EAD no Brasil

Timeline created by lalyssima
  • Rádio Difusão

    Rádio Difusão
    Fundação por cientistas, da Radio Sociedade do Rio de Janeiro (RSRJ), com o fins educacionais e de divulgação científica para todo o Brasil. Posteriormente, foi doada ao Ministério da Educação e Saúde.
  • Rádio Difusão Educativa do Ministério da Educação

    Rádio Difusão Educativa do Ministério da Educação
    O serviço de rádio difusão educativa, foi criado pela lei nº 78 de 13 de janeiro de 1937. O Serviço de Radiodifusão surge com a finalidade de promover permanentemente a irradiação de programas de caráter educativo.
  • Instituto Monitor

    Instituto Monitor
    Surge o Instituto Monitor que faz parte da primeira geração de ensino à distancia, o ensino por correspondência, caracterizado pelo material impresso e distribuído por meio de empresas de correio, modalidade na qual ele é destaque no Brasil.
  • Instituto Universal Brasileiro

    Instituto Universal Brasileiro
    Um dos pioneiros no ensino à distancia no Brasil. Com o tempo, veio a se tornar a maior escola do gênero no país.
    Ele faz parte da primeira geração de ensino à distancia, o ensino por correspondência, caracterizado pelo material impresso e distribuído por meio de empresas de correio, modalidade na qual ele é destaque no Brasil.
  • Contrato entre o MEC e a CNBB

    Contrato entre o MEC e a CNBB
    Criação do Movimento de Educação de Base - MEB, cujo plano qüinqüenal (1961 - 1965) previa a instalação de 15 mil escolas radiofônicas em convênios com a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil )
  • Criação da TV Educativa do MEC

    Criação da TV Educativa do MEC
    A televisão educativa foi implantada, no Brasil, sem obedecer a um planejamento que decorresse de uma política setorial de Governo. Algumas emissoras tiveram como raiz de sua criação razões de ordem política, outras deveram sua existência à tenacidade individual de idealistas, e poucas foram as que surgiram com objetivos explicitamente definidos.
    A primeira emissora educativa a entrar no ar foi a TV Universitária de Pernambuco, em 1967. Até 1974, surgiram nove emissoras educativas.
  • Portaria 408 rádio e televisão comerciais na educação

    Portaria 408 rádio e televisão comerciais na educação
    O objetivo maior do projeto atendia à Lei nº5.692/71 (Capítulo lV,artigos 24 a28) que dava ênfase à educação de adultos.O parecer nº 699/72 determinava a extensão desse ensino, definindo claramente as funções básicas do ensino supletivo.
    Surgem as primeiras Universidades Abertas, com cursos a distância. Utilizando além de material impresso, transmissões por televisão aberta, rádio e fitas de áudio e vídeo, com interação por telefone, satélite.
  • Projeto Minerva

    Em 4 de outubro é criado o Projeto Minerva pelo governo Federal, transmitido pela Rádio MEC, com apoio de material impresso. Permitiu milhares de pessoas realizarem seus estudos básicos. Atendeu em nível de 1° e 2° grau.
  • Nasce a Associação Brasileira de Tele-Educação (ABT)

    Nasce a Associação Brasileira de Tele-Educação (ABT)
    inicialmente como Associação Brasileira de Tele–Educação, que já
    organizava desde 1969 os Seminários Brasileiros de Teleducação atualmente denominados
    Seminários Brasileiros de Tecnologia Educacional. Foi pioneira em cursos à distância, capacitando
    os professores através de correspondência.
  • Supletivo IGrau

    Implantação do Curso Supletivo - I Grau - Fase I – MEC.
  • Ead - curso supletivo

    Implantação do Curso Supletivo - I Grau - Fase I – MEC
    Projeto Minerva passa a produzir o Curso Supletivo de 1º Grau, II fase, envolvendo o MEC,
    Prontel, Cenafor e secretarias de Educação.
  • Supletivo IGrau, II fase.

