno e causou uma repensação dos perigos da degradação ambiental na qualidade de vida das pessoas. [https://www.britannica.com/event/Great-Smog-of-London]
  • A guinada do movimento ambientalista

    As várias vertentes filosóficas do ambientalismo receberam expressão política através do estabelecimento de movimentos políticos “verdes” na forma de organizações não-governamentais e partidos políticos ambientalistas. Apesar da diversidade do movimento ambiental, ele é fortalecido por 4 pilares: proteção do meio ambiente, democracia de base, justiça social e a não-violência.
    Link text
  • O desmascaramento do DDT

    O desmascaramento do DDT
    A publicação, em 1962, do livro da bióloga Rachel Carson, Primavera Silenciosa, foi importante para a formação do movimento ambientalista. O livro denunciava os impactos ambientais da pulverização indiscriminada de DDT nos EUA e questionou a lógica de liberar grandes quantidades de produtos químicos no meio ambiente sem entender completamente seus efeitos na saúde. O livro sugeria que o DDT e outros pesticidas poderiam causar câncer e que seu uso agrícola era uma ameaça à vida selvagem.
  • Criação da União Internacional para a Conservação da Natureza

    Criação da União Internacional para a Conservação da Natureza
    A União Internacional para a Conservação da Natureza (ou International Union for Nature Conservancy - IUCN) é a autoridade global de classificação da situação de risco da biodiversidade. Ela é a responsável pela métrica de classificação do risco de extinção das espécies usadas por vários países, inclusive o Brasil.
  • Criação do IBDF - Brasil

    O Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal foi criado pelo decreto lei 289/1967. Era uma autarquia federal do governo brasileiro vinculada ao Ministério da Agricultura encarregado dos assuntos pertinentes e relativos a florestas e afins.
    Foi extinto por meio da Lei 7.732/1989 e transferiram-se seu patrimônio e recursos para a Secretaria Especial do Meio Ambiente - SEMA (criada em 1973 e extinta em 1989) e, posteriormente, para o IBAMA. Link text
  • Convenção da Biosfera

    Convenção da Biosfera
    Conferência da Biosfera de Paris, foi um evento científico realizado em 1968 na cidade de Paris, com o objetivo central de tratar da conservação e do uso sustentável da biosfera. Dentre seus principais resultados encontra-se o estabelecimento do Programa o Homem e a Biosfera, que por sua vez é responsável pelas Reservas da Biosfera, um tipo de área protegida. Este evento foi organizado sob a égide da UNESCO, em parceria com a OMS, com a FAO e com as ONU, e com apoio da IUCN e do CIC.
  • Década das ONGs

    Década das ONGs
    No início da de 1970, várias ONGs foram criadas, refletindo a disseminação do movimento ambientalista pelo mundo. Uma deles foi o Greenpeace, que nasceu de um grupo de ativistas canadenses e americanos. Os objetivos do Greenpeace é proteger a biodiversidade em todas as suas formas; prevenir a poluição dos ambientes; acabar com a ameaça nuclear e enfrentar as mudanças climáticas; e promover a paz, o desarmamento global e a não-violência. Link text
  • Criação da Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos

    A preocupação pública resultante do livro de Rachel Carson levou à criação da Agência de Proteção Ambiental dos EUA em 1970, que posteriormente baniu o uso agrícola de DDT nos EUA em 1972. O legado do livro era produzir uma consciência muito maior das questões ambientais em como as pessoas afetam o meio ambiente. Assim, surgiu o interesse em problemas como poluição do ar e derramamentos de petróleo, e o interesse ambiental aumentou.
    Link text
  • O dia da Terra

    O dia da Terra
    O Dia da Terra ocorreu pela primeira vez em São Francisco e outras cidades em 21 de março de 1970, no primeiro dia da primavera. Foi criado para conscientizar as questões ambientais. O Dia da Terra agora é coordenado globalmente pela Rede do Dia da Terra e é comemorado em mais de 192 países todos os anos. Em 2020 será comemorado os 50 anos do dia da Terra.
  • Conferência de Estocolmo

    Conferência de Estocolmo
    A Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano foi a primeira grande reunião de chefes de estado organizada pelas Nações Unidas (ONU) para tratar das questões relacionadas à degradação do meio ambiente, realizada entre os dias 5 a 16 de junho de 1972 na capital da Suécia, Estocolmo.
    Ela é reconhecida como um marco nas tentativas de melhorar as relações do homem com o Meio Ambiente, e também por ter inaugurado a noção de desenvolvimento sustentável.
  • Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA)

    Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA)
    É um programa das Nações Unidas voltado à proteção do meio ambiente e à promoção do desenvolvimento sustentável. O PNUMA foi criado durante a Assembleia Geral das Nações Unidas e tem como objetivo coordenar as ações internacionais de proteção ao meio ambiente e de promoção do desenvolvimento sustentável
  • Convenção sobre o Comércio Internacional das Espécies

    Convenção sobre o Comércio Internacional das Espécies
    A convenção sobre o Comércio Internacional das Espécies da Fauna e da Flora Silvestres Ameaçadas de Extinção - CITES - também conhecida por Convenção de Washington, é um acordo multilateral assinado em Washington DC, tendo como objetivo assegurar que o comércio de animais e plantas selvagens, e de produtos deles derivados, não ponha em risco a sobrevivência das espécies nem constitua um perigo para a manutenção da biodiversidade. Link text
  • Buraco na camada de ozônio

    Buraco na camada de ozônio
    o Protocolo de Montreal é um tratado internacional projetado para proteger a camada de ozônio, eliminando gradualmente a produção de inúmeras substâncias responsáveis pela destruição do ozônio, como o CFC. Foi acordado em 16 de set de 1987 e entrou em vigor em 1º de jan de 1989. Como resultado do acordo internacional, o buraco na camada de ozônio na Antártica está se recuperando lentamente. As projeções climáticas indicam que a camada de ozônio retornará aos níveis de 1980 entre 2050 e 2070.
  • Chico Mendes

    Chico Mendes
    Francisco Alves Mendes Filho, foi um seringueiro, sindicalista, ativista político e ambientalista brasileiro. Lutou a favor dos seringueiros da Bacia Amazônica, cuja subsistência dependia da preservação da floresta e das seringueiras nativas. A partir de 1976 participou ativamente das lutas dos seringueiros para impedir o desmatamento. Seu ativismo lhe trouxe reconhecimento internacional, ao mesmo tempo em que provocou a ira dos grandes fazendeiros locais que o assassinaram em 1988.
  • Criação do IBAMA

    Criação do IBAMA
    O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), Lei 7.735/1989, é uma autarquia federal vinculada ao Ministério do Meio Ambiente (MMA). É o órgão executivo responsável pela execução da Política Nacional do Meio Ambiente, instituída pela Lei 6.938/1981, e desenvolve diversas atividades para a preservação e conservação do patrimônio natural, exercendo o controle e a fiscalização sobre o uso dos recursos naturais.
  • Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento - ECO-92

    Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento - ECO-92
    Foi uma conferência de chefes de estado organizada pelas Nações Unidas e realizada de 3 a 14 de junho de 1992 na cidade do Rio de Janeiro, Brasil. Seu objetivo foi debater os problemas ambientais mundiais. A conferência produziu a Carta da Terra, a Convenção sobre a Biodiversidade, a Convenção sobre as Mudanças Climáticas e a Agenda 21, estabelecendo compromissos e metas a serem alcançadas pelos países signatários Link text
  • ICMBio

    ICMBio
    O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade foi criado pela lei 11.516/2007. O nome do Instituto homenageia o seringueiro, acreano Chico Mendes, ativista cuja luta ganhou repercussão nacional e internacional pela defesa da biodiversidade amazônica, sendo reconhecido mundialmente pela Organização das Nações Unidas (ONU) e recebendo inúmeros prêmios, sendo um dos mais importantes o "Global 500", por sua luta em defesa do meio ambiente. Link
  • A humanidade chega a 7 bilhões de pessoas

    A humanidade chega a 7 bilhões de pessoas
    O Dia dos Sete Bilhões foi oficialmente designado no dia 31 de outubro de 2011 pelo Fundo de População das Nações Unidas como a data aproximada em que a população mundial atingiu esse número. Link
  • Rio +20

    Rio +20
    A Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, foi realizada de 13 a 22 de junho de 2012, na cidade do Rio de Janeiro. A Rio+20 foi assim conhecida porque marcou os vinte anos de realização da Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (Rio-92) e contribuiu para definir a agenda do desenvolvimento sustentável para as próximas décadas. Link text