    Supletivo IGrau, II fase.
    Projeto Minerva passa a produzir o Curso Supletivo de 1º Grau, II fase, envolvendo o MEC, Prontel, Cenafor e secretarias de Educação. Curso Supletivo "João da Silva", sob o formato de telenovela, para o ensino das quatro primeiras séries do lº grau; o curso introduziu uma inovação pioneira no mundo, um projeto – piloto de tele – didática da TVE, que conquistou o prêmio especial do Júri Internacional do Prêmio Japão.
  • Projeto Logus II

    TVE Ceará começa a gerar tele–aulas; o Ceteb – Centro de Ensino Técnico de Brasília –
    inicia o planejamento de cursos em convênio com a Petrobras para capacitação dos empregados
    desta empresa e do projeto Logus II, em convênio com o MEC, para habilitar professores leigos
    sem afastá–los do exercício docente.
  • Telecurso Segundo Grau

    Lançado o Telecurso de 2º Grau, pela Fundação Padre Anchieta (TV Cultura/SP) e Fundação Roberto Marinho, com programas televisivos apoiados por fascículos impressos, para preparar o tele-aluno para os exames supletivos;
  • Pós-Graduação

    É implantado, em caráter experimental, o Posgrad – pós-graduação Tutorial à Distância – pela Capes – Coordenação de Aperfeiçoamento do Pessoal de Ensino Superior – do MEC, administrado pela ABT – Associação Brasileira de Tecnologia Educacional – com o objetivo de capacitar docentes universitários do interior do pais.
  • Criação da Fundação Centro Brasileiro de Televisão Educativa/MEC

    Criação da FCBTVE – Fundação Centro Brasileiro de Televisão Educativa/MEC; dando continuidade ao Curso "João da Silva", surge o Projeto Conquista, também como telenovela, para as ultimas séries do primeiro grau; começa a utilização dos programas de alfabetização por TV –
    (MOBRAL), em recepção organizada, controlada ou livre, abrangendo todas as capitais dos estados
    do Brasil.
  • De FCBTVE para FUNTEVE

    FCBTVE trocou sua sigla para FUNTEVE: Coordenação das atividades da TV Educativa do Rio de Janeiro, da Rádio MEC-Rio, da Rádio MEC-Brasília, do Centro de Cinema Educativo e do Centro de Informática Educativa
  • Projeto IPÊ

    Criação da TV Educativa do Mato Grosso do Sul. Inicio do "Projeto Ipê", da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo e da Fundação Padre Anchieta, com cursos pura
    atualização e aperfeiçoamento do magistério de 1º e 2º Graus, utilizando–se de multimeios.
  • Verso e Reverso – Educando o Educador

    "Verso e Reverso – Educando o Educador": curso por correspondência para capacitação de professores de Educação Básica de Jovens e Adultos/ MEC Fundação Nacional para Educação de Jovens e Adultos (EDUCAR), com apoio de programas televisivos através da Rede Manchete.
  • Um salto para o futuro

    A Fundação Roquete Pinto, a Secretaria Nacional de Educação Básica e secretarias
    estaduais de Educação implantam o Programa de Atualização de Docentes, abrangendo as quatro
    series iniciais do ensino fundamental e alunos dos cursos de formação de professores. Na segunda
    fase, o projeto ganha o titulo de "Um salto para o futuro".
  • Licenciatura Plena em Educação Básica

    0 Núcleo de Educação a Distância do Instituto de Educação da UFMT (Universidade Federal do Mato Grosso), em parceria com a Unemat (Universidade do Estado do Mato Grosso) e a
    Secretaria de Estado de Educação e com apoio da Tele-Universite du Quebec (Canadá), criam o projeto de Licenciatura Plena em Educação Básica: 1º a 4º series do 1º grau, utilizando o EAD. 0 curso é iniciado em 1995.
  • LDBE/1996

    LDBE/1996
    Darcy Ribeiro, criador da lei que tramitou no congresso até 1996.
    Lei de Diretrizes e Bases da Educação. Regulamenta a EaD no Brasil. O Ensino Superior à distância passou a ter legalidade, embora já existissem projetos pilotos.
  • Lei 5622/2005

    Lei 5622/2005
    Consolidou as regras dos cursos Ead, ainda oferecidos sem regulamentação.
  • Decreto 5.800 Surgimento da UAB

    Decreto 5.800 Surgimento da UAB
    O Decreto define os parâmetros e o órgão regulador das Universidades, a Secretaria de Educação a Distância (SEED). É instituída a Universidade Aberta do Brasil.
  • Fiscalização das Universidades

    A SEED define os parâmetros de qualidade das Universidades. Estas passam a receber visitas com fins avaliativos representados pelo "Termo de Saneamento", dando às Universidades que não se encontravam adequadas ao funcionamento, 12 meses para regularizar sua situação.